Como os cães, os gatos também criam laços com os seus donos (mesmo que não pareça)

Muitos consideram os cães os animais mais leais e que melhor fazem companhia. Já os gatos apenas nos toleram. Contudo, um novo estudo sugere que temos de repensar esta teoria.

Isto pode não ser uma grande surpresa para quem vive com companheiros de gatos, mas sugere duas coisas importantes. Em primeiro lugar, parece que subestimamos a profundidade do vínculo que os gatos podem formar com o seu dono. Além disso, mostra que os cães não têm o monopólio do vínculo social seguro com os humanos, escreve o ScienceAlert.

“Como os cães, os gatos têm flexibilidade social em relação às suas relações com humanos”, disse Kristyn Vitale, cientista de animais da Oregon State University, em comunicado divulgado pelo EurekAlert. “A maioria dos gatos têm um vínculo seguro com o seu dono e usam-no como fonte de segurança num ambiente novo“.

Na sua experiência comportamental, registada num artigo publicado na revista especializada Current Biology, a equipa de investigação observou a forma como os gatos respondem aos seus donos num ambiente estranho.

Estudos anteriores sobre macacos-rhesus e cães mostraram que ambas as espécies formam vínculos seguros e inseguros. Numa ligação segura, um cão num ambiente estranho, ao reunir-se com os seus donos, irá relaxar e continuar a explorar. Por outro lado, um vínculo inseguro fará com que o cão continue a exibir um comportamento de stress, agarrando-se ao humano ou evitando-o.



Desta vez, os investigadores queriam saber se os gatos também exibiam respostas semelhantes. Para isso, observaram 70 gatos que entraram numa nova sala e passaram dois minutos com o seu dono. Depois, passaram dois minutos sozinhos, seguidos por uma reunião de dois minutos com o seu humano. Assim como os humanos e os cães, os gatos com estilos de fixação seguros apresentavam menos stress e exploravam a sala de maneira saudável quando o dono voltava.

Por outro lado, gatos inseguros mostraram sinais de stress como agitar as caudas, lamber os lábios, correr, esconder-se, parecer reservado ou sentar imóvel no colo dos donos.

Os gatos adultos apresentaram taxas semelhantes às dos cães: 65,8% demonstraram um apego seguro contra 34,2% inseguro. Curiosamente, as taxas – 64,3% e 65,8% – estão próximas da taxa de apego seguro de 65% observada em bebés humanos. Os gatos mostraram uma taxa de fixação segura um pouco maior do que a encontrada num teste de 59 cães de companhia publicado em 2018 – os caninos eram 61% seguros e 39% inseguros.

Os cientistas também queriam perceber se os vínculos de apego poderiam ser quebrados. Durante seis semanas, realizaram um treino de socialização com gatos e os seus donos e descobriram que não havia mudanças visíveis. Uma vez estabelecido o vínculo, permanecia estável ao longo do tempo até a idade adulta.

Anteriormente, o trabalho de Vitale mostrou que os gatos não são tão distantes como a sua imagem pública os faz aparecer. De facto, os felinos felpudos podem ser totalmente sociáveis ​​e afetuosos e costumam preferir interagir com humanos em vez de comida ou brinquedos.

Este novo estudo sugere que os gatos têm a capacidade e as características necessárias para formar laços sociais profundos com os seres humanos.

“Na minha opinião, é muito importante sair e tentar interagir com o seu gato e ver o que acontece”, disse Vitale no ano passado. “Acho que existe a ideia de que os cães são assim e os gatos são assim. Mas há muita variabilidade nas duas populações“.

Agora, a equipa quer explorar o que isto significa para gatos que vivem em abrigos e se a socialização e a promoção de oportunidades podem impactar os seus estilos de apego.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Claramente esta notícia denota algo que eu, e o meu cão, temos vindo a sentir nos últimos tempos. Depois do movimento METOO feminista, também os gatos perceberam que havia uma oportunidade por explorar. De lá para cá saem rotineiramente notícias favoráveis aos gatos e outras pouco abonatórias para os cães.
    Há claramente uma tentativa por parte dos gatos em elevar o seu estatuto e simultaneamene relegar os cães para um segundo plano.
    Eu e o meu cão lamentamos que o ZAP se deixe manipular nesta conspiração e veícule aqui este tipo de notícias.

  2. Eu sou tutora de dois felinos amáveis, cada um deles tem a sua personalidade e individualidade. Ela , a Shitara está comigo há 4 anos adoráveis e ele, o Sansão, está há quase 3 anos maravilhosos. Sim, percebo que há um amor mútuo entre nós, um apego inexplicável! Nos amamos, nos adoramos, nos entendemos, nos completamos maravilhosamente! Inclusive, todos que nos conhecem ou são próximos a nós, diz que eu e a Shitara temos a mesma personalidade! Kkkkkkkkkkkkk. Pior, é que devo concordar.
    Valeu, lambeijos …

RESPONDER

Libertados nos EUA os primeiros mosquitos geneticamente modificados

Foi a primeira vez que mosquitos geneticamente modificados foram libertados nos Estados Unidos. O objetivo é suprimir populações de mosquitos transmissores de doenças. De acordo com o site Live Science, a empresa de biotecnologia Oxitec lançou …

Descobertos os restos de nove Neandertais numa gruta em Itália

Os restos de nove Neandertais foram descobertos na Gruta de Guattari, em San Felice Circeo, na costa entre Roma e Nápoles, onde já tinham sido encontrados vestígios da presença Neandertal, anunciou este sábado o ministro …

Leis draconianas na Malásia. Fahmi Reza foi detido por insultar a rainha com playlist no Spotify

A sátira desempenha um importante papel na sociedade. Na Malásia, as leis draconianas estão a reacender o debate em torno da liberdade de expressão. Fahmi Reza, um artista gráfico e ativista social malaio, foi detido no …

António Barreto

Portugal vai ter "um problema de cor de pele" (por muitos anos e com conflitos)

O sociólogo António Barreto considera que Portugal vai "ter um problema" de "cor de pele" e "por muitos anos". Uma ideia defendida numa entrevista onde se reporta para "o que se passa em toda a …

Um laboratório vivo. Há residentes "superimunes" à covid-19 numa pequena cidade italiana

A pequena cidade de Vo, no norte de Itália, tornou-se um dos primeiros locais com um surto de covid-19 da Europa em fevereiro de 2020. Agora, os cientistas descobriram que a cidade abriga um número …

Portugal com duas mortes e 406 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje duas mortes atribuídas à covid-19, 406 novos casos de infeção pelo coronavírus e nova descida no número de internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

Portugal "tem nível de rendimentos baixíssimo". Muitos municípios que perdem população desde o final II Guerra

Portugal tem municípios que perdem população desde o final da II Guerra Mundial e dificilmente fenómenos como o teletrabalho irão alterar esta paisagem, na opinião do geógrafo Álvaro Domingues, da Universidade do Porto. Em entrevista à …

Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas. A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Cimeira Social cheia de boas intenções deixa factura de um milhão de euros (e "erro" na comida da PSP)

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia comprometeram-se, na Cimeira Social do Porto, a "trabalhar em prol de uma Europa social". Mas o evento deixa uma polémica com as refeições distribuídas aos …

Alfredo Casimiro contrata Banco Nomura para vender 50,1% da Groundforce

O principal acionista da Groundforce anunciou este sábado, em comunicado, ter contratado o banco Nomura para assessorar a venda da participação de 50,1% da Pasogal na empresa de handling Groundforce, e pediu "especial atenção" ao …