Como os cães, os gatos também criam laços com os seus donos (mesmo que não pareça)

Muitos consideram os cães os animais mais leais e que melhor fazem companhia. Já os gatos apenas nos toleram. Contudo, um novo estudo sugere que temos de repensar esta teoria.

Isto pode não ser uma grande surpresa para quem vive com companheiros de gatos, mas sugere duas coisas importantes. Em primeiro lugar, parece que subestimamos a profundidade do vínculo que os gatos podem formar com o seu dono. Além disso, mostra que os cães não têm o monopólio do vínculo social seguro com os humanos, escreve o ScienceAlert.

“Como os cães, os gatos têm flexibilidade social em relação às suas relações com humanos”, disse Kristyn Vitale, cientista de animais da Oregon State University, em comunicado divulgado pelo EurekAlert. “A maioria dos gatos têm um vínculo seguro com o seu dono e usam-no como fonte de segurança num ambiente novo“.

Na sua experiência comportamental, registada num artigo publicado na revista especializada Current Biology, a equipa de investigação observou a forma como os gatos respondem aos seus donos num ambiente estranho.

Estudos anteriores sobre macacos-rhesus e cães mostraram que ambas as espécies formam vínculos seguros e inseguros. Numa ligação segura, um cão num ambiente estranho, ao reunir-se com os seus donos, irá relaxar e continuar a explorar. Por outro lado, um vínculo inseguro fará com que o cão continue a exibir um comportamento de stress, agarrando-se ao humano ou evitando-o.

Desta vez, os investigadores queriam saber se os gatos também exibiam respostas semelhantes. Para isso, observaram 70 gatos que entraram numa nova sala e passaram dois minutos com o seu dono. Depois, passaram dois minutos sozinhos, seguidos por uma reunião de dois minutos com o seu humano. Assim como os humanos e os cães, os gatos com estilos de fixação seguros apresentavam menos stress e exploravam a sala de maneira saudável quando o dono voltava.

Por outro lado, gatos inseguros mostraram sinais de stress como agitar as caudas, lamber os lábios, correr, esconder-se, parecer reservado ou sentar imóvel no colo dos donos.

Os gatos adultos apresentaram taxas semelhantes às dos cães: 65,8% demonstraram um apego seguro contra 34,2% inseguro. Curiosamente, as taxas – 64,3% e 65,8% – estão próximas da taxa de apego seguro de 65% observada em bebés humanos. Os gatos mostraram uma taxa de fixação segura um pouco maior do que a encontrada num teste de 59 cães de companhia publicado em 2018 – os caninos eram 61% seguros e 39% inseguros.

Os cientistas também queriam perceber se os vínculos de apego poderiam ser quebrados. Durante seis semanas, realizaram um treino de socialização com gatos e os seus donos e descobriram que não havia mudanças visíveis. Uma vez estabelecido o vínculo, permanecia estável ao longo do tempo até a idade adulta.

Anteriormente, o trabalho de Vitale mostrou que os gatos não são tão distantes como a sua imagem pública os faz aparecer. De facto, os felinos felpudos podem ser totalmente sociáveis ​​e afetuosos e costumam preferir interagir com humanos em vez de comida ou brinquedos.

Este novo estudo sugere que os gatos têm a capacidade e as características necessárias para formar laços sociais profundos com os seres humanos.

“Na minha opinião, é muito importante sair e tentar interagir com o seu gato e ver o que acontece”, disse Vitale no ano passado. “Acho que existe a ideia de que os cães são assim e os gatos são assim. Mas há muita variabilidade nas duas populações“.

Agora, a equipa quer explorar o que isto significa para gatos que vivem em abrigos e se a socialização e a promoção de oportunidades podem impactar os seus estilos de apego.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Claramente esta notícia denota algo que eu, e o meu cão, temos vindo a sentir nos últimos tempos. Depois do movimento METOO feminista, também os gatos perceberam que havia uma oportunidade por explorar. De lá para cá saem rotineiramente notícias favoráveis aos gatos e outras pouco abonatórias para os cães.
    Há claramente uma tentativa por parte dos gatos em elevar o seu estatuto e simultaneamene relegar os cães para um segundo plano.
    Eu e o meu cão lamentamos que o ZAP se deixe manipular nesta conspiração e veícule aqui este tipo de notícias.

  2. Eu sou tutora de dois felinos amáveis, cada um deles tem a sua personalidade e individualidade. Ela , a Shitara está comigo há 4 anos adoráveis e ele, o Sansão, está há quase 3 anos maravilhosos. Sim, percebo que há um amor mútuo entre nós, um apego inexplicável! Nos amamos, nos adoramos, nos entendemos, nos completamos maravilhosamente! Inclusive, todos que nos conhecem ou são próximos a nós, diz que eu e a Shitara temos a mesma personalidade! Kkkkkkkkkkkkk. Pior, é que devo concordar.
    Valeu, lambeijos …

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …