Ordem dos Médicos só aceita prescrição de canábis como medicamento

O bastonário da Ordem dos Médicos reconhece que existem evidências da eficácia da canábis para fins terapêuticos, mas avisa que a prescrição deve ser exclusivamente médica, na “forma medicamentosa”.

A Ordem dos Médicos (OM) dá luz verde à prescrição de medicamentos à base de canábis para fins terapêuticos, mas não concorda com a prescrição de erva para fumar.

Um parecer, solicitado nos últimos meses pelo bastonário Miguel Guimarães ao Conselho Nacional da Política do Medicamento da Ordem dos Médicos, homologado esta quarta-feira, vai ao encontro das propostas do Bloco de Esquerda e do PAN, de que a prescrição de canábis medicinal deve ser feita mediante uma receita especial.

“Neste momento não é sensato que a canábis seja utilizada na sua forma original” com fins medicinais, como preveem os projetos de lei do Bloco de Esquerda e do PAN que nesta quinta-feira vão ser discutidos na Assembleia da República.

Miguel Guimarães defende que “não é lógico autorizar que se fume a erva numa altura em que já existem medicamentos”, sob a forma de medicamentos, óleos ou sprays, aprovados.

A Ordem tem “abertura” para aceitar a utilização de medicamentos extraídos da planta, “o que os médicos não podem é prescrever uma caixa de folha de canábis”, frisa Miguel Guimarães.

Os especialistas deste conselho da OM destacaram no parecer a “forte evidência científica” da eficácia do uso de canábis e dos seus derivados, não apenas no alívio da dor crónica em adultos como anti-emético no tratamento de cancro, mas também na redução da espasticidade na esclerose múltipla e no controlo da ansiedade, escreve o Público.

Além disso, com “moderada evidência”, a canábis poderá ser usada na melhoria do sono em pessoas com apneia obstrutiva do sono, fibromialgia, anorexia por cancro ou stress pós-traumático e em glioma.

Há, porém, uma lista de condições clínicas em que defendem não haver evidência científica de que o uso de canábis é eficaz. Entre elas estão a epilepsia, espasticidade por lesão medular, esclerose lateral amiotrófica, glaucoma, doença de Parkinson e esquizofrenia.

A eventual permissão deve ser “alvo de reflexão ponderada e multidisciplinar“, defendem os profissionais, alertando que o uso não deve ser negligenciado.

O bastonário da Ordem dos Médicos diz que em Portugal existe um potencial de investigação sobre esta matéria. “Temos  aqui uma janela de oportunidade para fazermos investigação nesta área, em parceria com universidades e hospitais”.

Esta quinta-feira, o parlamento debate a legalização da canábis em contexto medicinal, com o BE e o PAN a defenderem a medida, o PS a dar liberdade de voto aos deputados e o PSD e o CDS a votarem contra.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …