OMS recomenda proibição de cigarros eletrónicos para menores

Monica Grigsby / Flickr

-

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou proibir a venda de cigarros eletrónicos a menores de idade, por considerar que o consumo acarreta “ameaças graves” para os adolescentes e fetos.

Os peritos aconselharam também proibir-se o consumo de cigarros eletrónicos em espaços públicos fechados, indicou um documentos publicado pela OMS.

“As provas existentes mostram” que os cigarros eletrónicos “não são simples vapor de água“, como argumentam frequentemente os fabricantes e o seu consumo em espaços públicos fechados deve ser proibido “a menos que seja provado que esse vapor exalado não é perigoso para quem está mais próximo”, afirmou.

De acordo com a OMS, existem provas suficientes para fazer uma advertência para “crianças, adolescentes, grávidas e mulheres em idade fértil” relativa às consequências a longo prazo que pode ter o consumo do cigarro eletrónico no “desenvolvimento do cérebro”.

Estas recomendações foram publicadas pela organização no âmbito da sexta sessão da conferência das partes signatárias da Convenção-Quadro da OMS sobre o Controlo do Tabaco, que vai decorrer de 13 a 18 de outubro, em Moscovo.

A moda dos cigarros eletrónicos

O cigarro eletrónico é um equipamento que substitui a combustão do tabaco e de outras substâncias pela queima de nicotina líquida, transformando-a em vapor. O fumador pode escolher o nível de concentração da substância e os ingredientes que quer misturar ao produto.

A OMS tem desaconselhado a utilização dos cigarros eletrónicos e, em Portugal, também a Sociedade de Pneumologia (SPP) tem alertado que não se conhecem os efeitos destes produtos na saúde.

No entanto, porque ainda não existem certezas sobre os malefícios do cigarro eletrónico, a discussão continua acesa: várias publicações médicas de prestígio, como o The British Medical Journal, anunciaram que deixarão de publicar os resultados de estudos sobre os e-cigarros, já que a grande maioria deles são financiados por empresas farmacêuticas e de tabaco.

Recomendação da OMS é importantíssima

A SPP considera “importantíssima” a recomendação da OMS, num momento em que Portugal tem ainda esta matéria por legislar.

“O cigarro eletrónico foi algo que surgiu num vazio de legislação”, disse à agência Lusa Ana Figueiredo, coordenadora da Comissão de Tabagismo da SPP.

Ana Figueiredo sustentou que os cigarros eletrónicos contêm nicotina, podendo por isso provocar dependência e o início do consumo de tabaco. “Tem todo o sentido que seja proibida a venda a menores”, defendeu a especialista, manifestando esperança que depois do período de férias seja retomada a discussão para criar legislação em Portugal.

“Neste momento, o problema dos cigarros eletrónicos é que não sabemos ainda os efeitos que têm ao nível da saúde. De qualquer forma, é uma substância que está a ser inalada e não é suposto inalarmos substâncias, sejam elas quais forem, ainda mais em criança”, disse.

A especialista afirma que é preciso haver estudos, que só agora começam a surgir, embora se saiba já que estes cigarros não contêm apenas vapor de água.

“O grande problema hoje em dia é que não se sabe exatamente como deve classificado o cigarro eletrónico, se como algo recreativo, se como uma terapêutica para substituição só para ser utilizada pelos fumadores ou se deve ser considerado um derivado do tabaco e seguir toda a legislação de venda e publicidade dos cigarros”, acrescentou.

Em junho, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, remeteu para depois do outono a nova legislação sobre tabaco, indicando então que Portugal aguardava por novidades legislativas a nível europeu.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

DiCaprio explica como reverter a crise climática

Ice on Fire é um documentário HBO produzido e narrado pelo ator norte-americano Leonardo DiCaprio que retrata a atual crise climática. A grande produção foi discutida esta segunda-feira em Lisboa, onde se falou do contexto …

Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos. Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas …

Air France acusada de negligência no desastre do voo Rio de Janeiro-Paris

A justiça francesa acusou a Air France de negligência, na sequência da investigação ao acidente aéreo do voo Rio de Janeiro-Paris, que causou 228 mortos em 2009, confirmou esta quarta-feira a AFP. O Ministério Público considerou …

Governo "está preparado” para eventual greve dos camionistas

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, disse esta quarta-feira que “não perdeu as esperanças no esforço de conversação” com os representantes dos camionistas, mas garantiu que “o Governo está preparado para o que vier …

Carga misteriosa e contradições nos passageiros. Revelados novos dados sobre o MH370

A França é o único país que continua a investigar o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines em Março de 2014. E emergem novos dados sobre o que apuraram os magistrados envolvidos no caso, …

Foi avistada uma alforreca gigante no Reino Unido

A alforreca gigante, a maior alguma vez encontrada em águas britânicas, foi avistada na Cornualha, no Reino Unido, no sábado, por uma bióloga e repórter da BBC. Segundo o Washington Post, a criatura foi avistada, no …

Montepio condenado a ressarcir cliente que culpou de ataque informático

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou o banco Montepio a pagar a uma cliente de Barcelos os 28.596 euros que em quatro dias foram retirados da sua conta, na sequência de ataque informático. Por acórdão …

Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da nave da SpaceX

A NASA e a SpaceX explicaram, finalmente, o motivo da explosão da nave espacial Crew Dragon. Apesar de terem sido divulgadas imagens da explosão, nenhuma das agências explicou as razões do desastre. As imagens da nave …

Turistas britânicos encorajados a afixar cartazes de Maddie durante as férias

Turistas britânicos com viagens marcadas para o estrangeiro estão a ser encorajados a levar cartazes de Madeleine McCann pela campanha oficial lançada pelos pais para encontrar a criança inglesa desaparecida em Portugal em 2007. “Vai de …

Crianças preferem ser YouTubers do que astronautas

A maioria das crianças entrevistadas prefere mais ser YouTuber do que ser astronauta. De uma lista de cinco profissões, a de cosmonauta foi a menos escolhida entre crianças americanas e britânicas. Há 50 anos, a ida …