OMS reconhece que foi lenta a responder ao Ébola

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu este domingo que foi lenta a responder à epidemia de Ébola e que tal deve servir de lição para o futuro.

Na abertura da reunião de emergência consagrada à reestruturação do combate contra a doença, a diretora da OMS, Margaret Chan, estimou que apesar de uma pausa na evolução da epidemia não há “espaço para complacência”, sublinhando que o progresso contra a doença pode ser rapidamente perdido.

Reconheceu que a OMS foi lenta a responder à epidemia do Ébola e apelou a uma maior mobilização da organização.

“A África Ocidental foi confrontada com a sua primeira experiência do vírus… O mundo, incluindo a OMS, têm sido demasiado lentos para ver o que estava a acontecer à nossa frente“, acrescentou Margaret Chan perante os delegados da organização, que se encontraram para a terceira reunião urgente da história da entidade.

“A tragédia do Ébola ensinou o mundo inteiro, incluindo a OMS, a prevenir-se contra esta situação no futuro”, sublinhou, afirmando que “o mundo imprevisível dos micróbios reserva surpresas”.

Por isso, “o mundo não deverá ser apanhado de surpresa”, apontou Chan, que apelou a uma maior vigilância mundial em relação à doença e mais recursos financeiros para comentar o Ébola.

Depois de ter sido detetado, em dezembro de 2013, mais de nove mil pessoas sucumbiram ao vírus, na sua maioria em apenas três países de África: Libéria, Guiné e Serra Leoa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …