Os olhos podem revelar alterações cognitivas em doentes de esclerose múltipla

foshydog / Flickr

Uma equipa da Universidade do Minho descobriu que os movimentos dos olhos podem “revelar alterações cognitivas em pessoas com esclerose múltipla”.

Uma equipa da Universidade do Minho descobriu que os movimentos dos olhos podem “revelar alterações cognitivas em pessoas com esclerose múltipla”, podendo a descoberta influenciar a escolha de tratamentos e técnicas de acompanhamento da doença, revelou esta quinta-feira aquela instituição.

Em comunicado enviado à Lusa, a Universidade do Minho (UMinho) explica que a investigação, cujos resultados foram publicados na revista científica norte-americana PeerJ, demonstrou que “os portadores de esclerose múltipla têm problemas a realizar os movimentos mais comuns do olho, ou seja, quando o olho muda rapidamente em direção a algo específico”.

A esclerose múltipla, explica o texto, “surge quando a cobertura das células nervosas do cérebro e da espinal medula é danificada” podendo levar à visão dupla e cegueira num olho, além de comprometer funções coordenadoras gerais como sensibilidade, locomoção, força muscular, audição e excreção.

“Na prática, as pessoas diagnosticadas com aquela doença levaram mais tempo a iniciar o movimento ocular e, depois, a fixar com precisão o alvo visual. Por outro lado, ao olharem voluntariamente para outra direção, por exemplo, para o lado esquerdo quando uma luz piscava no lado direito, mostraram mais dificuldades a fazê-lo face a pessoas sem aquela doença”, aponta a UMinho.

A pesquisa, explana o texto, “mostrou que aqueles movimentos oculares são um marcador quantitativo de danos neurais, ao comprometer a capacidade de inibir ou controlar as respostas impulsivas (ou automáticas) da pessoa com esclerose múltipla”.

Segundo salienta o texto, a descoberta “pode influenciar a escolha de novos tratamentos e as técnicas de acompanhamento da progressão da doença”.

A equipa multidisciplinar da UMinho envolveu o Centro de Física, o Centro de Matemática, o Centro de Biologia Molecular e Ambiental e o Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde, nomeadamente os cientistas Marisa Borges Ferreira, Paulo Alexandre Pereira, Marta Parreira, Inês Sousa, José Figueiredo, João Cerqueira e António Filipe Macedo, sendo este último também da Universidade de Linnaeus, na Suécia.

A doença atinge 5000 a 6000 portugueses (oito casos em cada 10.000), dois terços dos quais são mulheres, e a sua esperança de vida é de menos cinco a dez anos face à média nacional.

A patologia ainda sem cura deve-se à combinação de fatores ambientais, genéticos e infecciosos, como faltar vitamina D, contrair o vírus Epstein Barr e ter alguns genes sinalizados e específicos.

O tratamento é multidisciplinar, envolvendo às vezes fármacos (para prevenir surtos, proteger o cérebro e a progressão da incapacidade) e, quase sempre, reabilitação (fisioterapia, ginástica, natação, treino cognitivo, atividades sociais, banhos de sol), que pode melhorar significativamente a qualidade de vida do doente.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …

Marcelo aprova novas medidas e anuncia reunião com especialistas para discutir situação das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta terça-feira o decreto do Governo que altera a regulamentação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e anunciou uma reunião com especialistas na …

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …

Mayan ouve lesados da pandemia e diz que "limitações têm de vir acompanhadas do cheque"

Tiago Mayan Gonçalves ouviu as lamentações de uma série de empresários algarvios afetados pela pandemia. O candidato aponta o dedo ao Governo, argumentando que "limitações severas têm de vir acompanhadas do cheque". Esta segunda-feira, Tiago Mayan …