Obesidade eleva em até 40% risco de 7 tipos de cancro em mulheres

Um estudo da organização britânica Cancer Research UK sugere que a obesidade aumenta em até 40% a probabilidade de mulheres desenvolverem sete tipos de cancro.

A obesidade pode aumentar o risco de cancro de intestino, cancro de mama depois da menopausa, de vesícula biliar, rins, pâncreas, útero e cancro do esófago.

Segundo os investigadores, a obesidade pode aumentar o risco de desenvolver cancro de muitas formas. Uma possibilidade é que a doença esteja ligada à produção de hormónios em células de gordura, especialmente o estrogénio.

Acredita-se que o estrogénio seja o combustível para o desenvolvimento de cancro.

O estudo analisou um grupo de mil mulheres obesas e descobriu que, neste grupo, 274 tinham uma maior tendência para desenvolver cancro ao longo de sua vida.

Os investigadores também analisaram um grupo de mil mulheres com peso considerado normal e descobriram que 194 destas tinham chances de ser diagnosticadas com cancro durante as suas vidas.

Pequenas mudanças

Para Julie Sharp, coordenadora de comunicação para a saúde da Cancer Research UK, pequenas mudanças no estilo de vida já podem ajudar a evitar a doença em mulheres obesas.

“Perder peso não é fácil, mas não é preciso entrar para o ginásio e correr quilómetros todos os dias, ou desistir do seu prato preferido para sempre.”

“Fazer pequenas mudanças que consiga manter a longo prazo pode ter um impacto efetivo. Para começar, tente sair do autocarro uma paragem antes da sua e corte nos alimentos gordurosos ou com muito açúcar”, sugere.

“Perder peso demora, por isso aumente gradualmente os exercícios e a alimentação saudável até chegar a um estilo de vida mais saudável que, de facto, consiga manter”, acrescentou.

“Sabemos que o risco de desenvolver cancro depende de uma combinação de genes, o ambiente que nos rodeia e outros aspectos das nossas vidas, muitos dos quais podemos controlar. Ajudar as pessoas a perceber como podem reduzir o risco de desenvolver cancro é crucial para enfrentar a doença”, afirmou.

Para a médica, mudanças no estilo de vida como “parar de fumar, ter atenção ao peso, seguir uma dieta saudável e diminuir o consumo de álcool” são grandes oportunidades para reduzir o risco de desenvolver a doença.

“Levar a cabo estas mudanças não é uma garantia contra o cancro, mas coloca as probabilidades do nosso lado”, disse.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberto uma super-Terra rochosa com 3 sóis vermelhos

O LTT 1445, também conhecido como TIC 98796344, TOI 455, L 730-18 ou BD-17 588, é um trio hierárquico de estrelas anãs vermelhas a aproximadamente 22,5 anos-luz de distância. O mundo recém-descoberto orbita o LTT 1445A, …

A Via Láctea é canibal (e já comeu uma galáxia vizinha)

A nossa Via Láctea comeu uma galáxia gigante há dez mil milhões de anos. Galáxias menores - como a Via Láctea na sua vida anterior - fundem-se e criam as maiores. Ao fazer isso, formam-se …

Bill Gates é o homem mais admirado do mundo. Ronaldo também está na lista

O cofundador da Microsoft já não é o homem mais rico do mundo, mas continua a ser o mais admirado. Cristiano Ronaldo é o 7.º. Na semana passada, Bill Gates perdeu o lugar que ocupava há …

Volvo vai chamar à oficina mais de 500 mil carros até ao fim do ano

O problema detetado no motor dos carros poderá afetar os automóveis a diesel de quatro cilindros, construídos entre 2014 e 2019, nas marcas V40, o V60, V70, S80 e XC60. A Volvo retirou cerca de 70 …

A baunilha é mais cara do que a prata (e há já quem mate pelo "ouro verde")

A baunilha, que era vendida em 2015 por cerca de 90 euros o quilograma, disparou no ano passado para 535 euros, ultrapassando assim o valor da prata. Esta subida que quase sextuplicou o valor da …

"Nova Expo". 300 milhões para requalificar zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada

O projeto que vai requalificar a zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada conta com um investimento de 300 milhões de euros. À zona ocidental de Lisboa já lhe chamam de "nova Expo". A zona ribeirinha …

Descoberta imensidão de tesouros arqueológicos ao largo da Galiza. São mais de 1.600 objetos

Trabalhos de arqueologia subaquática ao largo das costas galegas permitiram descobrir nas últimas três décadas um total de 1600 objetos arqueológicos. As peças afundaram-se ao longo dos séculos durante inúmeros naufrágios e ali se foram acumulando. …

27 anos depois, Clã anunciam saída de dois elementos

Mais de um quarto do século após a sua formação, a banda do Porto vê dois dos seus elementos fundadores partirem. Os Clã anunciaram a saída de dois dos seus elementos através de um comunicado publicado …

Reduzir o uso de ar condicionado pode ajudar a salvar vidas

Há muitas pessoas a precisar da ajuda preciosa do ar condicionado para sobreviver a temperaturas cada vez mais altas. Contudo, aquele que pensamos ser o nosso maior aliado pode ser, na verdade, o nosso pior …

Porto vai ter policiamento gratificado em "zonas particularmente sensíveis"

Rui Moreira diz que nos últimos 20 anos não houve investimento na polícia e afirma que o espaço público "não pode ser apropriado por gangues". O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciou esta segunda-feira …