Obama apela ao voto em Macron (e Le Pen leva com ovos em ação de campanha)

Joe Crimmings / Flickr

O Presidente norte-americano, Barack Obama

O Presidente norte-americano, Barack Obama

O ex-presidente dos Estados Unidos anunciou o seu apoio a Emmanuel Macron na segunda volta das presidenciais francesas, num vídeo divulgado esta quinta-feira pela campanha do candidato.

“Quero que saibam que apoio Emmanuel Macron”, afirma Barack Obama em inglês.

Na mensagem, de um minuto e dez segundos, o ex-presidente dos EUA elogia a defesa dos “valores liberais” pelo candidato centrista e sublinha a importância desta eleição “para o futuro de França e dos valores” que defende.

Macron, diz, “apela à esperança das pessoas, não aos seus medos”.

O ex-chefe de Estado termina a mensagem em francês, com as frases “En Marche!”, o slogan da campanha de Macron, e “Vive la France!”.

O candidato às presidenciais francesas também divulgou hoje um vídeo de apelo ao voto, em que aponta as vitórias de Donald Trump nos Estados Unidos e do referendo do Brexit no Reino Unido como exemplos de que “o pior não é impossível”.

O vídeo colocado no Twitter, quando faltam apenas três dias para a segunda volta, recolhe testemunhos de eleitores norte-americanos e britânicos que entretanto se arrependeram.

Em cima da imagem, lê-se “A História lembrar-se-á do 7 de maio de 2017. Mas em que sentido? Para não se arrepender a 8 de maio, vote!“.

Entretanto, Marine Le Pen decidiu fazer uma visita surpresa a Dol-de-Bretagne e foi recebida com insultos e ovos. A candidata da extrema-direita foi insultada por manifestantes que gritaram frases como “fora com os fachos”.

Esta não é a primeira vez que um candidato leva com ovos. Na verdade, o mesmo já aconteceu com Emmanuel Macron durante as suas ações de campanha.

Esta quarta-feira, os dois candidatos enfrentaram-se no último debate televisivo antes das eleições, naquele que foi considerado o mais áspero e violento de sempre em França.

Macron, que obteve o melhor resultado na primeira volta, é ainda apontado pelas sondagens como o vencedor a 7 de maio, com cerca de 60% das intenções de voto, mas a margem de avanço em relação a Le Pen está a diminuir.

Os seus programas eleitorais estão nos antípodas: Emmanuel Macron é liberal e pró-europeu, Marine Le Pen é anti-imigração, anti-Europa e antissistema.

O primeiro agrada sobretudo aos jovens urbanos, à classe média e ao meio empresarial; a segunda seduz as classes populares, a população rural e uma fatia do eleitorado francês vítima de desemprego endémico.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ministério Público contratou ex-agente da PJ para analisar contas da Operação Tutti Frutti

As contas do caso Tutti-Frutti foram entregues a Edígio Cardoso, antigo diretor da Unidade de Perícia Financeira e Contabilística (UPFC) da Polícia Judiciária, reformado há mais de um ano. A investigação do caso Tutti-Frutti iniciou-se em …

Reconstruções em Pedrógão. Gulbenkian exige indemnização de meio milhão por suspeita de ilegalidades

A Fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de euros por ilegalidades na reconstrução de casas de Pedrógão. Estão em causa cinco habitações. A fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de …

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …

Há um obstáculo que pode travar a primeira condenação de Salgado

Ricardo Salgado foi condenado a pagar 4 milhões de euros e proibido de ser banqueiro nos próximos dez anos. No entanto, ainda há um último obstáculo que pode travar a sua condenação. O Tribunal Constitucional rejeitou …

Diplomatas portugueses salvaram entre 60 mil e 80 mil vidas durante a II Guerra Mundial

Os diplomatas portugueses terão salvo entre 60 mil a 80 mil refugiados do regime nazi, maioritariamente judeus, durante o período da II Guerra Mundial, estimou a historiadora Irene Flunser Pimentel em entrevista à agência Lusa. Além …

"Absolutamente determinantes." Autárquicas de 2021 vão ser a prova de fogo de Rui Rio

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD este sábado, mas tem pela frente vários desafios. O maior deles todos serão as autárquicas de 2021 que vão ditar muito do seu futuro político.  Rui Rio mostrou-se disponível …

Deputados do PS querem reabrir linha do Tâmega

Os deputados do PS do distrito do Porto querem que a linha do Tâmega, que fazia a ligação ferroviária entre Livração, em Marco de Canaveses, e Amarante, como existia até março de 2009, seja reaberta …