/

O misterioso Banksy poderá ser o líder dos Massive Attack

3

carnagenyc / Flickr

Graffitti de Banksy numa rua de Londres

Graffitti de Banksy numa rua de Londres

Sob o pseudónimo de Banksy – o artista de rua mais famoso e enigmático do Mundo – poderá estar escondido o músico britânico dos Massive Attack, Robert del Naja, também conhecido como ‘3D’.

A teoria é defendida pelo jornalista Craig Williams, que afirma que o aparecimento dos murais de Banksy, em várias cidades, coincidiu com os concertos dos Massive Attack nesses locais.

O repórter, citado pelo Daily Mail, afirma que nos últimos 12 anos descobriu, pelo menos em seis ocasiões, cerca de uma dúzia de graffitis que terão sido pintados pouco antes ou depois dos concertos da banda.

De acordo com Williams, Naja será o artista cuja identidade permaneceu anónima durante anos – ou até mesmo o líder de um grupo de artistas. ‘E se Banksy é um grupo de pessoas que usa stencil em locais diferentes, tanto na sua própria cidade como no estrangeiro?”, questionou o jornalista.

Naja foi um artista de graffiti na década de 1980 e reconheceu ser “bom amigo” de Banksy, descrevendo-o como “icónico”, “louco” e “criativo”.

O enigmático Banksy é o pseudónimo de um artista de graffiti, diretor de cinema e ativista político, cujos trabalhos com comentários sociais e políticos podem ser encontrados em várias ruas, muros e pontes de cidades por todo o Mundo.

A arte de rua satírica de Banksy, que hoje em dia é bastante valiosa, expõe uma total aversão aos conceitos de autoridade e poder, combinando o humor negro e o graffiti.

Para elaborar as obras, o famoso artista recorre à distinta técnica de stencil – preenchimento de um desenho recortado, através da aplicação de tinta.

Ao longo dos anos, vários investigadores têm vindo a defender que o artista misterioso será Robin Gunningham, estudante da Universidade de Bristol – curiosamente, a cidade onde os Massive Attack nasceram – mas a teoria nunca foi comprovada.

Os Massive Attack vão realizar um concerto em Bristol, no sábado, e Williams acredita que  é provável que apareça, na mesma cidade, um novo mural pintado por Banksy.

  BZR, ZAP //

3 Comments

  1. Nada tenho contra o aproveitamento de notícias já publicadas noutros websites estrangeiros, como parece ser o caso desta proveniente dum brasileiro, mas por favor, traduzam então os ‘brasileirismos’ porque fica muito esquisito assim.

    ‘estêncil’ ?
    ‘grafite’ ?

    Nunca em português se usaram estes anglicismos assim.

    • Caro Pedro Leitão,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Baseámos a nossa notícia numa fonte de língua inglesa (Daily Mail), devidamente citada no texto, e não num site brasileiro.
      As palavras ‘estêncil’ e ‘grafite’ são português pt-PT correcto. Mas efectivamente, soam estranhas, pelo que optámos por seguir a sua sugestão e substitui-las pela grafia stencil e graffiti.

  2. Comentário para quem respondeu ao Pedro Leitão : grafite existe, de facto, na língua portuguesa. Mas designa o MINERAL e não um graifti…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.