O misterioso Banksy poderá ser o líder dos Massive Attack

carnagenyc / Flickr

Graffitti de Banksy numa rua de Londres

Graffitti de Banksy numa rua de Londres

Sob o pseudónimo de Banksy – o artista de rua mais famoso e enigmático do Mundo – poderá estar escondido o músico britânico dos Massive Attack, Robert del Naja, também conhecido como ‘3D’.

A teoria é defendida pelo jornalista Craig Williams, que afirma que o aparecimento dos murais de Banksy, em várias cidades, coincidiu com os concertos dos Massive Attack nesses locais.

O repórter, citado pelo Daily Mail, afirma que nos últimos 12 anos descobriu, pelo menos em seis ocasiões, cerca de uma dúzia de graffitis que terão sido pintados pouco antes ou depois dos concertos da banda.

De acordo com Williams, Naja será o artista cuja identidade permaneceu anónima durante anos – ou até mesmo o líder de um grupo de artistas. ‘E se Banksy é um grupo de pessoas que usa stencil em locais diferentes, tanto na sua própria cidade como no estrangeiro?”, questionou o jornalista.

Naja foi um artista de graffiti na década de 1980 e reconheceu ser “bom amigo” de Banksy, descrevendo-o como “icónico”, “louco” e “criativo”.

O enigmático Banksy é o pseudónimo de um artista de graffiti, diretor de cinema e ativista político, cujos trabalhos com comentários sociais e políticos podem ser encontrados em várias ruas, muros e pontes de cidades por todo o Mundo.

A arte de rua satírica de Banksy, que hoje em dia é bastante valiosa, expõe uma total aversão aos conceitos de autoridade e poder, combinando o humor negro e o graffiti.

Para elaborar as obras, o famoso artista recorre à distinta técnica de stencil – preenchimento de um desenho recortado, através da aplicação de tinta.

Ao longo dos anos, vários investigadores têm vindo a defender que o artista misterioso será Robin Gunningham, estudante da Universidade de Bristol – curiosamente, a cidade onde os Massive Attack nasceram – mas a teoria nunca foi comprovada.

Os Massive Attack vão realizar um concerto em Bristol, no sábado, e Williams acredita que  é provável que apareça, na mesma cidade, um novo mural pintado por Banksy.

BZR, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Nada tenho contra o aproveitamento de notícias já publicadas noutros websites estrangeiros, como parece ser o caso desta proveniente dum brasileiro, mas por favor, traduzam então os ‘brasileirismos’ porque fica muito esquisito assim.

    ‘estêncil’ ?
    ‘grafite’ ?

    Nunca em português se usaram estes anglicismos assim.

    • Caro Pedro Leitão,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Baseámos a nossa notícia numa fonte de língua inglesa (Daily Mail), devidamente citada no texto, e não num site brasileiro.
      As palavras ‘estêncil’ e ‘grafite’ são português pt-PT correcto. Mas efectivamente, soam estranhas, pelo que optámos por seguir a sua sugestão e substitui-las pela grafia stencil e graffiti.

  2. Comentário para quem respondeu ao Pedro Leitão : grafite existe, de facto, na língua portuguesa. Mas designa o MINERAL e não um graifti…

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …