O Hubble acabou de descobrir uma lua no fundo do nosso Sistema Solar

Alex Parker / NASA / ESA

-

Uma equipa de astrónomos acaba de descobrir uma nova lua a esconder-se no nosso próprio Sistema Solar, a orbitar o planeta Makemake, o terceiro maior planeta anão do Sistema Solar. 

A nova lua, chamada temporariamente de S/2015 (136472) e apelidada de MK2 (em homenagem ao planeta), conseguiu permanecer escondida até agora por ser incrivelmente escura.

A MK2, 1.300 vezes menos brilhante que Makemake, reflete tão pouca luz que ficou praticamente invisível quando comparada à luz refletida pelo planeta que orbita.

A lua foi identificada quando, em abril de 2015, os astrónomos decidiram apontar as lentes do Hubble para a região do Makemake por mais de duas horas seguidas. O astrónomo Alex Parker, do Southwest Research Institute no Texas, estava a verificar informações captadas e avistou uma luz fraca a mover-se ao redor do Makemake.

-

“Pensei que alguém já a teria visto”, contou Parker à National Geographic. O cientista perguntou ao colega Marc Buie, que respondeu, surpreso: “Existe uma lua nos dados do Makemake?” “Foi nessa altura que tudo se tornou emocionante e começamos a trabalhar”, relembra.

Agora, os investigadores querem usar o Hubble para estudar mais profundamente a órbita do MK2 para saber mais sobre a composição e a densidade do planeta anão.

“Makemake está na classe dos raros planetas semelhantes ao Plutão, por isso encontrar um ‘acompanhante’ é importante. A descoberta dessa lua nos deu a oportunidade de estudar Makemake com mais detalhe do que se não a tivéssemos encontrado”, explica Parker.

O Cinturão de Kuiper é um enorme reservatório de materiais congelados da época da formação do nosso Sistema Solar, há 4,5 mil milhões de anos, onde vários planetas anões estão localizados. Os cientistas querem conhecer melhor essa região, já que ainda há muito a ser aprendido sobre esses planetas congelados.

Misterioso brilho de Makemake

Um dos mistérios de Makemake é a sua aparência: o planeta anão tem áreas de material escuro e de material brilhante. O planeta completa a sua rotação em apenas 7,7 horas, mas o seu brilho não se altera conforme gira.

Com a descoberta da nova lua, os astrónomos consideram agora pela primeira vez que esses pontos escuros não estão na superfície do planeta anão, mas sim na sua órbita.

Outra informação que a descoberta traz é que agora pode ser possível calcular a massa do Makemake, assim como aconteceu com Plutão. Até 1978, quando a lua Caronte foi descoberta, ainda não se sabia a massa do planeta.

Parker também espera que a missão não-tripulada da NASA, a New Horizons, possa passar pela região quando estiver a sair do Sistema Solar.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …