O cão é um lobo europeu domesticado há 20 mil anos

Doug Smith / NPS

foto: Doug Smith / NPS

foto: Doug Smith / NPS

O cão descende do lobo domesticado na Europa há cerca de 20 mil anos, conclui um estudo divulgado na revista Science, que afasta a teoria de que os primeiros cães apareceram no Médio Oriente ou na Ásia.

«A origem dos cães modernos está no continente europeu, não no Médio Oriente ou no leste asiático, e ela remonta a cerca de 20 mil anos», sustentou um dos autores do estudo, Robert Wayne, professor de biologia evolutiva na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

O investigador adiantou que os antigos lobos, na Europa, «tinham uma ligação de parentesco com os cães, o que permite fazer corresponder a evolução genética destes animais com a história arqueológica».

Robert Wayne assinalou, citado pela agência AFP, que «a Europa é o local onde foram encontrados, até à data, os vestígios de cães mais antigos».

Segundo o estudo, nenhum vestígio canino com mais de 13 mil anos foi descoberto no Médio Oriente ou na Ásia.

Os cientistas analisaram o ADN mitocondrial (informação genética transmitida pelas fêmeas) detetado nas ossadas de dez lobos e oito cães antigos, a maior parte originários da Europa. Todos os animais viveram há vários milhares de anos, sendo que dois, há mais de 30 mil anos.

Posteriormente, os investigadores compararam os antigos ADN com o dos genomas (conjunto de genes) de 77 cães domésticos, 49 lobos e quatro coiotes modernos, e determinaram que os cães de agora apresentavam semelhanças genéticas com os lobos antigos ou com os cães oriundos da Europa, mas não com nenhum dos lobos contemporâneos.

No final, a equipa concluiu que os cães descendiam de antigos lobos da Europa, que hoje estão extintos.

Robert Wayne, um dos membros da equipa, adiantou que a domesticação do lobo, o maior carnívoro alguma vez domesticado pelo Homem, provavelmente ocorreu nos grupos de caçadores-recoletores, e não no seio das comunidades sedentárias que se desenvolveram com o progresso da agricultura, há cerca de dez mil anos.

Os lobos passaram a seguir os grupos de caçadores e a alimentar-se das «carcaças» de animais. Com o tempo, aproximaram-se dos humanos para «acabar por evoluir em conjunto com estes», dando origem aos cães, sustenta o estudo.

A investigação publicada na Science não vai terminar com a controvérsia científica sobre a origem dos cães, de acordo com os seus autores.

«Não é o fim do debate sobre a domesticação do cão, mas temos, doravante, um argumento persuasivo a opor às outras hipóteses sobre a origem da raça canina», advogou, contudo, Robert Wayne.

A equipa pretende detalhar as conclusões a que chegou com uma análise mais completa de ADN, neste caso do núcleo das células, uma tarefa, porém, difícil, uma vez que o ADN nuclear tende a degradar-se com o tempo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TilTok anuncia acordo com Oracle e Wallmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …