Nova regra em Wall Street: evitar as mulheres a todo o custo

Os homens de Wall Street estão a adotar certos comportamentos para afastar as mulheres da esfera económica após o surgimento do movimento #MeToo.

Em Wall Street, os homens estão a dotar estratégias controversas para a era #MeToo, tornando a vida ainda mais difícil para as mulheres.

Evitam jantares com colegas de trabalho, não se sentam ao lado de mulheres nos aviões, em reuniões de negócios deixam a porta aberta, reservam quartos de hotel em pisos diferentes e não aceitam ser mentores de juniores do sexo feminino, tudo por causa do #MeToo.

As várias denúncias de assédio e abusos sexuais assustaram os homens que estão agora a afastar as mulheres da esfera económica de Wall Street. Segundo a Bloomberg, mais de 30 executivos confessam que “estão assustados” com o movimento e que evitam encontros para se protegerem de rumores.

Na prática, em vez de se corrigirem comportamentos, a tendência é promover a eliminação de situações onde estes possam acontecer, criando-se uma sensação de “andar sobre os ovos”, nas palavras de David Bahnsen, ex-diretor administrativo do banco de investimento Morgan Stanley e consultor independente.

Apesar de não ser um fenómeno único na indústria financeira, as mudanças são muito consideráveis. As mulheres já são escassas em cargos superiores. Esta mudança pode agravar a situação, levando a que sejam acusados de discriminação sexual e, consequentemente, tornar-se-á mais difícil que as mulheres progridam profissionalmente.

Stephen Zweig, advogado especialista em questões laborais da FordHarrison, refere que “se os homens evitam trabalhar ou viajar sozinhos com mulheres, evitam ensinar mulheres em privado por medo de serem acusados de abuso sexual, esses homens afastam-se de uma queixa de abuso sexual para serem acusados de discriminação sexual“.

Por sua vez, a chefe executiva da LaSalle Securities, Lisa Kaufman, afirma que esta tomada de posição por parte dos homens está a prejudicar as jovens mulheres da esfera financeira e que é necessário a existência de um mentor.

“Não existem ainda mulheres suficientes para ajudar a próxima geração. A evolução requer tipicamente que alguém de um nível mais sénior conheça o teu trabalho e te dê uma oportunidade. Isso é difícil se a pessoa não estiver disposta a estar sozinha com o membro júnior”, sublinha.

Em 2002, Mike Pence admitiu evitar jantares com mulheres, especialmente se forem bonitas e atraentes, para evitar situações de “infidelidade ou rumores”.

O #MeToo, inicialmente associado a Hollywood, levou a uma mudança de paradigma que pôs fim à cultura de assédio sexual que afeta milhões de anónimos.

ZAP //

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Pois, chamem discriminação ou chamem o que quiserem mas a verdade é que mais vale prevenir que remediar…

    Mesmo que nada tenha acontecido basta uma mulher dizer que foi vitima de assédio para o homem ser logo condenado em praça pública sem direito a julgamento ou contraditório.
    Assim previne-se

    • Nem mais Armindo! Já chega deste tipo de coisas… Isto devia voltar ao passado tal como se vê com os Muçulmanos… elas andam caladinhas porque não podem abrir a boca e não há lá problemas de maior!
      De resto pelo mundo é ver como tudo anda quando elas abrem a boca para inventar… Sempre foram e serão o sexo mais fraco e no entanto têm mais direitos que nós…podem destruir a vida dum homem que nem se consegue defender! É uma vergonha!

      • Grande ignorante …entre outras parvoices ditas ” sexo fraco ” Lol
        Este deve ser daqueles que so se consegue sentir homem ao pé de uma submissa que permita maus tratos.

      • Grande ignorante sim sr, ate me custa a crer que ainda há neadertais destes a solta Lol
        Este deve ser daqueles q pra se sentir homem precisa maltratar uma mulher.
        Coitada daquela ” q andar caladinha ” sobretudo a brutamontes como voce .
        Sexo fraco…Lol esse cerebro é q é fraquinho…e o resto , para gostar de submissão, tambem deve ser

  2. Isto é o que ae chama “instant karma”. No fundo Wall Street não fez nem decidiu nada. Isto foi 100% causa do pelos histerismos de meetoos, timesups e afins. Quem não via desde o início que aquilo era uma caça às bruxas direccionada para atacar homens bem posicionados, para alguém se abarbatar aos lugares deles, sofre de manifesta miopia intelectual. Um autêntico tiro no pé, como todas as estupidezes extremistas.

  3. Está errado ZAP! Quando dizem “Na prática, em vez de se corrigirem comportamentos…” estão a deixar subjacente uma ideia errada e a falhar precisamente onde está o problema. Partem do princípio de que o problema é haver comportamentos errados! Apesar de existirem casos pontuais, o principal problema e receio dos homens é serem falsamente acusados como tem acontecido, pois a premissa do #MeToo é acreditar sempre nas mulheres! Considerando que especialmente no meio financeiro há falta de valores morais e muita ganância, por homens e mulheres, os receios são redobrados, portanto a melhor precaução é salvaguardarem-se de qualquer acusação evitando situações potencialmente comprometedoras. É lamentável mas é o efeito de ricochete dessa histeria e hipocrisia do #MeToo.

  4. é verdade, elas em geral aproveitam logo tudo especialmente nos EUA, ou seja estamos sempre fodid.. se as temos é assedio, senão temos somos descriminadores, elas ( em geral) pois há muita mulher de bom senso, estamos a falar das oportunistas.

  5. Era previsivel que viesse a acontecer…!
    E se continuarmos a recusar a diferença natural entre géneros, qualquer dia para se conseguir um homem de jeito é como conquistar um troféu.

  6. “Na prática, em vez de se corrigirem comportamentos, a tendência é promover a eliminação de situações onde estes possam acontecer”. E naquelas vezes em que não existiram “comportamentos” para corrigir, mas aparece uma lambisgóia a aproveitar-se? Desculpem lá, mas essas mulheres fazem vergonha a todas as outras que falam com razão e eu até percebo que depois os homens nos evitem a todas. Paga a justa pela pecadora!

  7. Ainda bem q assim é por um lado , assim os homens que estiverem com segundas intenções ja pensam duas vezes…sempre deveria ter sido assim ; está + q na hora das mulheres serem verdadeiramente respeitadas e vistas como iguais nos empregos, nem que seja a força . E o q + me espanta nem sao os comentários ignorantes dos homens e sim as parvas das mulheres a chamarem nomes às q teem coragem pra se queixar…por as mulheres nao se unirem e ainda se denegrirem umas às outras é q estamos como estamos : unem se e protejam se como fazem os homens uns aos outros ! Nao sejam idiotas ! Cada vez q degridem uma mulher é cm se o fizessem a vcs mesmas. Deixem la se a mulher leva saia curta pro trabalho ou baton vermelho. O q importa é ser boa pessoa e boa profissional.viva a liberdade e igualdade !!

    • “M”, nada contra as mulheres que se apresentam no trabalho de saia curta, baton vermelho e até decote até ao umbigo… Mas o bom senso impoe que depende do tipo de trabalho que se exerce, ou discorda?
      Imagine-se uma taxista ou uma empregada numa funeraria a “prantar-se” nesses trajes!
      Portanto, viva a liberdade com bom senso e respeito pelos demais, aspecto que muitas ignoram.
      Quanto a igualdade, eu jamais a pretenderei pois sinto-me bem na pele (genero) de mulher e aprecio Homens pela sua diferença (sou hetero pois entao!…). Outra coisa sao os homens mais atrasados, machistas e que nao respeitam as Mulheres, embora algumas assim os desejem.
      Conclusao:
      Há Homens e Mulheres que se respeitam mutuamente e nenhum se superioriza perante o outro. Complementam-se e valorizam-se mutuamente.
      Há tambem homens e mulheres que nao percebem ou nao querem perceber o que aqui opinei.
      Viva a diferença! Vivam os Homens e as Mulheres que se respeitam mutuamente e compreendem a diferença!

      • Obviamente que quando escrevi igualdade referia me à igualdade de direitos …tambem sou hetero portanto aprecio a diferença mas isso nao vem ao caso agora.
        Viva o respeito sim ,claro ! Porém ,note como este artigo suscitou logo comentarios idiotas e machistas de alguns ” homens ” chamando nos de sexo fraco e que aqui deveria ser como é nos paises árabes , etc…
        É certo que há mulheres que se aproveitam do sexo para subirem na vida assim como os homens sempre se aproveitaram do maior poder financeiro, da maior força fisica ( na maioria dos casos ) , das regras da sociedade que sempre o favoreciam sobretudo no passado…etc.
        Claro que as regras estao a mudar com os tempos mas cada um luta com as armas que tem e os homens nunca foram nem sao vitimas. Se ” cederam a tentação ” ninguem os obrigou. Podiam ter dito simplesmente ” não ” assim como muitas mulheres dizem ” não ” e teem esse direito estejam vestidas como estiverem , estejam na situacao em que estiverem mas, mesmo dizendo não, sao assediadas e violentadas.

  8. PLMR grande ignorante sim sr ! Ainda me custa a crer que ainda existam neandertais como tu mas existem infelizmente.
    Este deve ser daqueles q pra se sentir ” homem “precisa maltratar uma mulher.
    Coitada da mulher q ” andar caladinha ” perante bostinhas como tu.
    Sexo fraco lol…esse cerebro é q é fraco e , a avaliar pela maneira como gostarias de ver as mulheres , o resto tambem deve ser fraquinho

  9. Se não fosse patético seria no mínimo hilariante!
    Na verdade pensava que não houvesse tanta parvoíce numa época que se diz e quer de esclarecimento!
    Cada um (a) tem o que merece!

  10. LOL tipica resposta de um mentecapto . Nao vale a pena conversar com criaturas assim muito menos pela net onde se escondem como os cobardes que são.

RESPONDER

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …

Site da campanha de Trump foi alvo de ataque. Hackers "fartaram-se das fake news"

O website oficial da campanha presidencial de Donald Trump foi alvo de um ataque informático que o deixou temporariamente desfigurado na noite desta quarta-feira. Os hackers responsáveis substituíram o habitual conteúdo por uma mensagem normalmente utilizada …

CV30. O poderoso anticorpo descoberto por cientistas que dá luta ao novo coronavírus

Investigadores do Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos Estados Unidos, descobriram um potente anticorpo, encontrado no sangue de um recuperado de covid-19, que interfere com a superfície espinhosa do novo coronavírus, fazendo com que partes …

Igreja flutuante "nasceu" num canal de Londres

A Denizen Works recentemente concluiu uma igreja flutuante pouco ortodoxa em Londres, no Reino Unido. O projeto tem um novo teto que pode ser baixado ou levantado conforme as necessidades. Batizado de Génesis em homenagem ao …

Compostos de alga vermelha da costa de Peniche eficazes no tratamento do cancro

A alga vermelha “Sphaerococcus coronopifolius” da costa de Peniche possui compostos com atividade antitumoral que podem contribuir para o desenvolvimento de novos fármacos ou potenciar o efeito de fármacos de combate ao cancro já existentes, …

Surto de covid-19 em Vila Flor. Festa de aniversário de autarca gera polémica

A festa organizada por funcionários da Câmara de Vila Flor, no distrito de Bragança, para celebrar o aniversário do seu presidente, está a dar que falar. O município já conta com cerca de 70 infetados. De …

Alberto II da Bélgica conhece filha de relação extraconjugal pela primeira vez

O antigo rei Alberto II da Bélgica encontrou-se pela primeira vez com a filha Delphine de Saxe-Cobourg, depois de anos de negações sobre a paternidade da recém-reconhecida princesa. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Estados Unidos testaram míssil balístico intercontinental

Os Estados Unidos anunciaram que testaram hoje com sucesso um míssil balístico intercontinental, para demonstrar a eficácia da dissuasão nuclear norte-americana e tranquilizar os aliados de Washington. O míssil, apelidado de Minuteman III, estava equipado com …