Nuvem tóxica provocou vómitos a banhistas numa praia do Canal da Mancha (e já se sabe de onde veio)

Uma nuvem tóxica provocou vómitos e ardor nos olhos e pele a quase uma dúzia de pessoas que estavam numa praia de Worthing, em Inglaterra, no fim de semana.

A Agência Marítima e de Guarda Costeira já está a investigar o incidente, durante o qual várias pessoas tiveram de ser evacuadas do resort à beira-mar na zona este de Sussex, e coloca a hipótese da origem ser um gás venenoso, libertado por dezenas de navios de carga e de munições, afundados no Canal da Mancha durante a I Guerra Mundial.

Segundo as autoridades britânicas, duas pessoas foram encaminhadas para o hospital, na sequência de um “incidente com materiais perigosos” na orla marítima, durante o qual “um pequeno número de pessoas” relatou sentir ardor nos olhos, na pele, e vómitos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, as duas pessoas receberam alta mais tarde, mas foram aconselhadas a ir para casa, lavar a roupa e tomar um duche. As orientações dos bombeiros para os residentes também foram de que fechassem as janelas e portas e que não arriscassem andar na rua.

Tim Loughton, membro do parlamento de East Worthing e Shoreham, escreveu no Twitter que a investigação foi em resposta a relatos de “banhistas afetados por algum tipo de químico que provocou uma irritação”, mas não adiantou informações sobre a possível origem do químico.

Um funcionário do Coast Cafe, um estabelecimento na praia onde ocorreu o incidente, disse que os clientes estavam calmos e que “algumas pessoas estavam a queixar-se de comichão nos olhos“.

Durante a guerra, alguns produtos químicos foram selados em contentores e despejados no mar no final do conflito. Agora, teme-se que estas “bombas-relógio enferrujadas” se tenham deteriorado, causando uma “bolha” de gases tóxicos até a superfície e, em seguida, à deriva ao longo da superfície do mar e para a costa.

Em 2017 ocorreu um incidente semelhante, em Birling Gap, no qual cerca de 50 pessoas sofreram de ardor nos olhos, dores de garganta e vómitos – sintomas semelhantes aos da inalação de gás venenoso.

Após esse incidente, a Agência Marítima e de Guarda Costeira disse que a causa mais provável era um naufrágio, perda de carga ou um navio em trânsito. Mas, tal como no incidente de ontem, a neblina tóxica de 2017 ocorreu depois de um período de tempestade, ventos fortes e mares agitados, que poderiam ter causado a rutura de contentores no fundo do mar.

 

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …