Número de telemóvel de Boris Johnson está disponível na internet há 15 anos

O número de telemóvel do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está disponível na internet há 15 anos. O contacto foi revelado no final de um comunicado de imprensa, mas permaneceu online desde então. A questão levanta preocupações sobre a segurança nacional.

O número de telefone, que aparece na parte inferior de um comunicado de imprensa de 2006, quando Johnson era deputado da oposição, parece ser o que o líder conservador ainda usa atualmente, escreve a BBC.

O Vice refere que tentou ligar para o número várias vezes, mas a chamada foi desligada sem nunca ser atendida. O jornal online refere que o número parece ter sido desconectado e as mensagens do WhatsApp já não estão a ser entregues.

Contudo, a notícias espalhou-se e uma onda críticas surgiu em torno do primeiro-ministro, sobretudo, porque a divulgação do seu contacto poderia colocar em risco a segurança do Reino Unido.

Peter Ricketts, ex-conselheiro de segurança nacional do Reino Unido, disse, em entrevista à BBC, que o facto do número pessoal de Johnson ser de domínio público “é importante”, porque “é um bem muito valioso”, comento, insistindo na importância de se controlar a publicação online de informação sensível para a segurança.

“Penso, em particular, em políticos com alta responsabilidade, que ocupem cargos delicados, cujas conversas telefónicas podem conter material sensível, informação comercial delicada, pessoas que tentam pressioná-los para obter favores, ou isenções fiscais, ou conversas com líderes estrangeiros”, disse Ricketts.

No entanto, o governo britânico já reagiu, minimizando os riscos para a segurança nacional. “Tanto quanto sei, todos os protocolos de segurança foram seguidos”, disse o ministro das Finanças, Rishi Sunak, considerando que “parte do que torna o primeiro-ministro especial é que ele é um indivíduo incrivelmente acessível”.

A nova revelação surge depois de Johnson ter sido criticado por comunicar por meio de mensagens de texto com o industrial britânico James Dyson.

Nessas mensagens, que remontam ao início da pandemia em março de 2020, o primeiro-ministro prometeu benefícios fiscais a Dyson em troca do fabrico de ventiladores para os hospitais do país.

O caso expôs os laços estreitos entre o governo conservador e os interesses privados e a sua disposição de responder diretamente às comunicações dos empresários.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …