Novo modelo teórico ajuda a prever terramotos

Uma equipa de investigadores criou um modelo teórico que abre caminho para prever terramotos com maior precisão. A pesquisa foi publicada na revista Physical Review Letters e teve destaque na área de comentários do editor da Science, um dos mais respeitados periódicos científicos do mundo.

A investigação publicada resolve um velho dilema das pesquisas experimentais sobre o manto inferior da Terra, camada que fica entre 600 e 2900 quilómetros de profundidade. Diversos resultados experimentais sobre a elasticidade do manto eram contraditórios, não havendo consenso absoluto. Agora, o modelo teórico desenvolvido por João Justo, professor no Departamento de Engenharia de Sistemas Electrónicos da Escola Politécnica da USP, membro da equipa da investigadora brasileira Renata Wentzcovitch, da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, uniu as duas pontas.

O modelo fornece uma base para o estudo do interior do planeta e aumenta o conhecimento científico sobre o manto terrestre, o que, por consequência, abre caminho para melhorar a precisão sobre quando e onde ocorrerá o próximo terremoto e o quão poderoso ele será.

O modelo é inovador no detalhe de características como pressão, temperatura e densidade do ferropericlase, material encontrado em alguns diamantes naturais e uma das principais substâncias que formam o manto terrestre. “Entender o funcionamento do manto, suas energias, dinâmicas e interações com as demais camadas da Terra, é fundamental para desvendar os terramotos”, diz Justo.

As placas tectónicas são as grandes culpadas pelos terremotos. São formadas por grandes porções da crosta terrestre. Mesmo que de forma lentíssima, estão sempre em movimento. “O terramoto é o tremor de terra causado pelo deslizamento de uma placa tectônica em relação a outra”, explica Justo.

Não é novidade já ser possível prever, em grandes áreas geográficas, onde há maior probabilidade de ocorrerem terramotos. A costa do Chile e da Califórnia, por exemplo, são áreas de grande risco por serem áreas de encontro de placas tectônicas.

Contudo, as melhores previsões sobre quando os terramotos vão acontecer ocorrem nas escalas de milhares de anos.É possível dizer que haverá terremotos aqui ou ali nos próximos três mil anos, por exemplo”, diz Justo.

Parece trivial, mas tudo é feito com base em cálculos fundamentados. É que uma placa não desliza sobre a outra com facilidade. Pelo contrário. “O deslizamento só acontece depois de muita energia acumulada enquanto uma placa exerce pressão na outra, cada uma apontando para lados opostos”, diz Justo. “Hoje, conseguimos calcular a quantidade de energia acumulada, mas não sabemos dizer com precisão até onde ela vai e com que força depois de ser libertada.”

Por isso, geofísicos de todo o mundo correm para medir as ondas de terramotos que se iniciaram em regiões distantes do mundo. Ao calcular o tempo que levou para as ondas chegarem a diferentes locais, os cientistas conseguem estimar o ponto de origem do terremoto e fazer uma espécie de “tomografia” do planeta.

Justamente nesse quesito, o de descrever as transformações no manto terrestre, é que o modelo teórico formulado por Justo e seus colegas, contribui para o desenvolvimento da área de geofísica. “O nosso modelo avança na compreensão das transformações no interior do planeta para que estejamos um passo adiante, e, quem sabe, possamos prever com precisão de meses ou dias, onde um terramoto vai ocorrer.”

 

ZAP / MA / Agência USP Notícias

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-governador brasileiro condenado a mais de 10 anos de prisão

O ex-governador do estado brasileiro de Minas Gerais foi condenado, esta quinta-feira, a uma pena de 10 anos e seis meses de prisão pela Justiça Eleitoral do país. Fernando Pimentel foi considerado culpado dos crimes de …

Áudio das viagens na Uber vai poder ser gravado

A partir de dezembro, a Uber vai passar a oferecer aos utilizadores no Brasil e no México a possibilidade de gravar o áudio da viagem com o objetivo de melhorar a segurança do motorista e …

Mourinho quer ser campeão no próximo ano (e não precisa de reforços)

O treinador português foi oficialmente apresentado como técnico do Tottenham, esta quinta-feira, e diz que já tem em vista a conquista do campeonato na próxima época. José Mourinho admitiu hoje que o título de campeão inglês …

Casal homossexual de pinguins "roubou" um ovo para poder ter a sua família

Um casal homossexual de pinguins de um jardim zoológico na Holanda estava tão ansioso por ter as suas crias que não resistiu à tentação e acabou por roubar um ovo de outro par. De acordo com …

Gabriel renova contrato com o Benfica até 2024

O médio brasileiro renovou contrato por mais uma época com o Benfica, até 2024, anunciou, esta quinta-feira, o clube no seu site oficial. "Estou muito feliz com esta renovação por mais um ano, é uma forma …

Malta Files permitiu ao Fisco recuperar milhões. Rui Pinto diz que foi um dos denunciantes

O pirata informático assumiu, esta quinta-feira, ter sido um dos denunciantes dos Malta Files, que permitiu ao Fisco identificar cidadãos e empresas portugueses que se aproveitaram do regime fiscal maltês para pagar menos impostos. "De acordo …

Há 5 anos que aparecem maços de notas nas ruas de uma aldeia inglesa (e ninguém sabe porquê)

Os residentes de uma aldeia inglesa andam a descobrir maços de notas nas ruas desde 2014. Um mistério que, até agora, ninguém conseguiu explicar. Mas há várias teorias e uma envolve o Pai Natal! O dinheiro …

Em 2018, só nove crianças foram colocadas em famílias de acolhimento

Apenas nove crianças tiveram uma medida de proteção em regime de acolhimento familiar em 2018, sendo que quase todas as crianças sinalizadas pelas comissões de menores ficaram na família, a maioria junto dos pais. De acordo …

Militar da GNR diz que droga apreendida na "casinha" era da Juve Leo

Decorreu, esta quinta-feira, a terceira sessão do julgamento da invasão à academia do Sporting, que decorre no tribunal de Monsanto, em Lisboa. O militar da GNR João Oliveira admitiu hoje, em tribunal, que a posse da …

Continental vai acabar com 5500 empregos em todo o mundo até 2028

A alemã Continental vai suprimir 5.500 empregos no mundo até 2028, num contexto de abrandamento conjuntural e de queda da procura por motores a combustão, anunciou esta quarta-feira o fornecedor automóvel germânico. Com o objetivo de …