Novo medicamento pode revelar-se a primeira “cura” para a diabetes tipo 2

-

Um novo medicamento criado por uma equipa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, pode revelar-se finalmente uma “cura” para a diabetes tipo 2.

A doença, embora influenciada pela genética, é em grande parte causada por factores ambientais como o excesso de stress, uma má dieta alimentar, ou o excesso de peso durante períodos prolongados de tempo, especialmente em uma idade avançada.

Nos pacientes com diabetes, o pâncreas é incapaz de produzir insulina suficiente, ou as células do corpo simplesmente não reagem a essa insulina, o que eleva os níveis de açúcar no sangue a valores perigosamente elevados.

Esta condição é conhecida como resistência à insulina e, actualmente, não há nenhum tratamento médico capaz de a anular ou reverter.

Recentemente, num estudo desenvolvido por uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, um novo medicamento foi administrado por via oral a um grupo de cobaias alimentadas com uma dieta extremamente rica em gordura, em resultado da qual os animais tinham desenvolvido obesidade e diabetes tipo 2.

O grupo de animais que recebeu o fármaco não experimentou efeitos colaterais. As suas células reagiram novamente à presença de insulina, e os seus níveis de açúcar no sangue regressaram ao normal durante pelo menos um mês.

Esta é a primeira vez que um tratamento efectivamente “elimina” a diabetes tipo 2. O estudo foi publicado na revista Nature.

A equipa já tinha a noção de que uma determinada enzima era responsável por causar a diabetes. Conhecida como LMPTP, ou “proteína tirosina fosfatase de baixo peso molecular”, a enzima pode ser encontrada no fígado, e parece interagir com as células de tal forma que elas resistem à presença de insulina.

O medicamento foi especificamente projectado para dificultar o progresso da LMPTP, permitindo que os receptores de insulina das células sejam capazes de reagir a ela.

O próximo passo será agora verificar se o fármaco é seguro para uso em ensaios clínicos com seres humanos. A época para tal não poderia ser melhor. A diabetes, em particular o tipo 2, será a sétima principal causa de morte em todo o mundo em 2030.

O número de pessoas que sofrem da condição aumentou 390% nos últimos 35 anos, e por enquanto há apenas formas de mitigar os seus sintomas, não uma verdadeira cura funcional. Talvez esta seja a droga que finalmente vai mudar isso.

PARTILHAR

RESPONDER

“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com "caos" na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet. As oito …

Football Leaks. Advogado admite que podia ter emails relacionados com o Luanda Leaks

O advogado e ex-sócio da PLMJ João Magalhães Ramalho admite que pudesse ter documentos relacionados com o Luanda Leaks e com Isabel dos Santos na sua conta de email, que alegadamente foi pirateada por Rui …

Portugal regista mais 3.299 casos e 28 mortes por covid-19

Portugal contabiliza hoje mais 28 mortes e 3.299 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, Portugal conta com mais 3.299 …

Argentina levanta restrições na capital. Rússia regista recorde de mortes diárias e aumenta contenção

A Argentina prorrogou esta semana as medidas para combater a pandemia de covid-19 nas zonas mais afetadas do país, ao mesmo tempo que prossegue a reabertura na capital, onde os casos têm vindo a diminuir. Desde …

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …

"Só aumentariam as insuficiências". Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela …

Ensaio clínico de tratamento com anticorpos cancelado por ineficácia

As autoridades norte-americanas decidiriam cancelar um ensaio clínico de um tratamento experimental com anticorpos que estava a ser administrado a doentes hospitalizados com covid-19, justificando que o medicamente não se revelou eficaz na recuperação dos …

Doentes não-covid vão ser encaminhados para setores privado e social

Esta segunda-feira, a ministra da Saúde admitiu que a pressão no Serviço Nacional de Saúde vai aumentar e garantiu que os doentes não-covid-19 que vejam consultas, exames ou cirurgias serem desmarcados serão encaminhados para os …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: "É preciso o guarda-redes estar morto?"

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/v-guimaraes-0-1-sp-braga-o-musical Dérbi. Segundo dérbi nesta sequência de musicais. O primeiro foi entre vizinhos que moram na mesma cidade; agora temos vizinhos que moram na mesma região. O Minho aquece, mesmo no outono, quando estes dois conjuntos se …