Novo medicamento pode revelar-se a primeira “cura” para a diabetes tipo 2

-

Um novo medicamento criado por uma equipa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, pode revelar-se finalmente uma “cura” para a diabetes tipo 2.

A doença, embora influenciada pela genética, é em grande parte causada por factores ambientais como o excesso de stress, uma má dieta alimentar, ou o excesso de peso durante períodos prolongados de tempo, especialmente em uma idade avançada.

Nos pacientes com diabetes, o pâncreas é incapaz de produzir insulina suficiente, ou as células do corpo simplesmente não reagem a essa insulina, o que eleva os níveis de açúcar no sangue a valores perigosamente elevados.

Esta condição é conhecida como resistência à insulina e, actualmente, não há nenhum tratamento médico capaz de a anular ou reverter.

Recentemente, num estudo desenvolvido por uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, um novo medicamento foi administrado por via oral a um grupo de cobaias alimentadas com uma dieta extremamente rica em gordura, em resultado da qual os animais tinham desenvolvido obesidade e diabetes tipo 2.

O grupo de animais que recebeu o fármaco não experimentou efeitos colaterais. As suas células reagiram novamente à presença de insulina, e os seus níveis de açúcar no sangue regressaram ao normal durante pelo menos um mês.

Esta é a primeira vez que um tratamento efectivamente “elimina” a diabetes tipo 2. O estudo foi publicado na revista Nature.

A equipa já tinha a noção de que uma determinada enzima era responsável por causar a diabetes. Conhecida como LMPTP, ou “proteína tirosina fosfatase de baixo peso molecular”, a enzima pode ser encontrada no fígado, e parece interagir com as células de tal forma que elas resistem à presença de insulina.

O medicamento foi especificamente projectado para dificultar o progresso da LMPTP, permitindo que os receptores de insulina das células sejam capazes de reagir a ela.

O próximo passo será agora verificar se o fármaco é seguro para uso em ensaios clínicos com seres humanos. A época para tal não poderia ser melhor. A diabetes, em particular o tipo 2, será a sétima principal causa de morte em todo o mundo em 2030.

O número de pessoas que sofrem da condição aumentou 390% nos últimos 35 anos, e por enquanto há apenas formas de mitigar os seus sintomas, não uma verdadeira cura funcional. Talvez esta seja a droga que finalmente vai mudar isso.

PARTILHAR

RESPONDER

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …