Novo Banco vendeu sucursal francesa com 68% de desconto. Há suspeita de conflito de interesses

António Pedro Santos / Lusa

O presidente do Novo Banco, António Ramalho, intervém durante a sua audição na comissão de Orçamento e Finanças.

Uma queixa foi apresentada junto das autoridades europeias por suspeita de conflito de interesses na venda do BES Vénétie ao fundo Cerberus, com um desconto de 68,2%.

A auditoria da Deloitte ao Novo Banco revelou que, no final de 2018, a subsidiária francesa do Novo Banco foi vendida com um desconto de 68,2% face ao preço de balanço. Foi apresentada uma queixa junto das autoridades europeias por suspeita de conflito de interesses.

Isto porque o ativo BES Vénétie foi vendido ao fundo Cerberus. O atual chairman da instituição, Byron Haynes, exerceu até julho de 2017 o cargo de presidente-executivo de um banco detido por este fundo norte-americano.

De acordo com o Público, a auditoria sugere a gestão de António Ramalho não analisou os potenciais conflitos de interesse associados à transação.

Agora, a queixa apresentada no dia 13 de agosto à ESMA – Autoridade Europeia de Mercados e Títulos, faz um novo pedido de investigação ao Novo Banco por “irregularidades cometidas” em 2018 na “informação que o Novo Banco divulgou e nas suas práticas de contabilidade em relação à venda do BES Vénétie”.

Na altura, 87,5% do capital da subsidiária francesa do Novo Banco foi vendido por 48 milhões de euros, com um desconto de 67,5% face ao valor contabilístico.

“O BESV esteve em venda desde 2014 sendo considerado para efeitos da carta compromisso de 2015 parte do side bank (ativos a desinvestir) que se manteve em 2017″, explica fonte oficial do Novo Banco ao Público. “O BESV foi vendido à melhor proposta por um preço em linha com o mercado”.

O banco justifica que, nestas situações, “a idoneidade e credibilidade do comprador é da competência dos reguladores, onde se inclui a verificação do conflito de interesses”. Além disso, realça que a auditoria “apenas nota que o banco não realizou controle de partes relacionadas”.

No relatório da auditoria da Deloitte, lê-se que não existiam no banco “normativos internos que regulassem a realização sistemática de uma análise das entidades compradoras que participaram em processos de desinvestimento, de forma a concluir acerca de eventuais riscos de branqueamento de capitais e de conflitos de interesse”.

A Deloitte salienta ainda que os supervisores aprovaram o negócio “com base em informação disponibilizada pelo potencial comprador”.

Questionado pelo Público, o Fundo de Resolução remete a responsabilidade de aferir a idoneidade do comprador para o Banco Central Europeu.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …