Nova teoria pode resolver um dos maiores paradoxos do Universo

Claudia de Rham, uma física teórica britânica, desenvolveu uma teoria que pode dar resposta a um dos maiores mistérios do Cosmos: a sua taxa de expansão. 

Os cientistas não conseguiram ainda explicar por que motivo a taxa de expansão do Universo está a acelerar e não a diminuir, tal como é previsto pelas leis da Física conhecidas.

“É o grande elefante na sala (…) É muito frustrante”, disse a cientista do Imperial College de Londres, em declarações ao jornal britânico The Guardian. A nova teoria, batizada de “Gravidade Massiva”, modificaria a Teoria da Relatividade de Albert Einstein (1879-1955), para explicar a disparidade entre as taxas de expansão.

Com base na teoria de Einstein, as forças gravitacionais dos corpos celestes, como planetas e estrelas, devem puxar o Universo de forma gradual, diminuindo assim a sua taxa de expansão, tal como recorda o portal Futurism.

Contudo, em meados de 1998, os cientistas perceberam que a taxa de expansão não só não estava a diminuir, como estava a acelerar. Desde então, o mistério adensa-se e, para o tentar explicar, os cientistas atribuíram a aceleração observada a uma força invisível, a estranha energia escura que vive no Universo.

A teoria de Rham elimina a energia escura da equação, alterando antes a teoria de Einstein: em vez de se assumir que os gravitões – partículas hipotéticas que intermedeiam a força da gravidade – não têm massa, tal como sugeriu o físico alemão, parte-se do princípio que estas partículas têm um pouco de massa.

Desta forma, a própria gravidade poderia assumir o papel que agora é atribuído à energia escura, explicou a cientista britânica ao The Guardian, frisando, contudo que, para já, a proposta não passa do plano teórico: do ponto de vista matemático, encaixa-se no problema, mas não se sabe ainda como é que se reflete na realidade empírica.

Rham espera que os avanços na Astronomia na área das ondas gravitacionais tornem possível testar a teoria da “Gravidade Massiva” na próxima década.

Na semana passada, Rham venceu o Prêmio Blavatnik para Jovens Cientistas no valor de 100.000 dólares (cerca de 90.000 euros) para continuar a desenvolver a teoria. Dois anos antes, recebeu o prémio Adams, um dos mais antigos e mais prestigiados da Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

ZAP //

PARTILHAR

28 COMENTÁRIOS

  1. ZAP:
    Creio que na frase “a taxa de expansão não só estava a diminuir, como também estava a acelerar” (parágrafo 4) – que apresenta, corrobora e justifica a nova teoria – falte um “não” e o “como também” esteja a mais.

    Proponho “a taxa de expansão não só não estava a diminuir, mas estava a acelerar”.

  2. Os cientistas não conseguiram ainda explicar porque é que a taxa de expansão do Universo está a acelerar e não a diminuir”… Não se deveria grafar “por que é que”?

  3. É preciso lembrar que ao envolvermos o gravitão na teoria da gravidade, a curvatura ou distorção espacial deixa de fazer qualquer sentido. A teoria gravitacional de Einstein pode assentar num pressuposto imaginário e não real .

  4. Procure por “Gravitação Efeito ilha”
    ou “Island Effect Theory of Gravitation”
    or “Erros na teoria da relatividade – CJ Borge”
    Abraço!

  5. Uma dúvida:. O Universo está em expansão. Portanto as influências gravitacionais entre as massas estão diminuindo com o aumento dessas distanciar. Ok?
    Então, dessa maneira, o que faria ele se contrair em algum momento futuro ? ? ?

    • Tecnicamente, pelo que percebo, toda a massa do universo exerce forças sobre ela mesma mesmo que infinitesimamente, logo, mesmo a expansão inicial do big bag, embora massiva, deveria, inevitavelmente, acabar num big crush. Mas o que é mesmo estranho é uma aceleração. Isso sim violaria as leis físicas se não existisse algo que a explique além do modelo actual. Cumprimentos.

    • Tecnicamente, pelo que percebo, toda a massa do universo exerce forças sobre ela mesma mesmo que infinitesimamente, logo, mesmo a expansão inicial do big bag, embora massiva, deveria, inevitavelmente, acabar num big crush. Mas o que é mesmo estranho é uma aceleração. Isso sim violaria as leis físicas se não existisse algo que a explique além do modelo actual. Cumprimentos

  6. Creio muito na taxa de espansão que está em crescente evolução territorial ,
    Mas também Creio em um Ser Superior que está além de nossa compreensão e nossa limitada imaginação humana “(DEUS)” ;E sugundo sua forma de comunicação em forma escrita “(Bíblia)” nós vivemos no Primeiro Céu e ELE Vive No Terceiro Céu com Base nisso Devemos Crer que ELE está Abrindo Caminho para nós Chegarmos Há ELe…

    • Pois eu prefiro mais os factos do que crenças, todo o que sabemos sobre a ciência é constantemente avaliado e reavaliado, testado e retestado, enquanto crenças baseiam-se em emoções, dogmas e negativos sem capacidade de prova.
      Agradeço a vontade de dar a sua opinião relativamente a este tema, mas acho que religião não tem lugar aqui. Cumprimentos

      • Deves pensar que a ciência também não é uma “religião” de crenças… Eles acreditam que tudo está certo, até descobrirem algo que deita abaixo tudo aquilo em que acreditavam…
        A ciência não é uma verdade absoluta, amigo. Ainda somos umas crianças no que toca ao conhecimento do Universo e das leis da física.
        Cumprimentos.

  7. Estamos acostumados a ter um destino para tudo que é arremessado ao espaço, portanto aplicando as leis da física existe o que chamamos de desaceleração correto?
    Mas….se arremessar algo no “nada” ou como queira chamar o que existia no momento do Big Bang, esse por não ter destino, atrito ou outras grandezas mensuráveis, tende então acelerar…
    Alguém concorda comigo?

  8. Já ainda é tudo teoria também arrisco lançar uma. E se a expansão do universo for apenas um movimento de inspiração, o espaço entre a matéria dentro dele aumenta. E depois haverá a expiração e a matéria se junta. Já existem pesquisadores que questionam a ocorrência do Big Bang, que é outra teoria para explicar um passado imaginário. Estamos dentro de um lugar e tentamos defini-lo de dentro para fora, mas imagine um peixe tentando explicar a origem do aquário.

  9. Com o devido respeito Jo, não percebe o funcionamento do método cientifico, nunca nada é “acreditado” sem ter sido testado e confirmado. Crença, no seu núcleo é acreditar sem provas. A ciência, nunca funcionou nem funcionará assim. Não só, teoria em ciência não é o mesmo que noutros assuntos, até devia ser mudada a palavra porque vezes sem conta ouço esse erro de dizer que teoria não é facto.
    Em ciência: hipótese = possibilidade lógica não testada, teoria = facto provado e com provas empíricas e com constante aperfeiçoamento, lei = regra matemática.

  10. Vou entrar a fundo na teoria apesar de inicialmente estar errada tbm, acredito seriamente que estamos vivendo já o big curse e não o big bang o que faria jus a aceleração das galáxias.

RESPONDER

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …