Nova substância protege macacos da infeção com vírus da SIDA

Uma equipa de investigadores norte-americanos divulgou que uma nova substância testada em macacos forneceu um escudo surpreendentemente eficaz contra à infeção provocada pela versão símia do vírus da SIDA.

O estudo, divulgado esta quarta-feira pela revista Nature, oferece a perspetiva do possível desenvolvimento de um tratamento de efeito prolongado contra o vírus da imunodeficiência humana (VIH).

“Desenvolvemos um inibidor muito potente e de amplo espetro” que agiu sobre o VIH-1, a principal estirpe do vírus da SIDA presente no mundo, explicou Michael Farzan, o investigador que dirigiu a investigação.

A nova substância é fruto de uma investigação de vários anos conduzida principalmente pelo The Scripps Research Institute – um centro de investigação sem fins lucrativos com sede na Florida -, e financiada pelo Instituto público norte-americano de investigação sobre doenças infectocontagiosas (NIAID).

A substância designada eCD4-Ig oferece uma “proteção muito, muito forte” contra o VIH, reforçou Farzan.

A experiência realizada com macacos rhesus mostrou que esta substância, injetada uma única vez, foi capaz de proteger os animais da versão símia do vírus da SIDA durante um período de, pelo menos, oito meses.

Para assegurar o efeito prolongado, a eCD4-Ig foi associada a um vírus adeno-associado (AAV), inofensivo mas que tem a capacidade de se introduzir nas células e de provocar a fabricação da proteína protetora, de forma a criar um efeito anti-SIDA de longa duração.

Depois de tratados com esta combinação, os macacos receberam doses cada vez mais fortes da versão símia do vírus da SIDA (SHIV-AD8). Nenhum destes animais desenvolveu a infeção, contrariamente aos macacos não tratados com a substância eCD4-Ig e que foram utilizados como elementos de controlo.

As doses de SHIV-AD8 administradas aos macacos que receberem a nova substância foram quatro vezes maiores do que aquelas que foram injetadas aos macacos do grupo de controlo.

Desde 1981, cerca de 78 milhões de pessoas foram infetadas com o vírus da imunodeficiência humana, que destrói as células do sistema imunológico e deixa o corpo exposto a doenças como a tuberculose e pneumonia, entre outras.

Cerca de 39 milhões de pessoas terão morrido, segundo as estimativas das Nações Unidas.

Medicamentos antirretrovirais, desenvolvidos em meados da década de 1990, tratam da infeção, mas não conseguem curar ou prevenir. Estes tratamentos que são para toda a vida trazem danos colaterais para os doentes, assim como representam um grande peso para os orçamentos dos sistemas de saúde.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação

Esta segunda-feira, Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação de que foi alvo, por violação das regras de controlo e branqueamento de capitais. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Público, …

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames nacionais

Os estudantes que terminem um curso profissional ou artístico terão melhores condições de acesso ao ensino superior já no próximo ano. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou esta quarta-feira que os …

Trump indulta ex-governador que tentou "vender" lugar de Obama no Senado

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, indultou na terça-feira o ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, preso por corrupção após ser considerado culpado de tentar "vender" o lugar de Barack Obama no Senado, depois …

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Alegadas agressões a Taarabt valem processos a Marega e Pepe

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …

Malásia suspeita que desaparecimento do voo MH370 foi ataque suicida

O ex-primeiro ministro australiano Tony Abbott disse que altos responsáveis do governo da Malásia suspeitam há muito tempo que o desaparecimento do avião da Malasian Airlines, há quase seis anos, tenha sido um ataque suicida …

Champions. O viking norueguês, a revolta de Neymar e a lição tática do "Cholismo"

Haaland foi a estrela da noite ao marcar os dois golos da vitória do Dortmund frente ao PSG. O Atlético de Madrid conseguiu ainda quebrar a invencibilidade do Liverpool. A Liga dos Campeões está de volta …

Auditoria ao Novo Banco vai custar três milhões. É o triplo do que custou a da CGD

A auditoria especial da Deloitte ao Novo Banco vai custar cerca de três milhões de euros, segundo avança o jornal ECO. Este valor é três vezes superior ao custo da auditoria da EY à Caixa …