Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

M. Pallmann SMNS / Pallmann

Phallocryptus fahimii

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta.

Hossein Rajaei, do Museu Estadual de História Natural de Stuttgart, e Alexander Rudov, da Universidade de Teerão, fizeram a descoberta durante uma expedição ao deserto de Lute, que tinha como principal objetivo entender a ecologia, biodiversidade, geomorfologia e paleontologia do deserto.

Segundo o Tech Explorist, espécie identificada pertence ao género Phallocryptus, do qual apenas quatro espécies eram conhecidas em diferentes regiões áridas e semiáridas. Os biólogos batizaram a nova espécie de Phallocryptus fahimii em homenagem ao biólogo conservacionista iraniano Hadi Fahimi, que participou na expedição de 2017.

Os espécimes pertencem a uma nova espécie de crustáceos de água doce. “Durante uma expedição a um lugar tão extremo, estamos sempre em alerta, principalmente ao encontrar água. Descobrir crustáceos neste ambiente quente e seco foi realmente sensacional”, comentou Rajaei.

O artigo científico, publicado na Zoology in the Middle East, detalha que Phallocryptus fahimii difere na sua morfologia geral e na sua genética de todas as outras espécies Phallocryptus conhecidas.

“Estes crustáceos são capazes de sobreviver durante décadas nos sedimentos secos e eclodirão na próxima estação chuvosa, quando o habitat aquático se reabastecer. Estão perfeitamente adaptados para viver em ambientes desertos. A sua capacidade de sobreviver, até mesmo no deserto de Lute, destaca a sua resiliência”, disse Martin Schwentner, do Museu de História Natural de Viena.

Com 51.800 km2, o deserto de Lute é o segundo maior deserto iraniano e detém o recorde atual da mais alta temperatura de superfície já registada.

Com base nas medições de satélite de 2006, a NASA relatou uma temperatura recorde na superfície de 70,7° C, que mais recentemente aumentou para 80,3° C. Os seixos escuros presentes na superfície são uma das causas destas temperaturas recordes, sendo que as temperaturas médias diárias variam de -2,6° C no inverno e 50,4° C no verão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …