A nossa mente materializa objetos que existem só em pensamento

Tomsk State University

-

Investigadores da Tomsk State University, na Rússia, e da New Bulgarian University, na Bulgária, afirmam que os pensamentos humanos são capazes de materializar um objeto.

Os resultados de estudo, publicados na revista Cognitive Processing, mostram que “a palavra é capaz de aumentar a sensação da realidade do objeto no espaço, mesmo quando não existem objetos”, explica Oksana Tsaregorodtseva, da Tomsk State University.

Os cientistas basearam a pesquisa na ideia da chamada “simulação mental” para mostrar que o pensamento humano é material, tentando perceber como é que a linguagem influenciava a percepção do espaço, particularmente as dimensões essenciais “em cima-em baixo” e “esquerda-direita”.

“Queríamos verificar se o significado das palavras podia influenciar a simulação mental, isto é, a simulação da situação na cabeça”, descreve Tsaregorodtseva.

Na experiência, os investigadores pediram aos participantes para lembrar a localização do ponto no qual eles tinham escrito as palavras “para cima” ou “para baixo”.

Os resultados indicam que a leitura das palavras ativou a representação do espaço designada por estas palavras, mesmo que no momento os participantes estivessem focados em outro processo, no caso, memorizar a localização dos pontos.

Palavra = objeto

Pesquisas recentes mostram que a simulação mental não é muito diferente da realidade no que diz respeito à percepção do cérebro, para o qual a situação real e a simulação são um único evento.

Experiências realizadas por outros cientistas na Europa sugerem que a mera tentativa de lembrar a posição espacial de um ponto no ecrã pode afetar a trajetória do nosso olhar.

Por exemplo, se uma pessoa memoriza a posição de um ponto como sendo no canto superior esquerdo da tela, e em seguida é convidada a olhar para cima numa tela em branco, a trajetória do olhar centra-se no lado oposto ao do ponto anteriormente visto.

Este efeito é explicado pela simulação mental: a pessoa está ocupada a memorizar a posição do ponto no cérebro, e essa memória é tão ativa que ela precisa “dar a volta” a esse obstáculo como se algo estivesse lá – ou seja, olhar para o lado oposto de um ponto inexistente em uma tela em branco, mesmo não havendo necessidade de se fazer isso.

A conclusão é que as palavras, embora inerentemente intangíveis, desencadeiam a sensação de um objeto real no espaço.

O estudo ainda está em fase inicial, mas os cientistas especulam que os resultados possam ser aplicados na neuropsicologia, por exemplo, para ajudar pessoas com percepção espacial prejudicada.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …