A nossa mente materializa objetos que existem só em pensamento

Tomsk State University

-

Investigadores da Tomsk State University, na Rússia, e da New Bulgarian University, na Bulgária, afirmam que os pensamentos humanos são capazes de materializar um objeto.

Os resultados de estudo, publicados na revista Cognitive Processing, mostram que “a palavra é capaz de aumentar a sensação da realidade do objeto no espaço, mesmo quando não existem objetos”, explica Oksana Tsaregorodtseva, da Tomsk State University.

Os cientistas basearam a pesquisa na ideia da chamada “simulação mental” para mostrar que o pensamento humano é material, tentando perceber como é que a linguagem influenciava a percepção do espaço, particularmente as dimensões essenciais “em cima-em baixo” e “esquerda-direita”.

“Queríamos verificar se o significado das palavras podia influenciar a simulação mental, isto é, a simulação da situação na cabeça”, descreve Tsaregorodtseva.

Na experiência, os investigadores pediram aos participantes para lembrar a localização do ponto no qual eles tinham escrito as palavras “para cima” ou “para baixo”.

Os resultados indicam que a leitura das palavras ativou a representação do espaço designada por estas palavras, mesmo que no momento os participantes estivessem focados em outro processo, no caso, memorizar a localização dos pontos.

Palavra = objeto

Pesquisas recentes mostram que a simulação mental não é muito diferente da realidade no que diz respeito à percepção do cérebro, para o qual a situação real e a simulação são um único evento.

Experiências realizadas por outros cientistas na Europa sugerem que a mera tentativa de lembrar a posição espacial de um ponto no ecrã pode afetar a trajetória do nosso olhar.

Por exemplo, se uma pessoa memoriza a posição de um ponto como sendo no canto superior esquerdo da tela, e em seguida é convidada a olhar para cima numa tela em branco, a trajetória do olhar centra-se no lado oposto ao do ponto anteriormente visto.

Este efeito é explicado pela simulação mental: a pessoa está ocupada a memorizar a posição do ponto no cérebro, e essa memória é tão ativa que ela precisa “dar a volta” a esse obstáculo como se algo estivesse lá – ou seja, olhar para o lado oposto de um ponto inexistente em uma tela em branco, mesmo não havendo necessidade de se fazer isso.

A conclusão é que as palavras, embora inerentemente intangíveis, desencadeiam a sensação de um objeto real no espaço.

O estudo ainda está em fase inicial, mas os cientistas especulam que os resultados possam ser aplicados na neuropsicologia, por exemplo, para ajudar pessoas com percepção espacial prejudicada.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …

Remédio contra piolhos está a ser usado contra covid-19. Infarmed e DGS investigam

"Centenas" de doentes de covid-19, em Portugal, têm sido tratados com o antiparasitário Ivermectina que é usado contra piolhos e lombrigas. Há médicos que o prescrevem e que também o tomam a título preventivo, embora …

Sporting bate recorde histórico, mas até o do 6-3 era melhor (quando Amorim não estava "do lado certo")

O Sporting não perde há 22 jogos e bateu o recorde de invencibilidade dos leões em jogos do campeonato que pertencia à equipa de 1981/1982. Um dado que deixa Ruben Amorim orgulhoso, mas o treinador …

"Estou a morrer." Constança luta por um medicamento para se salvar, Infarmed diz que não recebeu pedido do Hospital

Constança Bradell fez um apelo nas redes sociais, numa publicação em que descreve a luta que está a travar contra a fibrose quística. A jovem, de 24 anos, pede a aprovação do medicamento que lhe …

Um século de luta comunista comemorado com 100 ações pelo país

O mais antigo partido político comemora, esta sábado, 100 anos de existência. PCP vai festejar o aniversário com 100 ações pelo país. O PCP assinala, este sábado, os seus 100 anos com 100 ações, em mais …

Relações esfriadas. Moedas consultou Marcelo, mas dispensou conselhos de Passos

Antes de anunciar a sua candidatura a Lisboa, Carlos Moedas consultou Marcelo Rebelo de Sousa e falou com Paulo Portas. Com Pedro Passos Coelho só falou um dia depois de o seu nome ter sido …

Portugal não pode perder o comboio da Europa. Para Marcelo, é hora de aproveitar o novo ciclo

A crise que assolou o nosso país tem de ser aproveitada para "olhar para os problemas estruturais". A mensagem foi deixada pelo Presidente da República, nesta sexta-feira, na conferência de abertura do Festival P, com …

Santana não desiste e admite candidatar-se à Figueira (mesmo à revelia do PSD local)

Pedro Santana Lopes não fecha totalmente a porta e admite vir a candidatar-se à Figueira da Foz como independente. Mesmo que a concelhia do PSD já tenha tomado uma decisão e avance com Pedro Machado, Pedro …