Norueguês empregou 70 imigrantes ilegais e foi a tribunal “muito, muito feliz”

Arne Viste acha que a Constituição norueguesa reconhece o direito mesmo a quem não consegue obter asilo e tenciona ir em frente com a sua campanha.

Arne Viste contratou cerca de 70 imigrantes legalmente impedidos de trabalhar no país e informou sempre as autoridades norueguesas do facto, pagando os devidos impostos. Segundo o Expresso, o norueguês foi condenado a um ano de prisão com pena suspensa por um tribunal em Oslo, mas o caso não deverá terminar por aqui.

O engenheiro e consultor de 52 anos é a cara de um exemplo raro de desobediência civil na Noruega. Em 2012, Viste convidou uma família de imigrantes para passar o Natal com a sua própria família e, comovido com a depressão em que o pai dessa família caíra após ter ficado impedido de trabalhar, decidiu fazer alguma coisa.

Primeiro, tentou recorrer aos tribunais, mas sem efeito. De acordo com o diário, desde 2011, os imigrantes a quem é recusado o pedido de asilo mas que não podem ser deportados (por não terem passaporte, por exemplo) ficam no limbo.

Face a esta situação, o norueguês decidiu contratar um imigrante indocumentado, não escondendo nem à polícia nem ao fisco. Como não houve reação, começou a divulgar material impresso onde dizia aos imigrantes que tinham direito a trabalhar – e continuou a contratar imigrantes.

Através de uma agência de empregos, Viste contratava pessoas que disponibilizava a empresas de vários tipos. Com o dinheiro que recebia destas empresas, pagava aos trabalhadores, cumprindo as obrigações fiscais. O norueguês começou a ter reconhecimento de várias instituições, tendo recebido inclusivamente um prémio.

Quando soube que ia ser julgado, declarou-se “muito, muito feliz”, encarando o momento como uma oportunidade de forçar o debate sobre uma questão importante de direitos humanos e de obter clareza sobre a situação legal.

Acusado de “negligência premeditada e exagerada ao fazer uso da capacidade de trabalho de um estrangeiro quando o estrangeiro não tem a necessária permissão segundo a lei”, Viste foi a tribunal, tendo sido questionado pelo procurador sobre os seus motivos: se estavam relacionados unicamente com benevolência ou se havia também motivação económica.

O norueguês acabou por ser condenado a um ano de prisão com pena suspensa, mas admite não desistir. Na Noruega o caso pode ir até ao Supremo Tribunal, e depois disso ainda há o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.

Arne Viste diz acreditar que a Constituição norueguesa reconhece o direito ao trabalho dos indivíduos em causa e não se vê como criminoso.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. por causa destes srs e sras é que os países nórdicos estão como estão, daqui a pouco não precisa de se preocupar com a Constituição mas sim com a SHARIA.

    na Suécia, já há deslocalizações de empresas e tudo, volvo e ikea querem fugir por causa dos amigos da sharia.

    já há zonas onde nem a polícia entra.

    • Estava a tardar surgir um dos 1ºs ‘iluminados’ que tudo sabem, um “ovigia” a espalhar narrativas donde nada sabe, nem onde nunca estive, aposto (a não ser que seja um sueco a saber escrever (+/-) português)… Mas, se calhar, o que é verdade ou falso pouco lhe importa… O que importa mesmo é ser mais um veículo de quem gosta de espalhar o medo com o propósito de ter algum tipo de ganho, seja lá o que ele considerar como ‘ganho’.

      Se souber inglês, dispense um pouco de tempo a ler o artigo de opinião: https://www.truthdig.com/articles/yes-sweden-is-a-paradise-lost-but-not-because-of-immigration-2/
      e talvez encontre espaço para uma narrativa diferente, pelo menos, vinda de alguém sueco, que conhecerá mais da realidade do que você ou do que eu próprio mas, pelo menos eu, não ando a espalhar narrativa xenófobas, só porque sim.

  2. O meu aplauso!.. Este senhor merece que lhe tire o meu chapéu!..

    Os xenófobos aqui como O Vigia, não gostam e torcem o nariz mas, os países do Norte da Europa, que por acaso são muito mais loirinhos do que nós, têm sido grandes apoiantes de refugiados de uma guerra que nós Coalição do Ocidente elvámos a estes países para lhes sacar o petróleo.

    Eu farto-me de rir quando reparo que normalmente é nos países Europeus com habitantes mais escuroides, que parece haver maior alergia aos povos do Norte de África. Complexos de 700 anos de ocupação, talvez? Mas devíamos era ser agradecidos porque, se não fosse a cultura Árabe, nós não teríamos sido o que fomos no tempo da Navegação. Nos séculos que sucederam a ocupação Árabe, Portugal e Espanha estavam mais avançados do que o resto de europa a nível de matemática, astronomia e até higiene. Foi daí que veio muito do progresso que permitiu sermos pioneiros da expansão marítima.

    Mas lá está… Temos complexo de ser os pretos da Europa e por isso, estamos sempre a tentar afastar os Africanos e a tentar aproximar-nos dos loiros. Os Vigias deste mundo repudiam a emigração escura, mas depois querem emigrar para os países loiros e até vêm passar férias à santa terrinha de mercedes alugado.

    • Realmente…. há mesmo palermas para tudo!…
      Os emigrantes ilegais não eram do norte de África mas sim do médio-oriente (iranianos e sírios) e não são muito escuros – por isso até é possível que o tal “ovigia” até seja mais escudo do que eles!…
      Menos inteligente é, de certeza…
      .
      @ZAP: O nome do homem está errado: é Arne Viste (sem “h”).

    • O Senhor deveria de receber o Prémio Nobel da Paz, já que o dão a gente que nao merece nem palmas. Fez uma excelente reflexão da Europa em que vivemos atualmente, é muito egoísta e os Verdadeiros Europeus são os que estão dando exemplo para com a Solidariedade com os que mais precisam ante a maldita ganância de barões do petróleo, magnatas, governos Mediocres e miseráveis, enquanto estes paises emanam petróleo a torto e a direito.
      Parabéns ao Senhor Nobre e Pensador.

RESPONDER

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …