A New Horizons está a chegar ao objecto mais distante que já visitámos

JHUAPL / NASA

A New Horizons a meio caminho entre Úrano e Neptuno

A sonda New Horizons, da NASA, começou a preparar-se para um sobrevoo histórico: a 31 de dezembro, irá estudar e fotografar o misterioso Ultima Thule – o objeto mais distante que alguma vez tentámos visitar.

Depois de 9 anos de viagem, a New Horizons passou por Plutão em julho de 2015 e entrou em modo de hibernação a 21 de dezembro do ano passado, para preservar recursos. A semana passada, a sonda foi acordada pela equipa de operações da missão, do Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins (EUA), conforme o programado.

Agora, a New Horizons está a aproximar-se de Ultima Thule, a uma velocidade de mais de 1,2 milhões de quilómetros por dia. Quando ultrapassar este misterioso objecto, por volta do Ano Novo, a New Horizons deverá ter-nos fornecido informações vitais sobre como o nosso sistema solar se formou.

A sonda está a mais de 6 mil milhões de quilómetros de distância da Terra, viajando através da faixa gelada de detritos do sistema solar – a Cintura de Kuiper.

“A nossa equipa já está envolvida no planeamento e nas simulações do nosso próximo voo em Ultima Thule, e está muito empolgada com o facto de a New Horizons estar de novo activa”, explicou o líder da missão, Alan Stern, investigador do Southwest Research Institute em Boulder, nos EUA, em comunicado.

Nos próximos dois meses, a equipa irá testar os comandos da sonda, actualizar a sua memória, recuperar dados científicos sobre a Cintura de Kuiper e completar uma série de verificações de sistemas.

Após essas etapas iniciais, as operações de sobrevoo e observações distantes de Ultima Thule devem iniciar-se no final de agosto.

Ultima Thule

Oficialmente chamado 2014 MU69, Ultima Thule encontra-se localizado na Cintura de Kuiper. O seu nome, segundo Stern, tem orihgem numa frase nórdica que significa “além das fronteiras mais distantes”.

De fato, se a missão for bem-sucedida, será um recorde: Ultima Thule tornar-se-á o objeto mais longínquo alguma vez visitado pela humanidade, embora a New Horizons não seja a sonda espacial a viajar até mais longe. O título é detido pelas sondas Voyager 1 e 2.

Os cientistas não têm a certeza das dimensões exatas de Ultima Thule. No entanto, a NASA afirmou que parece ser uma rocha em forma de amendoim, e os cientistas suspeitam que tenha até 32 quilómetros de comprimento e 20 de largura.

A New Horizons poderá vir a manter o seu recorde durante décadas, já que nenhuma outra investigação está preparada para fazer uma jornada tão impressionante.

A sonda levou cerca de nove anos, a mais de 56.000 km/h, a chegar Plutão e à Cintura de Kuiper, uma região colossal para lá Neptuno com restos congelados e dispersos da formação do sistema solar. A zona também pode abrigar um planeta do tipo superterra ainda não descoberto.

“A Cintura de Kuiper é realmente o equivalente a uma escavação arqueológica da história do nosso sistema solar”, disse Stern à rádio WBUR. “Como é muito distante e a luz do sol é muito fraca lá fora, as temperaturas são muito baixas – quase zero absoluto. Isso permite a preservação de vestígios de material, intocado até hoje”.

Mal podemos esperar pelas revelações que a New Horizons nos vai trazer.

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O que é “transnetuniano”??? Não conheço tal expressão! Aliás, se porventura se pretender dizer que são objectos para lá da órbita de Neptuno, então deveria ser explicado que “são objectos para lá da órbita de Netuno”. Alguém conhece um planeta no nosso sistema solar denominado “Netuno”?? Que apareça o primeiro!
    O (des)Acordo Ortográfico no seu melhor. Aliás, como Egito e os seus naturais, os egípcios.

      • Tem, pois. E sabe por acaso por que se chamam escalabitanos (vem do nome romano Scallabis)? Ou, os de Braga, se chamarem bracarenses (vem do nome romano Bracara Augusta)? Pois, no caso dos egípcios, após o (des)Acordo Ortográfico, com o ajuste de Egipto para Egito, não soava bem alterar de egípcios para egícios. Ou parece-lhe bem, quer um quer o outro?

  2. Porque razão é que alguns leitores, ao invés de comentar os factos cientificos, se dão apenas ao trabalho de corrigir a gramática, sem adicionar qualquer valor ao artigo? Irra…

  3. Precisamente! De facto é irritante ver tantos erros ortográficos em algo que vai ser lido por milhares de pessoas, é mais uma das vergonhas do jornalismo actual, mas ainda mais irritante é ver a prontidão com que os leitores mostram os seus conhecimentos de português em artigos científicos, parabéns a todos, agora continuem a mostrar o vosso intelecto e digam-me quanto tempo demora o envio de cada comando para a sonda e o respectivo “feedback” é que à distância que ela está nada pode ser feito em tempo real. E era curioso perceber como se processa algo tão simples como “nos próximos dois meses, a equipa irá testar os comandos da sonda.”

    • Sim. Para a comunicação de ida e volta com a sonda são utilizadas frequências de rádio, que viajam aproximadamente à velocidade da luz, ou seja mais ou menos 297 mil km por segundo. As contas são de dividir. Essa coisa de testar comandos referir-se-á com certeza à verificação e confirmação da reação da sonda a blocos de programação pré-definidos. Foi assim na passagem por Plutão, pois já aí demasiado longe para tempo real. Tudo o que passa para lá da distância da Lua tem que ser mais ou menos assim.
      Talvez pudesse ter sido melhor explicado na notícia é certo.

  4. A radiação eletromagnética leva cerca de 6 horas até Ultima Thule. Creio que possa ser usado como parâmetro.

    Grafias:
    Como escrevi em outro comentário numa lista de discussão os comentários estarão melhor colocados;

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …