Netanyahu quer sanções pesadas para os atiradores de pedras (e seus pais)

Kremlin.ru / Wikimedia

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, anunciou hoje sanções mais pesadas contra atiradores de pedras (Intifada) depois do aumento de “ataques contra cidadãos e polícia” e três dias de confrontos no Monte do Templo, Esplanada das Mesquitas para muçulmanos.

“Foi decidido reforçar as medidas em diversas áreas: uma alteração das regras será examinada, assim como o estabelecimento de uma pena mínima para atiradores de pedras e pesadas multas para os menores – e seus pais – que cometam aqueles crimes”, disse o chefe do Governo israelita, no início de uma reunião de urgência com vários ministros e responsáveis pela segurança.

“Israel está comprometido em manter o ‘status quo’ do Monte do Templo, mas não vai permitir que amotinados impeçam os judeus de visitar o local”, disse Netanyahu.

A Intifada, ou guerra das pedras, é um levantamento palestiniano contra Israel nos territórios ocupados da faixa de Gaza e da Cisjordânia.

Os confrontos dos últimos dias começaram quando as autoridades israelitas entraram na mesquita de Al-Aqsa, numa perseguição a um grupo de palestinianos suspeitos de esconder explosivos na cidade.

A polícia israelita forçou a entrada na mesquita de Al-Aqsa, utilizando gás lacrimogéneo para dispersar “atiradores de pedras” palestinianos. Os confrontos alastram-se depois para a rua.

As forças de segurança israelitas decidiram então encerrar a Esplanada das Mesquitas ao culto, depois dos confrontos, que ocorreram a poucas horas do início do Ano Novo Judeu.

A Esplanada das Mesquitas, que inclui a mesquita Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha, é, depois de Meca e Medina, o terceiro lugar sagrado do Islão. É designada pelos muçulmanos como al-Haram al-Sharif, ou Nobre Santuário.

O lugar é igualmente venerado pelos judeus, como o Monte do Templo, sendo considerado o local mais sagrado do judaísmo.

Os palestinianos receiam que Israel esteja a tentar alterar as regras que regem o local. As autoridades israelitas desmentem qualquer intenção.

A Esplanada das Mesquitas rege-se por um ‘status quo’ herdado do conflito de 1967, segundo o qual tanto judeus quanto muçulmanos podem visitar o lugar sagrado com vista para a Cidade Velha de Jerusalém, mas os judeus não têm o direito de rezar no local.

As Nações Unidas e os Estados Unidos já pediram moderação às duas fações, enquanto a Jordânia, que tem a custódia dos lugares sagrados muçulmanos em Jerusalém ao abrigo de um acordo de paz assinado com Israel em 1994, alertou que a situação é melindrosa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças - mas vêm com um preço. As nossas …

Lotes de medicamentos para azia com possível carcinogénio retirados do mercado

O Infarmed ordenou este sábado a recolha e retirada imediata de uma série de lotes de medicamentos protetores gástricos contendo o princípio ativo ranitidina do mercado, depois de ter sido detetada a presença de uma …

Ator de Star Trek morre aos 50 anos

Aron Eisenberg, o Nog de Star Trek: Deep Space Nine, morreu este sábado, com apenas 50 anos. A causa de morte do ator ainda não foi revelada. Morreu Aron Eisenberg, ator que interpretou a personagem Nog, …

Mesmo que não beba, o seu fígado pode sofrer danos causados por álcool

A lesão hepática é uma das consequências bem conhecidas do consumo excessivo de álcool. Mas nem sempre é preciso beber para sofrer delas. Algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o nosso fígado sem lhe …

Colisão gigante de asteróides no Espaço provocou um boom de vida na Terra

Os asteróides desempenharam um "papel divino" na história da vida na Terra. Um novo estudo sugere que um gigantesco boom de biodiversidade na Terra, há cerca de 470 milhões de anos, poderá ter acontecido devido …

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …