Os neandertais eram marinheiros (muito antes dos homens modernos)

(dr) Johannes Krause / Museum of the Krapina Neanderthals

Recriação de uma cena da vida de um grupo de Neandertais

Os Neandertais terão conseguido construir barcos e navegar nos mares cerca de 50 mil anos antes dos humanos modernos. Há indícios arqueológicos que sugerem que os nossos “primos” primitivos atravessaram o Mar Mediterrâneo em barcos há 100 mil anos – ou então, nadavam muito bem.

Os Neandertais viveram entre há 300 mil anos até há cerca de 24 mil anos, deixando vestígios da sua passagem com artefactos encontrados no Médio Oriente e no Sul do continente europeu, nomeadamente ferramentas de pedra.

Há cerca de uma década, foram encontradas ferramentas semelhantes, datadas de há 130 mil anos, na ilha grega de Creta, que se sabe existir como ilha há cerca de 5 milhões de anos.

Posteriormente, objectos idênticos foram descobertos nas também ilhas mediterrânicas de Zakynthos, Lefkada e Kefalonia, igualmente pertencentes à Grécia.

E se há quem defenda que os Neandertais podem ter nadado entre estas ilhas, há quem note que, para isso, teriam que ser extremamente bons nadadores, pois estamos a falar de distâncias de cerca de 40 quilómetros.

Essas ilhas poderiam não ser ilhas quando os nossos “primos” primitivos andavam por cá. Mas o investigador George Ferentinos, da Universidade de Patras, na Grécia, descarta esta hipótese numa nova pesquisa publicada no Journal of Archaeological Science, onde garante que as ilhas já se tinham separado do continente há 100 mil anos.

A teoria de Ferentinos é que os Neandertais tiveram uma “cultura marítima durante dezenas de milhares de anos”, muito antes de os humanos modernos se estrearem nas aventuras pelos mares, há cerca de 50 mil anos, quando fizeram a travessia para a Austrália, nota a New Scientist.

O investigador Thomas Strasser, do Providence College em Rhode Island, nos EUA, que encontrou as ferramentas em Creta, acredita também nesta tese. Os Neandertais terão usado o Mar Mediterrâneo “como uma auto-estrada”, ao invés de o olharem “como uma barreira”, frisa Strasser na New Scientist.

Mas os Neandertais podem nem ter sido os primeiros hominídeos a navegar os mares. Há cientistas que defendem que os ancestrais dos humanos modernos usavam barcos há milhões de anos, como sugerem ferramentas de pedra encontradas na ilha das Flores, na Indonésia. Isto significa que o Homo erectus pode ter atravessado o mar até às Flores bem antes de os Neandertais terem aparecido, sublinha o site Phys.org.

O barco mais antigo que se conhece data de há cerca de 10 mil anos, atesta a Science. Mas a falta de provas dessas viagens de há milhões ou milhares de anos pode justificar-se pelo facto de os barcos, naquela altura, serem feitos de madeira, o que os levaria à completa deterioração há muito tempo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “… Os Neandertais terão conseguido construir barcos e navegar nos mares cerca de 50 anos …”

    Estamos mesmo a falar de 50 anos? não seriam 50 000 anos?

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …

Booking abandona a criptomoeda do Facebook

  Booking junta-se ao Mastercard, eBay, Visa, PayPal, Stripe e Mercado Pago e desiste do projeto da Associação Libra, promovida por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para a desenvolver a infraestrutura financeira que está na base …

Michael Jackson era "doente mental" e uma pessoa "perturbadora", diz Elton John

Elton John defende na sua autobiografia que Michael Jackson era "verdadeiramente doente mental" e uma pessoa "perturbadora", recordando os encontros que teve com o rei da pop, falecido em junho de 2009. O músico britânico escreveu …