Os nazis tinham naves espaciais e um avião “invisível” (e quase ganhavam a guerra)

A Alemanha nazi desenvolveu vários utensílios de tecnologia de ponta durante a II Guerra Mundial. Mas é pela vanguarda dos projetos militares dos derrotados que há sempre mais por explorar, principalmente no campo da aeronáutica.

Como relembra o ACB, os nazis fabricaram o primeiro avião a jato e bombardeiros gigantes capazes de viajar milhares de quilómetros sem reabastecer. O especialista e autor do livro “O Enigma Nazi”, José Lesta, disse que “o poder destrutivo e as técnicas utilizadas eram tão avançadas que até ao último momento Hitler ainda esperava dar um golpe surpresa aos aliados”.

O historiador acrescenta que se os planos dos nazis tivessem sido concluídos alguns meses antes, o rumo da II Guerra Mundial podia ter sido totalmente diferente. Pelas afirmações de José Lesta, é possível imaginar a quantidade de maquinaria pesada que a Alemanha tinha. Os nazis foram pioneiros na construção de várias aeronaves que fariam o mundo temer o céu.

Uma delas foi quase uma das primeiras naves espaciais da história. O objetivo desta invenção era responder à obsessão de Hitler em bombardear os Estados Unidos, o que era quase impossível, já que nos anos 40 nenhum avião conseguia ter autonomia para se deslocar os 6 mil quilómetros entre a Alemanha e os Estados Unidos.

O processo de ataque era complexo e consistia em carregar a aeronave com uma bomba com cinco toneladas de urânio radioativo. “Uma vez lançada em Nova York, cairia uma nuvem radioativa sobre a cidade, o que seria fatal para a maioria dos habitantes”, explicou Lesta. Mas a derrota dos nazis para os aliados impediu que o plano fosse para a frente.

O primeiro caça jato operacional do mundo chamava-se Messerschmitt Me 262 e simbolizou uma mudança radical no panorama bélico aéreo. Este motor a jato deu maior velocidade aos aviões, no tempo em que todos tinham hélices. Podiam voar mais alto, mais rápido e reabastecer menos vezes.

“Os aliados não acreditaram no que viram. Enquanto se moviam lentamente com antigas hélices, o alemão Messerschmitt navegava pelos céus a 850 quilómetros por hora, uma velocidade nunca vista”, escreve Lesta. Mas, mais uma vez, a tecnologia chegou tarde demais. O número de Messerschmitt Me 262 era muito inferior ao número de aeronaves dos aliados.

A primeira aeronave em forma de asa delta foi criada pelos irmãos Reimar e Walter Horten e foi dos últimos projetos aéreos dos nazis completamente “fora da caixa”. A dupla criou este avião porque descobriu, após vários testes, que oferecia menos resistência ao vento. Deste modo, percorria uma distancia maior sem precisar de combustível.

Para além do formato inovador, este avião era invisível aos radares americanos. Lesta conta que “a superfície do bombardeiro teria uma camada de cola especial baseada em carbono, que seria indetetável para os radares americanos da época. Os irmãos Horten construiram a primeira aeronave invisível aos radares quase meio século antes dos americanos”.

O objetivo do uso desta aeronave era, mais uma vez, cumprir o sonho de Hitler: bombardear os Estados Unidos. “O Ho 18 devia descolar de uma base secreta alemã fazendo uma viagem de ida e volta à costa leste norte-americana.

Numa só tentativa e sem escalas, teria de atravessar o Atlântico para chegar a Nova York, depois soltaria “uma única bomba de quatro toneladas e retornaria imediatamente para a Alemanha sem reabastecer. A velocidade do avião deve ser muito alta, pelo menos mil quilómetos por hora”, acrescenta o especialista. Porém, os aliados descobriram a tempo a oficina dos Horten.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Tretas! O máximo que os alemães conseguiram foi criar os foguetões V1 e V2, propulsionados a álcool, com que bombardearam a Grã-bretanha.

    “(…) carregar a aeronave com uma bomba com cinco toneladas de urânio radioativo. Uma vez lançada em Nova York, cairia uma nuvem radioativa sobre a cidade, o que seria fatal para a maioria dos habitantes.”

    Seria fatal ao fim de quantos anos? E morreriam como? Cancro da tiróide?

RESPONDER

OSIRIS-REx recolheu demasiadas amostras do Bennu (e está a perder parte delas)

A NASA revelou que a sonda OSIRIS-REx conseguiu recolher uma grande amostra de partículas do asteróide Bennu - tanto material que fez com que a tampa do compartimento não fechasse corretamente. Na semana passada, a sonda …

Cientistas captam atmosfera de um extraordinário exoplaneta que não deveria existir

Uma equipa de cientistas da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, captou a atmosfera de um exoplaneta "que não deveria existir" ao analisar dados do telescópio TESS da agência espacial norte-americana (NASA). O planeta em causa …

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …

OE2021. Uma morte anunciada da geringonça e o temor das coligações negativas

Já há confirmação de que a proposta do Orçamento do Estado para 2021 vai ser aprovada na generalidade, esta quarta-feira. O primeiro-ministro já só pensa na discussão na especialidade, na qual se avizinham os maiores …