Missão histórica da NASA vai “tocar” o Sol para estudar a sua atmosfera

A agência espacial norte-americana anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma sonda que chegará à distância mais próxima da superfície solar jamais alcançada pela tecnologia humana, para estudar as características físicas da atmosfera do Sol.

Segundo o chefe do programa de missões da NASA, Thomas Zurbuchen, a sonda foi baptizada “Parker”, em homenagem a Eugene Parker, o astrofísico que desenvolveu a teoria dos ventos solares supersónicos.

“A Parker Solar Probe irá passar a cerca de 7 milhões de quilómetros do Sol – o que é quase 8 vezes mais próximo do Sol do que a órbita de Mercúrio – e fornecerá pormenores incríveis da dinâmica da atmosfera solar”, disse Jonathan Lunine, director do Centro de Astrofísica e Ciências Planetárias da Universidade de Cornell e conselheiro da NASA.

Até agora, várias sondas espaciais se aproximaram da estrela central do nosso Sistema Solar para estudar os ventos solares e a coroa solar – a camada mais larga e externa da atmosfera solar – mas nunca estiveram a uma distância tão próxima, o que poderá responder a muitas questões sobre o comportamento do Sol.

A sonda Solar Parker foi projectada para obter dados num ambiente de temperaturas extremas, com muita quantidade de radiação, e chega a alcançar uma velocidade de 200 quilómetros por segundo, o que permitiria que se deslocasse da Terra à Lua em meia hora.

“Até agora, os materiais para que esta missão fosse possível não existiam“, disse o cientista Nicola Fox, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade John Hopkins, responsável por desenvolver parte dos componentes do equipamento.

Lançar uma sonda que chegue até o Sol era, até hoje, uma missão impossível. Para causar um impacto na superfície solar, a sonda deveria ser capaz de atingir uma velocidade de 30 quilómetros por segundo na direcção contrária da velocidade orbital da terra ao redor do Sol, mas a tecnologia de foguetes espaciais actuais só permite um terço disso.

Para se aproximar do Sol e orbitá-lo a uma distância tão curta, a Sonda Solar Parker será acelerada pelo Delta IV Heavy, o foguete em serviço com a maior potência existente, e irá aproveitar a gravidade de Vénus até 2025, para depois alcançar a atmosfera do Sol.

Várias sondas lançadas desde os anos 60 confirmaram as teorias sobre o campo magnético do Sol e a existência de ventos solares, além de permitirem observar o comportamento da coroa solar, que atinge temperaturas mais altas que a superfície da estrela central do Sistema Solar.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …

Conselho Europeu termina sem acordo sobre Orçamento

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou, esta sexta-feira, sem acordo. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, lamentou este desfecho e sublinhou que os líderes dos 27 Estados-membros …

Absolvidos médicos que não detetaram tumor cerebral em jovem de 19 anos

O Tribunal da Relação do Porto absolveu os quatro médicos que não diagnosticaram um tumor cerebral a uma jovem que acabou por morrer. O caso de Sara Moreira, a jovem de 19 anos que morreu com …

Isabel dos Santos está 100 milhões mais "pobre" (e uma das suas empresas em Portugal tenta evitar a falência)

A fortuna de Isabel dos Santos está avaliada em 2,2 mil milhões de dólares, o que a mantém como a mulher mais rica de África, mas a empresária angolana perdeu 100 milhões de dólares em …

Polícia indiana vai proteger Trump com fisgas (por causa dos macacos selvagens)

Polícia armada com catapultas foi designada para proteger o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de macacos selvagens durante a sua visita ao Taj Mahal, na Índia. Entre 500 e 700 macacos rhesus vivem no mausoléu …

Análises negativas a dois passageiros do navio Westerdam que chegaram a Lisboa

Dois residentes em Portugal que eram passageiros do navio MS Westerdam, que esteve atracado no Camboja, foram submetidos a análises laboratoriais para o novo coronavírus e os resultados foram negativos. Num comunicado divulgado hoje no seu …

Morreu o escritor Vasco Pulido Valente

O escritor e cronista morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos de idade, em Lisboa. O Público, jornal no qual foi cronista desde a sua fundação, confirmou junto de fonte familiar que Vasco Pulido Valente morreu, esta …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta na Alemanha para construir fábrica

A justiça alemã permitiu à Tesla, empresa liderada por Elon Musk, destruir 92 hectares na Alemanha para construir uma fábrica de grandes dimensões. Esta será a sua primeira fábrica na Europa. Como informou o Deutsche Welle, citado …

Covid-19. Autocarros com ucranianos retirados da China recebidos à pedrada

Dezenas de manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, esta quinta-feira, numa localidade no centro da Ucrânia, onde 70 pessoas vão ficar sob quarentena depois de terem regressado da China. Com receio da propagação do Covid-19, …