Missão histórica da NASA vai “tocar” o Sol para estudar a sua atmosfera

A agência espacial norte-americana anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma sonda que chegará à distância mais próxima da superfície solar jamais alcançada pela tecnologia humana, para estudar as características físicas da atmosfera do Sol.

Segundo o chefe do programa de missões da NASA, Thomas Zurbuchen, a sonda foi baptizada “Parker”, em homenagem a Eugene Parker, o astrofísico que desenvolveu a teoria dos ventos solares supersónicos.

“A Parker Solar Probe irá passar a cerca de 7 milhões de quilómetros do Sol – o que é quase 8 vezes mais próximo do Sol do que a órbita de Mercúrio – e fornecerá pormenores incríveis da dinâmica da atmosfera solar”, disse Jonathan Lunine, director do Centro de Astrofísica e Ciências Planetárias da Universidade de Cornell e conselheiro da NASA.

Até agora, várias sondas espaciais se aproximaram da estrela central do nosso Sistema Solar para estudar os ventos solares e a coroa solar – a camada mais larga e externa da atmosfera solar – mas nunca estiveram a uma distância tão próxima, o que poderá responder a muitas questões sobre o comportamento do Sol.

A sonda Solar Parker foi projectada para obter dados num ambiente de temperaturas extremas, com muita quantidade de radiação, e chega a alcançar uma velocidade de 200 quilómetros por segundo, o que permitiria que se deslocasse da Terra à Lua em meia hora.

“Até agora, os materiais para que esta missão fosse possível não existiam“, disse o cientista Nicola Fox, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade John Hopkins, responsável por desenvolver parte dos componentes do equipamento.

Lançar uma sonda que chegue até o Sol era, até hoje, uma missão impossível. Para causar um impacto na superfície solar, a sonda deveria ser capaz de atingir uma velocidade de 30 quilómetros por segundo na direcção contrária da velocidade orbital da terra ao redor do Sol, mas a tecnologia de foguetes espaciais actuais só permite um terço disso.

Para se aproximar do Sol e orbitá-lo a uma distância tão curta, a Sonda Solar Parker será acelerada pelo Delta IV Heavy, o foguete em serviço com a maior potência existente, e irá aproveitar a gravidade de Vénus até 2025, para depois alcançar a atmosfera do Sol.

Várias sondas lançadas desde os anos 60 confirmaram as teorias sobre o campo magnético do Sol e a existência de ventos solares, além de permitirem observar o comportamento da coroa solar, que atinge temperaturas mais altas que a superfície da estrela central do Sistema Solar.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia está a negociar a troca de espiões ao estilo do que acontecia na Guerra Fria

A Rússia, a Noruega e a Lituânia realizaram recentemente uma troca de espiões, garantindo o retorno de vários agentes capturados aos seus países de origem. De acordo com chefe da contrainteligência lituana, citado pelo Moscow Times, …

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …