NASA quer enviar submarino autónomo para explorar Titã, a maior lua de Saturno

A NASA está a planear construir e enviar um submarino exploratório autónomo para navegar nos mares de Titã, o maior de mais de 60 satélites naturais que orbitam Saturno, e descobrir definitivamente o que existe por lá.

Titã é o segundo maior satélite de todo o Sistema Solar e o único conhecido por ter uma densa atmosfera, semelhante a um planeta. Além disso, é o único objeto espacial, além da Terra, a ter evidência nítida de existência de líquidos na sua superfície.

Acredita-se que Titã possua lagos de hidrocarbonetos, vulcões congelados e rios de metano líquido que se comportam quase como a água na Terra, evaporando e condensando, causando chuvas num ciclo eterno.

Estas informações foram reveladas em 2005, quando a NASA enviou para lá a sonda Huygens, que tirou as primeiras fotografias da superfície do planeta. Apesar da baixa definição das imagens capturadas, muitos astrónomos acreditam que Titã seja um possível hospedeiro de vida microbiana extraterrestre.

A agência revelou os seus planos de explorar Titã durante o simpósio NASA Innovative Advanced Concepts (NIAC), organizado na semana passada nos EUA. No evento, a agência explicou que o envio de um submarino inteligente e autónomo para o satélite natural de Saturno deverá provar (ou desmentir) que os oceanos que cobrem a superfície da lua são compostos de metano e etano.

O submarino estudado pela equipa do NASA Glenn Research Center contaria com uma enorme cauda que permitiria o veículo a se comunicar diretamente com receptores instalados na Terra, enviando sinais a uma distância de mais ou menos 1,42 mil milhões de quilómetros.

O submarino robótico teria seis metros de comprimento e conseguiria afundar ou emergir ao absorver ou expulsar o líquido do oceano de Titã, o que o ajudaria a economizar combustível, já que seria equipado com uma quantidade limitada de combustível a partir do momento em que saísse da Terra.

Todos os tipos de equipamentos meteorológicos disponíveis (como sensores, radares e sonares, além de câmeras fotográficas) seriam usados para equipar o veículo a fim de que consiga recolher e enviar a maior quantidade possível de dados sobre o maior satélite natural de Saturno.

Uma das vantagens de usar um submarino para explorar Titã é a versatilidade do aparelho. Quando estivesse à superfície, o submarino conseguiria medir ondas, analisar a atmosfera e os ventos da lua. Submerso, ele seria capaz de testar a composição e recolheria diversas amostras do fundo do mar titânico.

“Se conseguirmos mergulhar até o fundo do mar titânico nalgumas áreas e trazer amostras para descobrir as suas características, isso pode-nos dizer muito sobre o ambiente em que nos encontramos”, explica o investigador Michael Paul, diretor de Sistemas Espaciais da Penn State University.

Para começar a viabilizar o projeto, a NASA precisa receber da sonda Cassini informações mais detalhadas sobre o satélite. A expectativa é que em março de 2017 o projeto seja avaliado pelos gestores da NASA.

No entanto, ainda deverá levar bastante tempo até que a agência espacial norte-americana veja o projeto em ação: a primeira missão exploratória a Titã está programada para acontecer somente em 2038.

Canal Tech

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Carlos, isso não é da responsabilidade da Nasa. Há outros organismos para isso.
    E os oceanos por cá são bem mais conhecidos do que imaginamos.
    Cumprimentos.

RESPONDER

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …

"É uma treta". Ronaldo publica (e depois apaga) crítica a teste à covid-19

O futebolista Cristiano Ronaldo, capitão da seleção portuguesa, modificou a publicação efetuada esta quinta-feira no Instagram, tendo retirado a frase “PCR é uma treta”, em referência ao teste de despiste à presença do novo coronavírus. Um …

PSD confiante em geringonça, mas Ventura lembra que não tem "duas caras". Carlos César quer PS no poder

Com a solução governativa dos Açores em aberto, André Ventura já disse que está fora de questão integrar uma geringonça com "partidos do sistema", mas admite viabilizar um Governo do PSD na região com algumas …

Lage rasga elogios a João Félix. "Vai ser uma das referências do futebol europeu e mundial"

O antigo técnico do Benfica Bruno Lage teceu rasgados elogios ao internacional português João Félix, que esta terça-feira somou dois golos e fez uma boa exibição no jogo do Atlético de Madrid frente ao RB …

"Sentimo-nos em Itália". Médicos do Tâmega e Sousa contradizem hospital e reiteram situação de rutura

Médicos do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) ouvidos pelo semanário Expresso reiteram que os hospitais que integram o centro, o de Penafiel e o de Amarante, se encontram perto da rutura, contradizendo a …

Vieira reeleito em votação histórica para o sexto (e último) mandato

O presidente do Benfica esta quarta-feira eleito para um sexto mandato, manifestou "orgulho" por vencer o ato eleitoral mais concorrido da história do clube e apelou a que os benfiquistas "respeitem os resultados" do escrutínio. "Vencer …

Bélgica anuncia confinamento parcial. Ministro visita hospital e mostra-se "chocado" com o que viu

O chefe do governo federal na Bélgica anunciou ontem novas medidas de confinamento que entraram em vigor à meia-noite em todo o território. Em causa está uma crescente preocupação com o aumento de infetados que, …

O caso mais antigo de osteopetrose foi descoberto no esqueleto de um homem da Idade do Ferro

Uma equipa de cientistas alemães descobriu o caso mais antigo conhecido de osteopetrose, ou doença dos "ossos da pedra", nos restos mortais de um homem de 20 anos da Idade do Ferro. A osteopetrose é uma …

Orçamento sem favas contadas. Governo depende mais do PCP (que aproveita para apertar o cerco)

A aprovação do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, que contou com o voto contra do Bloco de Esquerda e a abstenção do PCP, deixou o Governo mais dependente da apreciação final do documento …

Oito em cada 10 portugueses é a favor do recolher obrigatório. Metade rejeita novo confinamento

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e TSF concluiu que a maioria dos portugueses é favor de que Portugal adote o recolher obrigatório, mas é contra um novo confinamento. De acordo com a …