NASA quer enviar submarino autónomo para explorar Titã, a maior lua de Saturno

A NASA está a planear construir e enviar um submarino exploratório autónomo para navegar nos mares de Titã, o maior de mais de 60 satélites naturais que orbitam Saturno, e descobrir definitivamente o que existe por lá.

Titã é o segundo maior satélite de todo o Sistema Solar e o único conhecido por ter uma densa atmosfera, semelhante a um planeta. Além disso, é o único objeto espacial, além da Terra, a ter evidência nítida de existência de líquidos na sua superfície.

Acredita-se que Titã possua lagos de hidrocarbonetos, vulcões congelados e rios de metano líquido que se comportam quase como a água na Terra, evaporando e condensando, causando chuvas num ciclo eterno.

Estas informações foram reveladas em 2005, quando a NASA enviou para lá a sonda Huygens, que tirou as primeiras fotografias da superfície do planeta. Apesar da baixa definição das imagens capturadas, muitos astrónomos acreditam que Titã seja um possível hospedeiro de vida microbiana extraterrestre.

A agência revelou os seus planos de explorar Titã durante o simpósio NASA Innovative Advanced Concepts (NIAC), organizado na semana passada nos EUA. No evento, a agência explicou que o envio de um submarino inteligente e autónomo para o satélite natural de Saturno deverá provar (ou desmentir) que os oceanos que cobrem a superfície da lua são compostos de metano e etano.

O submarino estudado pela equipa do NASA Glenn Research Center contaria com uma enorme cauda que permitiria o veículo a se comunicar diretamente com receptores instalados na Terra, enviando sinais a uma distância de mais ou menos 1,42 mil milhões de quilómetros.

O submarino robótico teria seis metros de comprimento e conseguiria afundar ou emergir ao absorver ou expulsar o líquido do oceano de Titã, o que o ajudaria a economizar combustível, já que seria equipado com uma quantidade limitada de combustível a partir do momento em que saísse da Terra.

Todos os tipos de equipamentos meteorológicos disponíveis (como sensores, radares e sonares, além de câmeras fotográficas) seriam usados para equipar o veículo a fim de que consiga recolher e enviar a maior quantidade possível de dados sobre o maior satélite natural de Saturno.

Uma das vantagens de usar um submarino para explorar Titã é a versatilidade do aparelho. Quando estivesse à superfície, o submarino conseguiria medir ondas, analisar a atmosfera e os ventos da lua. Submerso, ele seria capaz de testar a composição e recolheria diversas amostras do fundo do mar titânico.

“Se conseguirmos mergulhar até o fundo do mar titânico nalgumas áreas e trazer amostras para descobrir as suas características, isso pode-nos dizer muito sobre o ambiente em que nos encontramos”, explica o investigador Michael Paul, diretor de Sistemas Espaciais da Penn State University.

Para começar a viabilizar o projeto, a NASA precisa receber da sonda Cassini informações mais detalhadas sobre o satélite. A expectativa é que em março de 2017 o projeto seja avaliado pelos gestores da NASA.

No entanto, ainda deverá levar bastante tempo até que a agência espacial norte-americana veja o projeto em ação: a primeira missão exploratória a Titã está programada para acontecer somente em 2038.

Canal Tech

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Carlos, isso não é da responsabilidade da Nasa. Há outros organismos para isso.
    E os oceanos por cá são bem mais conhecidos do que imaginamos.
    Cumprimentos.

RESPONDER

Elisa Ferreira vai tutelar fundos distribuídos pelo marido. PE reunido para analisar "conflito de interesses"

A comissária portuguesa vai gerir a pasta que integra os fundos distribuídos pelo marido, presidente da CCDRN. Eurodeputados falam em conflito de interesses. A Comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu (PE) está reunida em Estrasburgo, …

​ERSE diz que "não tem capacidade" para analisar preço dos combustíveis

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) admitiu que não tem capacidade para analisar o preço dos combustíveis, afirmou a presidente do regulador, Cristina Portugal, em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e …

Autarca de Amarante nega ter participado em viagem à Turquia

A Câmara de Amarante informou hoje que "nenhum autarca" do município participou numa viagem à Turquia, paga por uma empresa investigada pelo Ministério Público (MP). Em comunicado enviado ao ZAP, a câmara refere que o presidente …

Primeiros humanos talhavam elefantes com ferramenta de 5 centímetros

Retirar o máximo de carne possível de uma carcaça era algo importante há milhares de anos atrás. Para um melhor aproveitamento, eram usadas lâminas de apenas cinco centímetros, que os arqueólogos ignoraram até agora. Normalmente, ao …

Trudeau pediu desculpa por ter escurecido tom de pele em festa em 2001

Em 2001, Justin Trudeau escureceu o tom de pele para um baile de máscaras. Agora, o primeiro-ministro do Canadá reconhece que não o devia ter feito. O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, disse esta quinta-feira que "lamenta …

Práticas da EDP Produção custaram 140 milhões de euros aos consumidores

As práticas da EDP Produção no mercado que levaram a Autoridade da Concorrência a aplicar uma multa de 48 milhões de euros terão custado 140 milhões de euros aos consumidores, adiantou o regulador. "Estima-se que a …

Dragões de Komodo têm uma "armadura" debaixo da pele

Um novo estudo mostra que debaixo da sua pele escamosa, os dragões de Komodo estão quase todos cobertos por uma armadura de pequenos ossos. Os dragões de Komodo (Varanus komodoensis) são conhecidos por serem fortes, rápidos …

Venda de João Félix vai ter impacto de 100 milhões de euros nas contas do Benfica em 2020

A venda de João Félix ao Atlético Madrid vai ter um impacto na ordem dos 100 milhões nos resultados do Benfica no próximo exercício (2019/20). "A venda do João Félix vai ter influência no exercício 2019/20, …

Pelo menos 15 mortos e 70 feridos em atentado no sul do Afeganistão

Pelo menos 15 pessoas morreram e 70 ficaram feridas, esta quinta-feira, num atentado ao lado de um hospital na cidade de Qalat, no sul do Afeganistão. O ataque ocorreu cerca das 06h00 desta quinta-feira (03h00 em Lisboa), …

Justiça absolve ex-responsáveis da operadora da central nuclear de Fukushima

Um tribunal japonês absolveu, esta quinta-feira, três antigos responsáveis da operadora da central japonesa de Fukushima, que estavam acusados de não terem tomado as medidas necessárias para evitar o desastre nuclear. O tribunal distrital de Tóquio …