NASA adia para domingo o lançamento da sonda que vai “tocar” no Sol

A NASA decidiu adiar o lançamento da sonda Parker devido a um problema com a pressão de gás hélio na nave. O lançamento está agora marcado para domingo.

Estava já tudo preparado até que o relógio foi interrompido. O lançamento da Sonda Solar Parker, a partir do Cabo Canaveral, na Florida, estava previsto para as 3h33 (8h53, hora de Lisboa), com uma janela de oportunidade de 65 minutos que acabou por fechar.

Quando faltavam apenas quatro minutos para o lançamento, o relógio foi interrompido para resolver problemas que foram identificados na reta final. O relógio foi reiniciado por volta das 9h24, mas parou dois minutos depois e voltou atrás, aos quatro minutos. Segundo o Observador, o lançamento foi assim adiado por cerca de 24 horas.

As duas tentativas realizadas pela agência espacial foram adiadas devido a problemas de pressão relacionados com as botijas de gás hélio, verificados minutos antes da descolagem.

O lançamento da Parker foi assim adiado para este domingo para as 3h31 locais. Caso os problemas persistam, a tentativa seguinte irá acontecer na segunda-feira.

A janela de tempo tão pequena deve-se ao facto de o primeiro destino ser Vénus. Além disso, é preciso reduzir a exposição da Parker ao Cinturão de Van Allen que lhe poderia causar danos, visto que é um cinturão de partículas carregadas, transportadas por ventos solares, que são capturadas pelo campo magnético da Terra.

Como seria de esperar, enviar uma sonda em direção ao Sol tem vários desafios, sendo que o primeiro é contrariar o movimento da Terra. Como o nosso planeta descreve uma órbita em torno do Sol, qualquer objeto lançado para fora da atmosfera tem tendência a seguir essa órbita.

No entanto, se assim fosse, a Parker nunca chegaria ao destino. Para contrariar essa força, é preciso 55 vezes mais energia para lançar uma sonda em direção ao Sol do que para Marte. Aliás, é por este motivo que se justifica a escolha do foguetão Delta IV Heavy, pela necessidade de impulsão da sonda e pela capacidade de acomodar um terceiro sistema de propulsão.

A NASA adianta ainda que, caso o lançamento não se realize até segunda-feira, há uma janela para o lançamento bem sucedido até ao dia 23 de agosto. Este período de tempo é considerado determinante por que a sonda vai depender da gravidade de Vénus para a colocar na direção certa rumo ao Sol.

Seis semanas após o lançamento, a Parker vai encontrar a gravidade do planeta Vénus que vai servir para abrandar a sua velocidade e, assim, orientá-la no caminho certo.

A Sonda Solar Parker vai aproximar-se da superfície do Sol como nunca antes uma sonda o fez , permitindo obter as observações mais próximas de uma estrela.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …