NASA adia para domingo o lançamento da sonda que vai “tocar” no Sol

A NASA decidiu adiar o lançamento da sonda Parker devido a um problema com a pressão de gás hélio na nave. O lançamento está agora marcado para domingo.

Estava já tudo preparado até que o relógio foi interrompido. O lançamento da Sonda Solar Parker, a partir do Cabo Canaveral, na Florida, estava previsto para as 3h33 (8h53, hora de Lisboa), com uma janela de oportunidade de 65 minutos que acabou por fechar.

Quando faltavam apenas quatro minutos para o lançamento, o relógio foi interrompido para resolver problemas que foram identificados na reta final. O relógio foi reiniciado por volta das 9h24, mas parou dois minutos depois e voltou atrás, aos quatro minutos. Segundo o Observador, o lançamento foi assim adiado por cerca de 24 horas.

As duas tentativas realizadas pela agência espacial foram adiadas devido a problemas de pressão relacionados com as botijas de gás hélio, verificados minutos antes da descolagem.

O lançamento da Parker foi assim adiado para este domingo para as 3h31 locais. Caso os problemas persistam, a tentativa seguinte irá acontecer na segunda-feira.

A janela de tempo tão pequena deve-se ao facto de o primeiro destino ser Vénus. Além disso, é preciso reduzir a exposição da Parker ao Cinturão de Van Allen que lhe poderia causar danos, visto que é um cinturão de partículas carregadas, transportadas por ventos solares, que são capturadas pelo campo magnético da Terra.

Como seria de esperar, enviar uma sonda em direção ao Sol tem vários desafios, sendo que o primeiro é contrariar o movimento da Terra. Como o nosso planeta descreve uma órbita em torno do Sol, qualquer objeto lançado para fora da atmosfera tem tendência a seguir essa órbita.

No entanto, se assim fosse, a Parker nunca chegaria ao destino. Para contrariar essa força, é preciso 55 vezes mais energia para lançar uma sonda em direção ao Sol do que para Marte. Aliás, é por este motivo que se justifica a escolha do foguetão Delta IV Heavy, pela necessidade de impulsão da sonda e pela capacidade de acomodar um terceiro sistema de propulsão.

A NASA adianta ainda que, caso o lançamento não se realize até segunda-feira, há uma janela para o lançamento bem sucedido até ao dia 23 de agosto. Este período de tempo é considerado determinante por que a sonda vai depender da gravidade de Vénus para a colocar na direção certa rumo ao Sol.

Seis semanas após o lançamento, a Parker vai encontrar a gravidade do planeta Vénus que vai servir para abrandar a sua velocidade e, assim, orientá-la no caminho certo.

A Sonda Solar Parker vai aproximar-se da superfície do Sol como nunca antes uma sonda o fez , permitindo obter as observações mais próximas de uma estrela.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Área Metropolitana de Lisboa em contingência até ao fim de agosto

O Governo vai manter a Área Metropolitana de Lisboa (AML) em situação de contingência até ao final de agosto, apurou o jornal Observador junto do Executivo socialista liderado por António Costa. De acordo com o …

Sindicato vai processar Ryanair por assédio laboral e discriminação

O Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) vai processar a Ryanair por assédio laboral e discriminação, exigindo a restituição de créditos laborais, após a resolução de contratos por justa causa, disse …

Em Itália, preparar o regresso às escolas inclui serras afiadas

Itália, o primeiro epicentro de covid-19 fora da China, usou um regime agressivo de testes e uso de máscaras para conter uma segunda vaga no país. Agora, as escolas estão a preparar-se para receber, no …

Marcelo promulga Estatuto do Antigo Combatente e veta alterações ao direito de petição

O Presidente da República promulgou o novo Estatuto do Antigo Combatente, aprovado por larga maioria no parlamento em 23 de julho, desejando tratar-se de “o início de um caminho” e não “o seu termo”. Em nota …

O céu de Wuhan iluminou-se com 400 drones para homenagear a população

O céu de Wuhan, cidade chinesa onde se pensa ter surgido o novo coronavírus, em dezembro de 2019, foi iluminado, este domingo, com 400 drones para homenagear os habitantes. De acordo com o vídeo da CGTN, …

Vila do Conde revela que tem 173 casos ativos no concelho

A Câmara de Vila do Conde, do distrito do Porto, revelou esta quarta-feira que existem 173 casos ativos de covid-19 no concelho e que já está em marcha um plano de apoio à população, assim …

Descarrilamento de comboio na Escócia faz pelo menos três mortos

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas em consequência do descarrilamento de um comboio de passageiros na Escócia, anunciou a polícia escocesa, citada pela agência Lusa. O acidente ocorreu 160 quilómetros a nordeste de Edimburgo. Numa primeira …

Temido garante que "não haverá exceções" para o Avante (e pede cautela com vacina russa)

A ministra da Saúde defendeu esta quarta-feira que a lotação da Festa do Avante!, organizada pelo PCP, terá este ano que ser inferior à capacidade máxima de 100 mil pessoas do recinto no Seixal, por …

Trump pondera impedir entrada de residentes suspeitos de exposição à covid-19

A Administração norte-americana está a ponderar barrar a reentrada no país a cidadãos norte-americanos ou residentes legais suspeitos de terem sido expostos ao novo coronavírus. De acordo com o Jornal Económico, que cita o jornal New …

Pelo menos 42 feridos em Beirute em confrontos entre polícia e manifestantes

Pelo menos 42 pessoas ficaram feridas, esta terça-feira, em confrontos entre manifestantes e a polícia, pelo quarto dia consecutivo, nas proximidades do Parlamento em Beirute. De acordo com a Cruz Vermelha libanesa, dos pelo menos 42 …