Alerta: não estamos a aplicar protetor solar como devíamos

O protetor solar não nos protege tanto como pensávamos. De acordo com um estudo, a falha não está relacionada com a qualidade do produto, mas com a forma como este é aplicado.

Segundo o estudo, publicado esta terça-feira na revista Acta Dermato-Venereology, as pessoas tendem a não aplicar uma camada de creme espessa o suficiente de forma a obter todos os benefícios da proteção solar.

Os cientistas apontam que quando um creme com um fator de proteção solar (FPS) 50 é aplicado de uma forma “comum” – ou seja, é aplicada uma camada relativamente fina – fornece, no máximo, 40% da proteção esperada. Ou seja, com uma má aplicação perde-se mais de metade da proteção esperada.

“Não há dúvidas que o protetor solar fornece uma importante proteção contra o impacto dos raios ultra-violeta do sol que podem causar cancro”, explicou no artigo o professor do Instituo de Dermatologia do King’s College de Londres, no Reino Unido, Antony Young.

Acrescentando, no entanto, “que a pesquisa mostra é que a forma como o protetor solar é aplicado desempenha uma papel importante ao determinar quão eficaz a proteção será”, explicou.

É do senso comum que aplicar pouco protetor solar pode causar queimaduras e danos na pele. Porém, este novo estudo é um dos primeiros a avaliar a quantidade de danos que são causados no ADN da pele quando as pessoas aplicam o protetor da forma “típica” – isto é, quando as pessoas aplicam quantidades menores do que as utilizadas pelos fabricantes deste produtos quando testam os protetores solares para determinar a sua classificação SPF.

A quantidade certa de protetor solar – a que é aplicada pelos fabricantes durante os testes – é de dois miligramas por centímetro quadrado (2 mg/cm2), aponta a investigação.

O estudo envolveu 16 pessoas com pele clara que foram expostas à radiação ultravioleta que simulou a luza solar. No procedimento experimental, apenas uma pequena parte da pele dos participantes foi exposta à radiação.

O protetor solar foi aplicado na pele da amostra com diferentes espessuras – desde 0,75 mg/cm2 (que representa o uso “comum”) até à dose recomendada, de 2 mg/cm2.

Alguns dos participantes foram expostos à radiação ultra violeta durante cinco dias consecutivos, de forma a imitar as condições de exposição solar mais comuns durante as férias. Os cientistas também variam a intensidade da radiação de baixa a alta.

No final da experiência, os investigadores fizeram biopsias à pele que foi exposta à radiação. As conclusões mostraram a existência de danos consideráveis no ADN nas zonas que não receberam proteção solar, mesmo que a radiação usada nessas mesmas áreas fosse baixa. Por questões éticas, a dose de radiação usada na pele desprotegida foi mínima, de forma a não provocar queimaduras solares.

De acordo com os investigadores, um só dia de exposição à radiação sem qualquer filtro solar causou mais danos do que cinco dias consecutivos com a dose recomendada de protetor solar (2 mg/cm2).

Assim, os resultados “demonstram que as mensagens de saúde pública devem apelar à correta aplicação do protetor solar para obter o máximo de benefícios e proteção”, argumentaram os investigadores.

De acordo com um outro estudo, publicado em 2002 na revista JAMA Dermatology, para obter a camada certa, as pessoas devem usar cerca de 35 mililitros de protetor solar para o corpo inteiro.

Tendo em conta que as pessoas aplicam uma quantidade menor do que deviam, os investigares recomendam que os consumidores usem um protetor com FPS superior ao que acham mais indicado para a sua pele.

“Em teoria, um FPS 15 deveria suficiente para proteger a pele da maioria das pessoas. No entanto, sabemos que na realidade precisamos de um fato de proteção solar mais elevado” de 30 ou mais, disse Nina Goad, da Associação Britânica de Dermatologistas.

Goad disse ainda que as pessoas não devem confiar apenas no protetor solar, explicando que “também devemos recorrer a roupas e procurar as sombras” para aumentar a proteção, concluiu.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Tendo a concordar com o artigo e com a opinião dos especialistas, na medida que os humanos vêm equipados com balança de precisão nas mãos, qual Bimby biológica, pelo que não se percebe por que razão as quantidades recomendadas (2mg/cm²) não são aplicadas, à excepção da de poupar no material.
    Ora que raio de conclusão. Se o recomendado são as 2 mg/cm², as embalagens deveriam ser feitas de forma a que a aplicação recomendada resultasse de uma quantidade pré-determinada pela embalagem, com a indicação da área a que corresponde àquela quantidade de produto. Enfim.

  2. O mais adequado é evitar a exposição nas horas de maior calor. Há quem não esteja de acordo com o uso de protetor solar pois diminui a fixação da vitamina D (desde que a exposição seja feita fora das horas críticas). Este artigo dá jeito aos fabricantes, quanto mais se usa, mais se gasta, mais se compra… É só negócio..

  3. E ainda há os estudos que dizem que o protector solar colocado, que se vai dissolvendo na água do mar, está a matar a vida marinha, começando pelos corais.

  4. O problema é que as pessoas sentem-se obrigadas a proteger a carteira caso contrário lá se vai todo o subsídio de férias para o protector solar, portanto senhores fabricantes abdiquem um pouco dos lucros e protejam melhor os clientes.

RESPONDER

A partir de agora, os saldos têm mesmo que ser saldos

Já estão em vigor as alterações à lei relativa aos saldos e promoções. As novas normas definem que um produto vendido em saldo ou promoção não pode ter um preço mais alto do que o …

Marcelo Rebelo de Sousa critica "instrumentalização do medo" pelo poder

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje haver demasiados poderes com medo que o medo acabe, considerando a "instrumentalização do medo" para acorrentar os outros como um problema na ordem do dia. “Há …

CGTP ameaça Costa: “Ou dá resposta às reivindicações ou conta com contestação” nas ruas

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, defendeu a alteração das leis laborais e o aumento do salários na próxima legislatura, avisando que caso estas reivindicações não sejam atendida, o Governo terá forte contestação nas ruas. Arménio …

Das eleições resultou um "Governo instável" e Marcelo foi "o grande ganhador sem ter participado"

Para Luís Marques Mendes, o PS teve mais votos, mas tem piores condições para governar. Além disso, na opinião do comentador político, foi Marcelo quem ganhou estas eleições, por não ter havido maioria absoluta. O Partido …

"Querem que pique a bolha?" Conselheiros do Banco de Portugal compararam Montepio ao caso BES

Numa "discussão acesa" no Banco de Portugal, conselheiros da entidade de supervisão compararam a situação do Banco Montepio ao caso BES, com referências a um "esquema de Ponzi", em pirâmide, e a ideia de que …

CGD e Novo Banco vão atrás da fortuna de Paulo Maló

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Novo Banco vão tentar executar o património pessoal de Paulo Maló, médico e empresário que fundou a Malo Clinic, empresa especializada em medicina dentária, escreve o Jornal …

Comandante que desviou dinheiro da Proteção Civil recebe avença do Estado

Gil Martins foi condenado de desviar mais de cem mil euros da Proteção Civil. Ainda assim, o antigo comandante recebe uma avença de mil euros brutos por mês. O ex-comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência …

New York Times divulga provas de que a Rússia bombardeou deliberadamente hospitais na Síria

O The New York Times publicou este domingo, segundo avança o próprio jornal norte-americano, provas de que a Rússia bombardeou repetidamente e deliberadamente hospitais na Síria, onde intervém em apoio do regime sírio do Presidente …

Simone Biles torna-se na ginasta mais medalhada de sempre em Mundiais

Esta foi a quarta medalha de ouro para Biles em Estugarda, depois de ter vencido a prova por equipas, o concurso geral individual e a prova de salto. A norte-americana Simone Biles tornou-se hoje a ginasta …

Há um Reino muito pouco Unido na corda bamba. Rainha inicia semana decisiva para o Brexit

Depois do discurso real desta segunda-feira, as conversações entre Londres e Bruxelas deverão continuar e avançar pela cimeira da UE de quinta e sexta-feira. No sábado, o Parlamento britânico reúne-se excecionalmente para votar o que …