/

Museus holandeses apertam a segurança após assaltos a objetos nazis

Uniformes da SS, armas de fogo e paraquedas estão entre os objetos nazis que estão a ser roubados de museus de guerra holandeses.

De acordo com o jornal The Guardian, museus de guerra por todos os Países Baixos estão a aumentar a sua segurança depois de se terem verificado vários roubos que visam essencialmente memorabilia ligada ao regime nazi.

Esta situação acontece num momento em que cresce a procura à escala global por peças da II Guerra Mundial. Os museus em Ossendrecht, na província de Brabante do Norte, e em Beek, na província de Limburgo, foram assaltados nos últimos dias e meses.

Entre os objetos roubados, que valem centenas ou milhares de euros, estão, por exemplo, uniformes da SS, armas de fogo, capacetes, emblemas, chapéus, binóculos e paraquedas.

“Só foram roubados objetos alemães, não tiraram nada dos Aliados. A parte francesa, inglesa, canadiana: ficaram todas intactas. O material alemão, especialmente peças de roupa, é raro”, explica Jan de Jonge, dono do Oorlogsmuseum, em Ossendrecht.

“Roubaram itens que podem ser comercializados internacionalmente. A coleção era propriedade privada e não tinha seguro. Pelo menos 15 manequins vestidos com uniformes militares foram levados”, acrescenta.

“Os assaltantes sabiam o que procuravam. Só consigo pensar que alguém encomendou estes assaltos. Muitos dos objetos roubados são tão únicos que não podem ser vendidos. Mas este é um mundo pequeno. Assim que algo emergir de Beek ou de Ossendrecht, será imediatamente reconhecido”, afirma, por sua vez, Wim Seelen, proprietário do Eyewitness Museum, em Beek.

“É muito perturbador, todos os museus têm as suas preocupações. Parece que os assaltos estão a ser feitos a pedido. Se calhar os objetos já estão nas mãos de um colecionador com posses”, declara John Meulenbroeks, diretor do Museum De Bewogen Jaren, em Hooge Mierde, Brabante do Norte.

Segundo o jornal britânico, a polícia que investiga estes casos ainda não fez, até agora, nenhuma detenção.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.