NASA deteta vasto e brilhante “muro de hidrogénio” no fim do Sistema Solar

Alder Planetarium / NASA

O Sol move-se na Via Láctea encapsulado numa bolha formada pelo seu próprio vento solar

Cientistas da NASA acreditam que há um vasto “muro de hidrogénio” no fim do nosso Sistema Solar, e a sonda New Horizons consegue vê-lo.

Segundo um estudo publicado no início deste mês na revista Geophysical Research Letters, há um vasto “muro de hidrogénio” no fim do nosso Sistema Solar, e a sonda New Horizons consegue vê-lo.

A parede de hidrogénio é o limite externo do nosso Sistema Solar, um local onde a “bolha solar” da nossa estrela termina. Ali, formam-se massas de matéria interestelar, que, sendo pequenas demais para estourar a bolha, pressionam para dentro.

Poderosos jatos de matéria e energia fluem durante um longo período de tempo depois de deixar o Sol – muito além da órbita de Plutão. Mas, a certo ponto, esgotam-se, e a sua capacidade de empurrar poeira e outros pedaços de matéria – o material fino e misterioso que vagueia nas fronteiras da nossa galáxia – diminui.

Forma-se, então, um limite visível. De um lado, estão os últimos vestígios do vento solar. Do outro, há uma acumulação de matéria interestelar, incluindo hidrogénio.

A New Horizons, que passou por Plutão em 2015, consegue ver esse limite: uma espécie de luz ultravioleta extra, o tipo de luz que os cientistas esperariam que o muro de hidrogénio produzisse. Isto vai ao encontro do sinal ultravioleta que as duas sondas Voyager, as mais longínquas já lançadas pela NASA, capturaram em 1992.

No entanto, tais registos não são indicações claras da existência de um muro de hidrogénio. As três sondas poderiam ter na verdade detetado luz ultravioleta de alguma outra fonte.

Alice, o instrumento a bordo da New Horizons responsável pela descoberta, é muito mais sensível do que qualquer outro instrumento que as Voyagers tinham a bordo antes de iniciar a sua jornada para fora do Sistema Solar.

O dispositivo deve funcionar durante mais 15 a 20 anos. A New Horizons continuará a analisar o céu em busca de luz ultravioleta duas vezes por ano, e isso permitirá aos investigadores ter a certeza que estão a observar dentro de apenas alguns meses.

“Se a determinado momento a luz ultravioleta cair, a New Horizons pode ter deixado o muro no seu espelho retrovisor”, explicaram os cientistas em comunicado. “Se a luz nunca diminuir, então a fonte pode mesmo ser algum lugar mais profundo no espaço”.

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …