Mulher acorda “completamente sozinha” e no escuro, fechada num avião da Air Canada

Tiffani Adams, uma passageira de um voo da companhia aérea Air Canada, adormeceu numa viagem de avião e, quando acordou, estava completamente sozinha na aeronave, com frio, e numa imensa escuridão.

Segundo noticiou o Observador nesta terça-feira, citando o Independent, a mulher, para quem a experiência foi “aterrorizante”, ainda tentou fazer uma chamada com o telemóvel, mas o aparelho estava sem bateria. “Acho que estou a ter um pesadelo porque, a sério, como é que isto foi acontecer?”, escreveu, na página de Facebook da Air Canada.

O incidente ocorreu no passado dia 09 de junho, quando Tiffani Adams apanhou um voo em Quebec, com destino a Toronto, no Canadá.

“Adormeci, pelo menos, a meio do curto voo de 1h50 minutos”, referiu na mesma publicação, que entretanto já não está visível. “Acordei por volta da meia-noite (algumas horas depois de ter aterrado), cheia de frio, ainda com o cinto de segurança e numa escuridão completa (não se via mesmo nada)”, completou.

Estava “completamente sozinha”, acrescentou.

Tiffani Adams relatou que ainda experimentou carregar o telemóvel, mas notou que a energia do avião tinha sido totalmente desligada. “Em pânico”, encontrou um ‘walkie-talkie’ no ‘cockpit’, que também não funcionou, e uma lanterna, que usou para fazer sinais de luzes pela janela. Mas sem resposta.

Foi então que conseguiu abrir a porta principal do avião. Para evitar uma queda aparatosa de cerca de 15 metros, inclinou-se, com a lanterna na mão, para chamar a atenção. E foi aí que um trabalhador responsável pelas malas dos passageiros veio em seu auxílio.

“Ele perguntou como é que alguém me deixou no avião. Eu pergunto o mesmo”, escreveu a passageira. O mesmo funcionário ajudou-a sair do avião e acompanhou-a até ao interior do aeroporto.

Segundo Tiffani Adams, a equipa da Air Canada ofereceu-lhe o transporte de limusina e uma estadia num hotel, que recusou. Acrescentou ainda que os representantes da companhia aérea lhe pediram desculpa e garantiram que iriam investigar. “Eu não tenho conseguido dormir devido aos terrores noturnos recorrentes”, afirmou, adiantando que acorda “ansiosa e com medo de que esteja sozinha, trancada nalgum lugar escuro”.

Em reação, a Air Canada reconheceu o incidente, mas não quis comentar os procedimentos de desembarque, garantindo igualmente que está a investigar a situação.

“Ainda estamos a rever o assunto, por isso não temos mais detalhes para partilhar, mas acompanhamos a cliente e permanecemos em contacto com ela”, referiu a transportadora aérea, citada pelo Independent.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …

Duas vitórias em 14 jogos. Benfica quer travar o calvário da Champions

O Benfica recebe esta quarta-feira o Lyon, estando praticamente obrigado a ganhar para seguir em frente na competição milionária. Apesar de reconhecer a dificuldade, Rúben Dias acredita os encarnados vão voltar aos bons resultados. A …