/

Motoristas de pesados voltam à greve esta segunda-feira

3

Scania / Flickr

Os motoristas de veículos pesados de mercadorias voltam à greve esta segunda-feira. Desta vez, trata-se de uma greve convocada pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM).

A greve abrangerá os trabalhadores da empresa de transportes João Pires Transportes, Ltda, com sede em Vila Nova de Cerveira. É uma das maiores transportadoras do país com uma frota de cerca de 200 veículos.

A semana passada ficou marcada por uma greve do Sindicato dos Motoristas de Materiais Perigosos que paralisou o país durante vários dias e que secou os postos de gasolina em várias zonas. O SIMM não chegou a aderir a esta greve, embora tivesse admitido vir a dar o seu apoio.

Na greve marcada para segunda-feira e que não é nacional, o sindicato reivindica a reposição das retribuições pré-acordo do Contrato Coletivo de Trabalho. “Estaremos em protesto com os trabalhadores da empresa João Pires Transportes, Ltda pela reposição das retribuições, pelo fim da pressão sobre os trabalhadores sindicalizados e transparência no modo de pagamento do trabalho”, confirmou ao Público a direção do sindicato.

O SIMM defende que a recente contratação coletiva dos trabalhadores da empresa não teve a concordância dos associados do sindicato e que a entidade patronal “demonstrou um total desprezo por quem lhes presta serviço ao querer fechar um acordo complexo e pleno de contradições”, lê-se em comunicado.

No entender do organismo, os trabalhadores não foram ouvidos e o acordo estabelecido promove “vários atropelos ao Código de Trabalho Português e à Constituição da República”.

Em 2015, a transportadora João Pires Internacional tinha 218 trabalhadores e 165 viaturas e faturava por ano cerca de 19 milhões de euros. Em janeiro, quando o Presidente da República viajou um dia num camião de transporte de mercadorias de longo curso foi com motoristas afetos ao Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias.

  ZAP //

3 Comments

    • Depende!
      Neste caso tem toda a razão e estão a lutar pelo cumprimento das regras e da melhoria das condições de trabalho dos motoristas da J. Pires!

  1. “É uma das maiores transportadoras do país com uma frota de cerca de 200 veículos.”
    Salvo seja. Em Portugal há várias empresas acima desse número. Digamos que é um médio operador.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.