Greve dos guardas prisionais desencadeia motim no Estabelecimento Prisional de Lisboa

Miguel A. Lopes / EPA

Familiares e Policia à porta do Estabelecimento Prisional de Lisboa após motim

Cerca de 160 reclusos da Ala B do Estabelecimento Prisional de Lisboa revoltaram-se esta teça-feira, não terem tido visitas, tendo-se amotinado com gritos, material partido, colchões e papéis queimados.

Elementos do Grupo de Intervenção e Segurança Prisional (GISP) da GNR foram chamados ao Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL) para tentar controlar um motim que eclodiu na Ala B do estabelecimento.

Na origem do motim, segundo apurou o JN, estará o descontentamento dos reclusos com as sucessivas greves dos guardas prisionais, que levaram ao cancelamento do tradicional jantar de Natal entre os presos e suas famílias.

A realização de um plenário dos guardas prisionais, que cancelou também a visita prevista para esta quarta-feira, agravou a revolta dos reclusos, que se amotinaram, incendiando colchões, destruído material do estabelecimento e e manifestado o seu descontentamento com gritos, “obrigando ao uso a força” por parte do Corpo da Guarda Prisional”, disse à Lusa o diretor dos Serviços Prisionais e de Reinserção, Celso Manata.

Celso Manata explicou que estes desacatos se deveram também ao facto de, finalizada a greve de quatro dias dos Guardas Prisionais, o Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, que convocou a paralisação, ter marcado um plenário para quarta-feira, inviabilizando novamente as visitas.

O EPL “voltou à normalidade” pouco depois das 20h00. “Já está resolvido”, adiantou Celso Manata. De acordo com responsável da Direção-Geral dos Serviços Prisionais, os reclusos foram fechados nas suas celas, não tendo sido necessário recorrer ao Grupo de Intervenção de Segurança Prisional, entretanto ativado.

“A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais informa que os reclusos se encontram encerrados nas celas desde cerca das 20 horas e 15 minutos, não havendo registo de feridos quer entre guardas prisionais, quer entre reclusos”, segundo um comunicado entretanto enviado às redações.

Os guardas prisionais marcaram greve de quatro dias para exigir a revisão do estatuto profissional e a progressão na carreira, além de contestarem o novo horário de trabalho. Segundo o SNCGP, a greve teve uma adesão de cerca de 80%.

O universo de guardas prisionais ronda os 4.350 para uma população prisional perto dos 13.000 reclusos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Roménia quer adotar o euro até 2024

A Roménia espera adotar o euro até 2024 e pretende contribuir durante a sua presidência da União Europeia, que começa a 1 de janeiro, para reduzir as distâncias entre antigos e novos membros. "O nosso objetivo …

Há risco de irrealismo no preço das casas em Lisboa e Porto, alerta a Moody's

A Moody's prevê que os preços das casas continuem a subir em Portugal, mas adianta que em algumas zonas os aumentos não foram normais. De acordo com a agência de rating Moody's, os preços das casas …

PSD quer cortar metade do IRS dos senhorios nos contratos com mais de 10 anos

O PSD leva esta quinta-feira à Assembleia da República dez projetos-lei sobre habitação e arredamento. Um dos projetos que vai a votos propõe que se reduza a taxa de IRS para senhorios em metade nos …

Antiga Feira Popular dá "jackpot" à Câmara de Lisboa. Medina quer gastar em casas acessíveis

A Câmara de Lisboa arrecadou esta quarta-feira mais 85,5 milhões do que estimava no leilão dos terrenos de Entrecampos, dinheiro que será investido em habitação a custos acessíveis, adiantou o presidente, Fernando Medina "O resultado desta …

Um cometa verde vai passar pela Terra na segunda-feira (e qualquer pessoa vai poder vê-lo)

A cada 5,4 anos, o cometa 46P/Wirtanen orbita o Sol, passando pelos céus da Terra durante o caminho. Este ano, a sua visita é este mês. Geralmente, o cometa 46P/Wirtanen está demasiado longe para o podermos …

May consegue adiar a sua queda, mas não tira o Brexit da corda bamba

Mais de treze horas de incerteza em que o coração de Theresa May voltou a bater depressa demais. A primeira-ministra sobreviveu à moção de censura, mas tem pela frente mais um osso duro de roer: …

Ministra da Saúde reage às demissões no D. Estefânia (e acaba por criticar a sua secretária de Estado)

A ministra da Saúde, Marta Temido, assumiu esta quarta-feira que o Hospital pediátrico D. Estefânia é “uma das jóias da coroa” e não pode ser desfalcado, mas lembrou que “não abundam pediatras no país” e …

Sócios do Sporting vão decidir em AG se Bruno de Carvalho continua suspenso

Os sócios do Sporting vão decidir no sábado em Assembleia Geral se Bruno de Carvalho vai permanecer suspenso, na apreciação do recurso do ex-presidente do clube. Da ordem de trabalho para a reunião magna, marcada para …

CDS cola Governo de Costa a Sócrates. "Um país a cair aos pedaços"

O CDS-PP "colou" nesta quarta-feira vários ministros de António Costa ao Governo de José Sócrates, responsabilizando-os pelos problemas financeiros que dificultam a recuperação de infraestruturas de "um país a cair aos pedaços". "As infraestruturas públicas estão, …

Stormy Daniels condenada a pagar 257 mil euros a Donald Trump

Stormy Daniels foi condenada a pagar 293 mil dólares, cerca de 257 mil euros, a Donald Trump para cobrir os gastos do Presidente dos EUA com a justiça. A atriz pornográfica Stormy Daniels, cujo nome real …