Libertados nos EUA os primeiros mosquitos geneticamente modificados

Midiamax

O Aedes aegypti pode transmitir várias doenças, como zika, dengue e chikungunya

Foi a primeira vez que mosquitos geneticamente modificados foram libertados nos Estados Unidos. O objetivo é suprimir populações de mosquitos transmissores de doenças.

De acordo com o site Live Science, a empresa de biotecnologia Oxitec lançou recentemente os seus mosquitos geneticamente modificados em Florida Keys, um arquipélago de ilhas tropicais perto do estado da Florida, nos Estados Unidos.

A companhia sediada no Reino Unido já tinha lançado estes mosquitos Aedes aegypti no Brasil, nas Ilhas Caimão, no Panamá e na Malásia, tendo reportado que as populações locais desta espécie caíram pelo menos 90% nestes locais.

O mosquito A. aegypti pode transmitir doenças como zika, dengue, chikungunya e febre amarela. Libertar estes mosquitos modificados nestas áreas é uma forma de controlar estas populações sem o uso de pesticidas.

Os mosquitos da Oxitec, machos, foram desenvolvidos para carregar um gene letal. Assim, quando acasalam com fêmeas selvagens, o tal gene é transmitido aos seus descendentes. Embora não afete a sobrevivência dos machos, impede que a descendência feminina produza uma proteína essencial e, portanto, faz com que estas morram antes de atingir a maturidade.

Tal como explica o mesmo site, apenas as fêmeas picam pessoas e transmitem estas doenças, logo, tanto os mosquitos modificados como os seus descendentes machos não representam perigo para os humanos.

Este primeiro ‘lançamento’ servirá como um teste inicial para que a Oxitec possa recolher dados antes de realizar uma segunda experiência com quase 20 milhões de mosquitos, prevista ainda para este ano.

Ainda existem dúvidas sobre se estes mosquitos geneticamente modificados causam efeitos indesejados não só nas populações de mosquitos locais, mas noutros animais e no ecossistema em geral.

Por exemplo, quando a empresa libertou estes mosquitos no município brasileiro de Jacobina, os genes dos insetos surgiram em populações locais, sugerindo que o gene letal falhou em matar algumas crias fêmeas antes de poderem acasalar.

A sua descendência híbrida não carregava o gene letal, mas, em vez disso, genes das populações de mosquitos cubanos e mexicanos usados pela primeira vez para criar os mosquitos geneticamente modificados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem como é que o cérebro nos faz espirrar

Uma equipa de cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, identificou, em ratos de laboratório, células e proteínas específicas que controlam o reflexo do espirro. "Compreender melhor o que nos faz espirrar - de que …

Casa Branca prevê falha na meta de vacinação de 70% da população até 4 de Julho

A previsão foi avançada esta terça-feira por Jeff Zients, coordenador da resposta norte-americana à pandemia do novo coronavírus. O atraso, ainda que residual, representa um percalço no plano inicialmente proposto pela Administração Biden e justifica-se, …

Revelados segredos da invasão da malária

Como é que os parasitas da malária invadem os glóbulos vermelhos? A microscopia de vídeo de última geração permitiu à equipa do WEHI, na Austrália, ver estes detalhes moleculares essenciais para tratar a doença. Kelly Rogers, …

E agora, Portugal? Depois do Grupo da Morte... Bélgica, Itália, França e Espanha no quadro

Teoricamente, desta vez a seleção nacional ficou claramente do lado mais forte na fase a eliminar do Europeu. Haverá um "escaldante" Inglaterra-Alemanha nos oitavos-de-final. Muitos adeptos portugueses ainda se lembram do golo tardio, noutro jogo, que …

Parlamento Europeu aprova novo estatuto do Provedor de Justiça

O Parlamento Europeu aprovou o novo estatuto do Provedor de Justiça Europeu que vai passar a trabalhar com novas regras, podendo avançar com os próprios inquéritos, prevendo-se também no novo regulamento medidas de proteção para …

Fernando Santos: "Estava a dizer à equipa para se chegar à frente"

Explicação do selecionador nacional, que esteve muito agitado durante os últimos minutos do Portugal-França. Uma primeira parte "excelente" e uma decisão duvidosa da equipa de arbitragem que alterou o resultado perto do intervalo. Fernando Santos começou …

Alemanha 2-2 Hungria | Goretzka salva germânicos no fim

Uma Alemanha impiedosa ao atrevimento da Hungria rendeu hoje um empate a duas bolas, selando a qualificação germânica para os ‘oitavos’ do Euro2020 e a despedida dos magiares no quarto e último lugar do Grupo …

Quase 900 funcionários dos Serviços Secretos dos EUA contraíram covid-19

Aproximadamente 900 funcionários dos Serviços Secretos dos Estados Unidos (EUA) testaram positivo para o coronavírus, de acordo com registos do governo obtidos por um grupo de vigilância. De acordo com os registos, obtidos pela Citizens for …

Portugal 2-2 França | Jogo louco vale empate com sabor a oitavos

A seleção portuguesa de futebol qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020, ao empatar 2-2 com a campeã mundial França, em encontro da terceira jornada do Grupo F do Euro2020, na Puskás Arena, …

Em 2020, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), no ano passado, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados e quase 2.700 foram mortas devido à proximidade com vários conflitos existentes em todo o …