Morreu o nobel da Paz chinês Liu Xiaobo

Lusa

Liu Xiaobo, Nobel da Paz em 2010, foi libertado após diagnóstico de cancro em fase terminal

Liu Xiaobo, Nobel da Paz em 2010, foi libertado após diagnóstico de cancro em fase terminal

O intelectual e nobel da Paz chinês, Liu Xiaobo, faleceu hoje sob custódia num hospital do norte do país, após ter sido recentemente libertado devido a um cancro terminal, segundo anunciou um comunicado oficial.

Liu morreu aos 61 anos após passar os quase últimos nove na prisão, onde lhe foi concedido o prémio Nobel em 2010 pelo seu ativismo a favor da democratização da China.

O Nobel da Paz de 2010 foi um ativista dos direitos humanos e dissidente do regime chinês. Por essas mesmas razões, Liu Xiaobo estava detido desde 2009 e só foi colocado em prisão condicional, por ter sido diagnosticado com cancro do fígado em fase terminal.

O ativista venceu o prémio devido à sua “não violenta” luta pelos direitos humanos fundamentais na China. Na altura da entrega do Prémio, o comité Nobel decidiu que “através do severo castigo que lhe foi aplicado, Liu tornou-se o maior símbolo da sua luta pelos direitos humanos na China.”

Na cerimónia desse ano, a sua ausência foi registada com uma cadeira vazia.

O ativista cumpria uma pena de 11 anos por incitar à desobediência ao poder do Estado. Depois de ter escrito um manifesto pró-democracia – Carta 08 – no qual pedia o fim do sistema do partido único e melhoramentos nos direitos humanos chineses, Liu foi detido e julgado.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …