Misteriosa supernova sem hidrogénio revela a “agonia” das mortes estelares (e desafia a Astrofísica)

Kavli IPMU / Aya Tsuboi

Uma curiosa estrela pré-supernova amarela está a fazer com que os astrofísicos reavaliem o que se sabe sobre a morte das estrelas mais massivas do Universo.

No final das suas vidas, estrelas frias e amarelas estão tipicamente envolvidas em hidrogénio, que esconde o interior azul e quente da estrela.

Porém, uma equipa de investigadores descobriu que uma estrela amarela, localizada a 35 milhões de anos-luz da Terra no aglomerado de galáxias de Virgem, misteriosamente não tinha essa crucial camada de hidrogénio no momento da sua explosão.



“Nunca tínhamos visto esse cenário”, disse Charles Kilpatrick, do Centro de Exploração e Investigação Interdisciplinar em Astrofísica (CIERA) da Northwestern University, em comunicado.

“Se uma estrela explodir sem hidrogénio, deve ser extremamente azul – muito, muito quente. É quase impossível para uma estrela ser tão fria sem ter hidrogénio na sua camada externa. Examinámos cada modelo estelar que pudesse explicar uma estrela como esta e cada modelo requer que a estrela tivesse hidrogénio, o que sabemos que não tinha. Isto estende o que é fisicamente possível”, continuou Kilpatrick.

O investigador, que liderou o estudo, é membro do Young Supernova Experiment, que usa o telescópio Pan-STARRS em Haleakalā, no Havai, para capturar supernovas logo após a sua explosão.

Depois de o Young Supernova Experiment ter detetado a supernova 2019yvr na galáxia espiral relativamente próxima NGC 4666, a equipa usou imagens do Espaço profundo capturadas pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA.

“O que estrelas massivas fazem antes de explodirem é um grande mistério não resolvido”, afirmou Kilpatrick. “É raro ver este tipo de estrela logo antes de explodir numa supernova.”

As imagens do Hubble mostram a origem da supernova, uma estrela massiva fotografada apenas alguns anos antes da explosão. Vários meses após a explosão, contudo, Kilpatrick e a sua equipa descobriram que o material ejetado na explosão final da estrela parecia colidir com uma grande massa de hidrogénio.

Isto levantou a equipa a levantar a hipótese de que a estrela progenitora poderia ter expelido o hidrogénio alguns anos antes da sua morte.

“Os astrónomos suspeitam que as estrelas sofrem erupções violentas ou agonia nos anos antes de vermos as supernovas”, disse Kilpatrick. “A descoberta desta estrela fornece algumas das evidências mais diretas já encontradas de que as estrelas passam por erupções catastróficas, que as fazem perder massa antes de uma explosão. Se a estrela estava a ter essas erupções, provavelmente expulsou o seu hidrogénio várias décadas antes de explodir”.

A equipa também apresenta outra possibilidade: uma estrela companheira menos massiva pode ter removido o hidrogénio da estrela progenitora da supernova. No entanto, a equipa não conseguirá procurar a estrela companheira até que o brilho da supernova diminua, o que pode demorar até uma década.

“Ao contrário do seu comportamento normal logo após a explosão, a interação do hidrogénio revelou que é uma espécie de supernova excêntrica”, disse Kilpatrick. “Mas é excecional que tenhamos conseguido encontrar a sua estrela progenitora nos dados do Hubble. Em quatro ou cinco anos, acho que conseguiremos aprender mais sobre o que aconteceu”.

Este estudo foi publicado no final de março na revista científica Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …

República Checa 0-1 Inglaterra | Serviços mínimos valem topo

A Inglaterra, que tinha assegurado o apuramento na segunda-feira, garantiu o primeiro lugar do Grupo D do Euro 2020, ao vencer a República Checa por 1-0, com um golo madrugador, no mítico estádio de Wembley. Num …

Croácia 3-1 Escócia | Croatas de trivela rumo aos oitavos

A Croácia, liderada pelos ‘craques’ Luka Modric e Ivan Perisic, qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer por 3-1 a Escócia, que eliminou, num Grupo D conquistado pela Inglaterra. Os …

Asteroide tem nome de astrofísico português Nuno Peixinho

O astrofísico português Nuno Peixinho dá nome a um asteroide, descoberto em 1998 e que tem pouco mais de 10 quilómetros de diâmetro, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), …

"É inaceitável". Ana Mendes Godinho critica situações de trabalho temporário que "duram décadas"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, insistiu esta terça-feira na relevância do combate à precariedade, sinalizando a intenção de restringir o trabalho temporário. "Tem de haver mecanismos mais fortes para combater a segmentação do mercado …

Hitler expulsou os soldados judeus há oito décadas. Agora, um rabino junta-se ao exército alemão

No início da Segunda Guerra Mundial, Hitler expulsou os judeus das Forças Armadas na década de 1930. Agora, Zsolt Balla irá assumir o cargo de rabino-chefe do exército alemão. Mais de 80 anos depois, aquilo que …

Rio critica Governo após "justa indignação" de Merkel

O presidente do PSD acusou esta terça-feira o Governo de estar a fazer Portugal passar “por uma vergonha desnecessária”, considerando que depois da “vexatória desconsideração” do Reino Unido, os portugueses têm que “ouvir a justa …

Amazon acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos

A Amazon foi acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos, segundo uma investigação da Newsweek, publicada na segunda-feira. "Uma investigação da ITV News num dos centros de distribuição da Amazon no Reino …

Enquanto o mundo lutava contra uma pandemia, a Guiné declarava o fim do segundo surto do Ébola

No passado sábado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou o fim do segundo surto de Ébola na Guiné-Conacri, que vitimou mortalmente 12 pessoas. "Tenho a honra de declarar o fim do Ébola na Guiné", disse …