Mujahid é a misteriosa figura por detrás da propaganda talibã (mas pode nem ser real)

Zabihullah Mujahid pode não ser um nome reconhecido pelas pessoas, mas a verdade é que tudo aquilo que ele diz é escutado atentamente por todo o mundo.

Mujahid é o porta-voz dos talibãs há 12 anos — e, quase como o Gato de Schrödinger, pode nem ser uma pessoa real ou até pode ser várias.

Com 75 mil seguidores no Twitter, não se sabe se é uma única pessoa ou se a página é gerida por uma equipa do grupo extremista. Muitos acreditam que sejam várias pessoas, mas em conversa via chamada telefónica com o site norte-americano OZY, Mujahid garantiu que esse era o seu verdadeiro nome.

“Não interferimos nos assuntos americanos, portanto eles não têm o direito de interferir nos nossos”, atirou o alegado responsável pela comunicação dos talibãs.

“Escolhemos duas maneiras de acabar com a ocupação do nosso país”, escreveu Mujahid. “Primeiro, diálogo e entendimento. Segundo, luta e jihad. Agora que Trump declarou o primeiro caminho morto, o segundo está vivo. E faremos Trump arrepender-se, se Deus quiser”.

Após a morte de um soldado americano num atentado bombista no Afeganistão, no dia 7 de setembro, o presidente norte-americano anunciou a interrupção das negociações de paz.

Mujahid conta com mais de 17 mil tweets na sua conta, anunciando assassínios, confirmando ou negando envolvimentos em atentados, entre outros. Os talibãs têm apenas mais dois porta-vozes, responsáveis por assuntos diferentes: Yousef Ahmadi e Suhail Shaheen.

Apesar de não revelar a sua localização, “por razões de segurança”, Mujahid garante que está no Afeganistão, apesar da sua localização no Twitter remetê-lo para o Paquistão e para o Ohio, nos Estados Unidos.

Funcionando como o óleo na máquina de propaganda talibã, Mujahid conta que o seu propósito é informar o Ocidente das atrocidades americanas praticadas no Afeganistão. Contudo, durante as negociações de paz entre os EUA e o Afeganistão, os talibãs foram responsáveis por vários ataques contra forças do Governo e civis.

O jornalista afegão Mokhtar Wafayi diz que a “verdade” que Mujahid mostra ao mundo é, grande parte das vezes, distorcida. Mujahid geralmente mente sobre quem os talibãs matam e o número de pessoas que matam. O objetivo deles é fazer o Governo parecer fraco e assustar os afegãos”, explica.

Wafayi lida com o porta-voz talibã há vários anos e defende que se trata de mais do que uma pessoa. Desde 2014, durante as ocasiões que falaram por telefone, o jornalista garante que o relações públicas já mudou três vezes de voz.

Em novembro de 2011, os serviços de inteligência afegãos detiveram um homem que identificaram como sendo Zabihullah Mujahid, mas o porta-voz aprontou-se a negar a detenção.

O grupo extremista vê nos jornalistas o canal perfeito para a disseminação da sua mensagem. “Os talibãs hoje tentam apresentar uma fachada de legitimidade, abrindo vínculos com os jornalistas”, explica o antropologista social Omar Sharifi.

Ainda assim, Mujahid critica a atuação de alguns meios de comunicação. “Alguns jornalistas publicam número de telefone dos talibãs e revelam quais são os nossos objetivos militares. Eles fazem coisas que os media não deveriam fazer“, atirou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Donald Trump desiste de realizar o G7 no seu clube de golfe em Miami

A decisão de Donald Trump, a braços com um processo de impeachment, de usar um dos seus resorts levantou dúvidas sobre conflito de interesses. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a ideia de realizar …

Costa vai a Belém apresentar secretários de Estado. Patrícia Gaspar e Antero Luís na lista

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, vai esta segunda-feira a Belém apresentar ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, os nomes dos secretários de Estado que vão integrar o próximo Governo. O encontro, marcado para as 11 …

Chernobyl transforma-se num santuário para uma rara espécie de cavalos

Chernobyl tem sido o inesperado lar de uma espécie de cavalos em vias de extinção. Dezenas de cavalos de Przewalski foram observados em edifícios abandonados na zona radioativa da cidade ucraniana. Surpreendentemente, uma espécie de cavalos …

Sánchez desloca-se a Barcelona para “visitar agentes feridos” e lembra obrigações de Torra

O presidente do governo espanhol, em funções, Pedro Sánchez, desloca-se esta segunda-feira a Barcelona, após ter criticado o presidente do governo regional da Catalunha por não ter condenado com firmeza os atos de violência dos …

Governo de Hong Kong pede desculpas após polícia pulverizar mesquita

O Governo de Hong Kong pediu esta segunda-feira desculpas a líderes muçulmanos, depois da polícia antimotim ter pulverizado um portão da mesquita e algumas pessoas com um canhão de água, quando as autoridades tentavam dispersar …

Bolívia. Resultados preliminares dão vitória a Morales, mas com segunda volta

O chefe de Estado boliviano lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições Presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa. A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, …

Telemóveis e computadores podem acelerar o envelhecimento

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Oregon State University, nos Estados Unidos, concluiu que a exposição diária à luz azul, como aquela que é emitida por telemóveis e computadores, pode afetar a …

Quatro espeleólogos portugueses desaparecem em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água Quatro …

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …