Minerar bitcoin na China vai gerar mais emissões de carbono do que as de toda a República Checa

Um novo estudo estima que o processo de mineração de bitcoin na China poderá gerar em breve 130,50 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano (mais do que a produção anual de toda a República Checa em 2016).

De acordo com o site IFLScience, investigadores da Universidade da Academia Chinesa de Ciências previram num novo estudo que o consumo anual de energia relativo à mineração de bitcoin no país irá atingir o seu pico em 2024.

Nessa altura, todo este processo irá exigir cerca de 297 terawatts-hora de energia e bombear cerca de 130,50 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano. Para se perceber a dimensão do problema, estes valores superam a produção total de gases de efeito de estufa de países como, por exemplo, a República Checa e o Catar.

Inicialmente, qualquer pessoa conseguia minerar esta criptomoeda através do seu computador pessoal. Mas agora, a bitcoin é tão famosa que requer uma quantidade estonteante de poder computacional e de eletricidade.

A China é responsável por mais de 75% das operações de mineração de bitcoin que acontecem em todo o mundo, de acordo com o novo estudo que foi publicado, a 6 de abril, na revista científica Nature Communications.

E, curiosamente, algumas zonas do norte rural deste país asiático são a localização ideal para operar uma mina de bitcoin de tamanho industrial, graças aos terrenos baratos, bem como ao fácil acesso a fabricantes de hardware especializado.

Neste artigo científico, os autores argumentam que o consumo de energia associado à bitcoin poderá vir a prejudicar os esforços de tentar tornar a Terra um lugar mais  sustentável, a menos que comecem a ser introduzidos regulamentos rigorosos e mudanças nas políticas atuais.

Como parte da pesquisa, a equipa tentou perceber como diferentes mudanças de política poderiam alterar este consumo de energia, tendo descoberto que as políticas atuais, como a tributação do carbono, são bastante ineficazes para conter as emissões nesta indústria.

O caminho a seguir, argumentam os cientistas, são políticas de regulamentação. Por exemplo, as autoridades poderiam introduzir uma regulamentação rígida sobre a indústria de bitcoin nas regiões de energia à base de carvão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …