Mina que produziu diamante para Isabel II investigada por abuso de direitos humanos

Hansueli Krapf / Wikimedia

Mina de Williamson, na Tanzânia

Uma mina da Tanzânia, que produziu um diamante rosa para um dos alfinetes de peito favoritos da rainha Isabel II, está a ser investigada por haver suspeitas de que os seguranças do local agrediram e balearam vários trabalhadores.

As novas alegações surgem meses depois de uma ação judicial sugerir abusos “graves” dos direitos humanos. A ação foi movida contra a Petra Diamonds, a empresa britânica que é proprietária da mina, no Tribunal Superior em Londres. Contudo, a empresa afirma ser vendedora de “diamantes éticos”.

Em setembro de 2020, a empresa jurídica Leigh Day apresentou várias queixas de supostas violações de direitos humanos, incluindo mortes, em nome de 35 tanzanianos que alegam que eles próprios, ou os seus familiares, foram espancados ou baleados por seguranças da mina de diamantes Williamson.

A Petra Diamonds referiu que levou as alegações “extremamente a sério” e no ano passado abriu uma investigação. A empresa lançou outra investigação sobre reivindicações semelhantes levantadas em novembro de 2020 pela organização de caridade britânica Rights and Accountability in Development (Raid).

Com base na pesquisa realizada entre setembro de 2019 e novembro de 2020, a Raid alegou que vários trabalhadores ilegais foram detidos, torturados e espancados por seguranças da mina de Williamson, o que resultou em pelo menos sete mortes.

A empresa detentora da mina está agora a investigar outras alegações da Raid que envolvem trabalhadores da área de segurança entre novembro de 2020 e janeiro de 2021, entre eles tiroteios e agressões.

A Raid afirma que registou 79 “incursões” em Williamson durante o período de três meses, 19 das quais exigiram “força razoável”. Por outro lado, a Petra Diamonds refere que não encontrou evidências de uso injustificado da força pelo pessoal de segurança ou de ferimentos, conforme descrito nas alegações do ataque.

Num suposto incidente em dezembro de 2020, um mineiro disse à Raid que foi perseguido por um segurança da empresa privada da mina, a Zenith Security, que o baleou na cara.

No entanto, a Petra Diamonds disse que não tem como verificar esta situação. “Nenhum confronto foi relatado pela Zenith ou pela WDL na noite em questão”, referiu. Por sua vez, a  Zenith Security não respondeu aos pedidos de comentários feito pelo The Guardian.

Enquanto o assunto está a ser investigado a empresa, que possui a maior parte da mina, suspendeu os serviços gerias de segurança, contratando outra firma para executar este trabalho.

A diretora executiva da Raid, Anneke Van Woudenberg, considera que as suspeitas do que se passou na mina são uma “ilustração nítida das etapas que a empresa ainda precisa para resolver o problema [de direitos humanos]”.

A mina Williamson, que está ativa desde 1940, fica em Shinyanga, uma das regiões mais pobres da Tanzânia.

Um diamante rosa de 54,5 quilates encontrado no local foi oferecido à princesa Isabel, atual rainha de Inglaterra, no seu casamento em 1947. Os diamantes rosa de alta qualidade são avaliados em 503.000 libras o quilate.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …