Andar de metro em Buenos Aires vai ser grátis quando as escadas rolantes não funcionarem

O juiz argentino Roberto Andrés Gallardo decidiu esta semana que será grátis viajar de metro em Buenos Aires quando as escadas rolantes ou os elevadores não funcionarem nas estações.

Assim, foi estabelecido que “todos os utilizadores do serviço de transporte subterrâneo (SUBTE) que ao entrar ou sair de uma estação de rede não possam usar os meios mecânicos de elevação (escadas rolantes ou elevadores) porque estão fora de serviço naquele momento, estarão isentos de pagar a taxa fixa para aceder ao serviço regular”.

Caso isto seja verificado ao sair do metro, as pessoas afetadas “sem distinção nas suas habilidades motoras” poderão solicitar na bilheteira que o valor do bilhete seja devolvido. Além disso, o magistrado ordenou a empresa Metrovías – concessionário do serviço – para realizar as reparações correspondentes.

Há dois anos chegou a primeira denúncia, impulsionada por um comerciante da galeria sul, localizada debaixo do Obelisco de Buenos Aires. O homem tem mobilidade reduzida e teve de pagar a duas pessoas para que o ajudassem a chegar ao local porque os elevadores não funcionavam.

Na última inspeção realizada a 7 de fevereiro de 2019, foram verificadas “51 meios de acessibilidade sem operação”.

O juiz Gallardo apontou que “parecia que, apesar de mais de dois anos desde o início do caso, as decisões jurisdicionais, as sanções punitivas, as necessidades dos utilizadores e as obrigações contratuais assumidas pelo operador do serviço de Transportes, a Metrovías SA estava desinteressada em garantir a operação eficiente de elevadores e escadas rolantes instaladas em estações subterrâneas”.

O governo da cidade de Buenos Aires rejeitou a sentença e disse que vão tentar revertê-la. Isto foi confirmado por Eduardo de Montmollin, proprietário da Subterráneos de Buenos Aires Sociedad de Estado (Sbase), a empresa pública que detém toda a infra-estrutura do serviço, segundo o Russia Today.

“Apelamos porque o que não recolheremos com a taxa, acabarão por pagar todos os moradores da cidade”, disse à imprensa.

O funcionário explicou que “o índice de funcionamento das escadas rolantes é de 94%”. “94% das horas disponíveis em que teriam de funcionar, estão a funcionar. Isto quer dizer que funcionam 94% do tempo“, enfatizou, acrescentando que “de 370 vias mecânicas de acesso, 340 funcionam normalmente”.

Por fim, rejeitou que as responsabilidades fossem da empresa privada Metrovías. “Há vandalismo e, às vezes, são os passageiros que impedem o funcionamento das escadas rolantes”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …

Erros em perguntas de exame obrigam a mudar notas de médicos estrangeiros

O exame feito por médicos estrangeiros para ter equivalência ao curso de Medicina em Portugal teve neste ano mais de 700 candidatos, a esmagadora maioria brasileiros. É uma procura histórica, admitem médicos e serviços académicos, por …