/

Meteorito marciano vai voltar a casa graças ao rover Perseverance da NASA

(dr) NASA / JPL-Caltech

Fragmento do meteorito marciano Sayh al Uhamiyr 008 (SaU 008)

O meteorito fez cerca de 100 milhões de quilómetros para chegar à Terra, há várias décadas, mas o Museu de História Natural, em Londres, está, agora, a enviá-lo de volta para Marte.

De acordo com o site Live Science, se tudo correr como previsto, quando o rover Perseverance da NASA for lançado, esta quinta-feira, dia 30 de julho, vai levar de volta a casa um meteorito do Planeta Vermelho.

O meteorito foi descoberto em Omã, no ano de 1999, e faz parte da coleção do Museu de História Natural de Londres, no Reino Unido. Conhecido como Sayh al Uhamiyr 008 (SaU 008), acredita-se que a rocha espacial tenha saído de Marte graças a um impacto há entre 600 mil e 700 mil anos.

Agora, a missão Mars 2020 da agência espacial norte-americana vai deixar este meteorito em Marte, onde será usado pelo instrumento do rover SHERLOC (Scanning Habitable Environments with Raman and Luminescence for Organics and Chemicals) como material de teste para uma calibração, disseram representantes do museu em comunicado.

Segundo a NASA, o SHERLOC combina uma câmara, um espectrómetro de fluorescência e um laser de alta precisão para identificar moléculas orgânicas, minerais e possíveis sinais de vida em amostras de rochas na superfície marciana.

A mesma nota do museu britânico explica que calibrar o SHERLOC com este meteorito, quando o rover já estiver em Marte, irá permitir confirmar que o instrumento está a funcionar antes de analisar outras amostras de rochas marcianas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.