Metade dos homens da Europa descendem de um rei da Idade do Bronze

Erich Ferdinand / Flickr (OD)

O Homem do Neandertal

Um avanço tecnológico súbito no neolítico poderá ter dado supremacia a uma pequena elite e ao seu monarca – que controlou a população e a sua reprodução

Cerca de metade da população masculina da Europa Ocidental é descendente de um homem que viveu na Idade do Bronze, que foi o fundador de uma dinastia aristocrata que colonizou o continente.

Esta é a conclusão do estudo de uma equipa internacional de investigadores, publicado esta segunda-feira na revista Nature Genetics.

Para chegar a este resultado, os cientistas compararam as diferenças no cromossoma Y de 1200 homens de 26 países da Europa, recolhidas na base de dados do projecto 1000 Genomes.

O cromossoma Y, o menor nos 23 pares de cromossomas humanos, existe apenas nos homens, sendo herdado de pai para filho, sem nenhuma alteração.

Depois de analisar as 65.000 variações disponíveis na amostra recolhida, os investigadores construíram uma árvore filogenética – que, notaram os cientistas, em algumas zonas mais parecia um arbusto.

“Metade dos homens europeus são descendentes de um mesmo homem”, diz Chris Tyler-Smith, investigador do Wellcome Trust Sanger Institute e co-autor do estudo.

“A genética não nos diz porque isso aconteceu, apenas podemos elaborar hipóteses para o explicar. Provavelmente, foi devido a um avanço tecnológico súbito“, explica Tyler-Smith ao The Telegraph.

“Uma supremacia tecnológica momentânea pode ter permitido a um pequeno grupo de homens, uma elite aristocrática, controlar a população e determinar a sua reprodução“, explica o cientista.

Aparentemente, um rei desconhecido da Idade do Bronze, com um voraz apetite sexual, terá imposto uma nova ordem na Europa – uma sociedade organizada hierarquicamente, que substituiu as comunidades da Idade da Pedra, mais autónomas e igualitárias.

AJB, ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Puxa!!!!eu não sou bonito mas o gajo é horroroso!!!não descendo desse gajo de certeza absoluta….chiça!!!!que susto

  2. ““A genética não nos diz porque isso aconteceu, apenas podemos elaborar hipóteses para o explicar. Provavelmente, foi devido a um avanço tecnológico súbito“, explica Tyler-Smith ao The Telegraph.

    “Uma supremacia tecnológica momentânea pode ter permitido a um pequeno grupo de homens, uma elite aristocrática, controlar a população e determinar a sua reprodução“, explica o cientista.

    Aparentemente, um rei desconhecido da Idade do Bronze, com um voraz apetite sexual, terá imposto uma nova ordem na Europa – uma sociedade organizada hierarquicamente, que substituiu as comunidades da Idade da Pedra, mais autónomas e igualitárias.”

    O último parágrafo só pode ser para rir!
    Quanto ao restante, é inteiramente verdade. O ser humano foi manipulado geneticamente por seres oriundos de Zeta Reticuli, num momento crucial que marcou a evolução deste planeta, tal como o texto o refere.
    Há muito tempo que um grupo reservado de elites e cientistas têm conhecimento deste facto. Tal não é dado a conhecer pelos efeitos que teria numa sociedade baseada em crenças irracionais, e claro está, pelo medo de cair no ridículo. Até que sejam mostradas as provas, sabe-se lá quando, acredita quem quer.

OSIRIS-REx recolheu demasiadas amostras do Bennu (e está a perder parte delas)

A NASA revelou que a sonda OSIRIS-REx conseguiu recolher uma grande amostra de partículas do asteróide Bennu - tanto material que fez com que a tampa do compartimento não fechasse corretamente. Na semana passada, a sonda …

Cientistas captam atmosfera de um extraordinário exoplaneta que não deveria existir

Uma equipa de cientistas da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, captou a atmosfera de um exoplaneta "que não deveria existir" ao analisar dados do telescópio TESS da agência espacial norte-americana (NASA). O planeta em causa …

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …

OE2021. Uma morte anunciada da geringonça e o temor das coligações negativas

Já há confirmação de que a proposta do Orçamento do Estado para 2021 vai ser aprovada na generalidade, esta quarta-feira. O primeiro-ministro já só pensa na discussão na especialidade, na qual se avizinham os maiores …