Mesquita mais antiga da Europa pode estar enterrada ao lado do rio Tejo

doid / Wikimedia

Recópolis, junto ao rio Tejo, em Espanha.

Aquela que será a mesquita mais antiga da Europa poderá estar enterrada debaixo de uma cidade visigótica em Espanha. Arqueólogos encontraram vestígios junto à antiga cidade de Recópolis, junto ao rio Tejo.

Durante décadas que arqueólogos exploram a antiga cidade visigótica de Recópolis, situada perto de Madrid, junto ao rio Tejo. O progresso é demorado, com apenas 8% do interior da cidade a ter sido explorado até ao momento. Agora, especialistas encontraram vestígios daquela que será a mesquita mais antiga da Europa.

Sem ainda terem feito qualquer tipo de escavação para o provar, os investigadores usaram um aparelho geomagnético e repararam que paredes e outras estruturas estão enterradas debaixo da cidade de Recópolis. Isto indica que a cidade será maior do que aquilo que é visível a olho nu e do que os cientistas pensavam ser.

Esta técnica permite ver estruturas subterrâneas através do mapeamento das anomalias magnéticas sob a superfície da Terra. Os resultados da investigação dos arqueólogos foram publicados este mês na revista Antiquity.

“Em todos os espaços que pudemos investigar, encontramos prédios, ruas e passagens”, disse o coautor do estudo Michael McCormick à Live Science. Os especialistas acreditam que se trata de uma mesquita, uma vez que a sua orientação é diferente de todos os outros edifícios (está virado para Meca). Além disso, a planta também se assemelha bastante à das mesquitas do Médio Oriente.

A cidade de Recópolis data ao ano de 578 quando, Leovigildo, rei dos Visigodos do Reino de Toledo, ordenou a construção de uma nova cidade junto ao rio Tejo, não muito longe da capital real de Toledo.

Wikimedia

A Península Ibérica no ano 586.

“Graças a esta nova análise geomagnética, aprendemos que o espaço rodeado pelas muralhas da cidade estava totalmente desenvolvido e que a sua população era grande o suficiente para ir além das muralhas da cidade”, disse Noel Lenski, professor da Universidade de Yale. “Tão importante quanto isso, isto estava a acontecer num período que se pensava ser caracterizado por declínio urbano e colapso demográfico“, explicou.

“É realmente notável ver a monarquia visigótica a unir-se neste momento e a reunir os recursos para poder fundar uma nova cidade”, completou McCormick. Os vestígios encontrados dão também a entender que, antes deste local ser abandonado por volta do ano 800, povos muçulmanos ocuparam esta cidade subterrânea.

McCormick realça que só com escavações vai ser possível provar que de facto esta se trata de uma mesquita. A confirmar-se, esta será talvez a mais antiga da Europa.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A invasão muçulmana da Península Ibérica começou em 711. A cidade começou a ser construída em 578. A mesquita só pode ter sido construída após a conquista da cidade aos visigodos. Sendo assim, é difícil que a mesquita se encontre “enterrada debaixo de uma cidade visigótica em Espanha”. A cidade que se encontre por cima da mesquita será ou islâmica, ou mozárabe, ou cristã pós-reconquista.

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …