Merkel e Macron lançam iniciativa para acolher 400 menores de Moria na União Europeia

A chanceler alemã e o Presidente francês lançaram esta quinta-feira uma iniciativa para permitir a receção por vários países europeus de cerca de 400 migrantes menores desacompanhados do campo de refugiados de Moria, na Grécia, devastado por um incêndio.

A informação da proposta de Angela Merkel e Emmanuel Macron foi revelada à agência francesa France-Presse por uma fonte próxima do processo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha pediu aos países da União Europeia que cuidem dos migrantes atingidos pelo “desastre humanitário” causado pelo incêndio no campo de refugiados de Moria, na ilha grega de Lesbos. “Temos de determinar rapidamente uma forma de ajudar a Grécia” e incluir nessa ajuda “uma distribuição entre os países da UE disponíveis para receber [os migrantes]”, afirmou Heiko Maas.

Os jovens serão distribuídos entre os países da União Europeia que vão aderir à iniciativa franco-alemã, explicou a mesma fonte, acrescentando que os detalhes vão ser divulgados posteriormente pela chanceler, cujo país preside atualmente ao Conselho da UE.

Após o incêndio na noite de terça-feira no campo de migrantes de Moria, na ilha de Lesbos, novas frentes de fogo foram desencadeadas na tarde de quarta-feira, destruindo quase tudo o que restou no local que acolhia cerca de 13 mil refugiados, incluindo perto de quatro mil crianças.

Milhares de refugiados ficaram expostos na madrugada desta quinta-feira ao mau tempo que se fez sentir na Grécia, à espera de transferência das instalações destruídas pelo incêndio.

Segundo a agência noticiosa grega ANA, os incêndios terão sido ateados na sequência da revolta de alguns requerentes de asilo colocados em isolamento, após terem tido resultado positivo no teste à covid-19.

Os bombeiros de Lesbos estavam também a combater dois outros incêndios florestais na parte ocidental da ilha. Não há relatos imediatos de feridos.

Na semana passada, as autoridades gregas detetaram um primeiro caso de coronavírus no campo de Moria, um residente somali, tendo colocado o acampamento de quarentena. As autoridades sanitárias afirmaram na terça-feira que diagnosticaram 35 casos de covid-19 até à data, após uma grande campanha de testes nas instalações sobrelotadas.

No país encontram-se mais de 24 mil requerentes de asilo, que permanecem em instalações insalubres e lotadas.

Os principais campos de refugiados estão montados em cinco ilhas do Mar Egeu. De acordo com as autoridades, os refugiados que chegam à Grécia são sujeitos a uma “quarentena” em “estruturas separadas” para que seja evitada a propagação do coronavírus SARS CoV-2.

Até ao momento não se registou qualquer óbito por covid-19 nos campos de refugiados da Grécia.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Escalada de violência em Gaza. Israel volta a atacar em resposta a balões incendiários

Forças israelitas voltaram a quebrar o cessar-fogo e lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários lançados pelo Hamas. O cessar-fogo entre Israel e Hamas foi quebrado pela primeira vez na …

Os humanos estão a criar condições que podem iniciar uma nova pandemia

Os humanos estão a criar condições ambientais que podem levar a novas pandemias, indica um novo estudo da Universidade de Sydney. O novo estudo da Sydney School of Veterinary Science sugere que a pressão sobre os …

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …

Câmara de Lisboa proíbe instalação de ecrãs no espaço público durante Euro2020

A instalação de ecrãs no espaço público durante o período do Euro2020 não será autorizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo em conta a situação pandémica, anunciou hoje o município. “A Câmara Municipal de Lisboa, tendo …

A sucção da tromba de um elefante é mais rápida do que a velocidade de um comboio-bala

Os elefantes conseguem sugar coisas a uma velocidade de 530 quilómetros por hora — mais rápido do que um comboio-bala japonês. A tromba dos elefantes é-lhes altamente útil, já que a usam tanto para comer como …

Mais de metade dos rios do mundo não flui todo o ano

Entre 51% e 60% dos 64 milhões de quilómetros de rios e riachos do planeta Terra não fluem periodicamente ou secam durante parte do ano. De acordo com a agência Europa Press, este é o resultado …

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …