/

Melania “nem pode abrir uma janela” na Casa Branca

6

Ian Langsdon / EPA

Em entrevista ao jornal francês Le Monde, a primeira dama Brigitte Macron disse que “Melania Trump nem pode abrir uma janela na Casa Branca”.

Numa entrevista dada ao Le Monde, a propósito da visita de Estado de Emmanuel Macron aos Estados Unidos, Brigitte Macron, a primeira-dama francesa, fez algumas revelações sobre a vida da sua homóloga, Melania Trump.

De acordo com o relato traçado por Brigitte, Melania Trump leva uma vida austera e restrita dentro da Casa Branca, em Washington. “A Melania não pode fazer nada, nem pode abrir uma janela na Casa Branca. Ela não pode pôr o nariz de fora. Eu, todos os dias, saio em Paris”, compara.

A esposa do presidente francês disse também que, além de Melania ser “simpática, charmosa, inteligente e muito aberta”, tem uma “personalidade muito forte, que se esforça por esconder”.

Do tempo que passou junto à sua homóloga de 48 anos, o que mais impressionou a ex-professora de 65 foram as medidas de segurança impostas pelos serviços secretos norte-americanos, que não deixam Melania “colocar um pé fora da Casa Branca”.

Brigitte Macron acusou também os meios de comunicação de serem muito rápidos a analisar o estado da sua relação com o presidente norte-americano, Donald Trump. “Tudo é interpretado, interpretado em excesso”, disse a primeira-dama francesa. “Ela ri muito facilmente de tudo, mas mostra-o menos do que eu”, acrescentou.

Durante a viagem, os fatos e vestidos que ambas as primeiras-damas usaram foram várias vezes comparados. Brigitte admitiu que é o diretor artístico da Louis Vuitton, Nicolas Ghesquiere, que é o responsável pelo seu guarda-roupa. “Não tenho muita imaginação para me vestir”, confidenciou, explicando que o que veste é como uma espécie de “pele” que a ajuda a esconder-se de toda a atenção.

Em relação às suas responsabilidades públicas, Brigitte disse fazer o máximo para não ser “um vaso de flores”, que fica só no fundo da sala. “Na minha cabeça, sou a mulher do Emmanuel Macron, não a mulher do presidente. Não me sinto como primeira-dama, apesar de estar consciente das minhas responsabilidades”, afirmou.

  ZAP //

6 Comments

  1. Esta senhora professora de teatro e primeira dama ao aceitar a situação do casamento deixou-me muito reticente.
    Uma mãe andar por esse mundo mais um colega dos filhos!!! Não me consigo pôr no lugar deles. Impossível.
    Eu sei que pertenço a uma onda anquilosada e passadista, mas foi a educação que recebi e que fui apanhando ao longo da vida.
    Todo este desvirtuar e inverter do destino natural da vida, é para mim um viver longínquo e inimaginável que gostaria de nunca ter presenciado.

  2. Como diz que não tem imaginação para se vestir deixa de ser ela própria e contrata alguém que a vista. Depois diz que não é um vaso no fundo da sala. Contradições de gente rica.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.