Médicos e farmacêuticos detidos em todo o país por burla e falsificação de receitas

Mais de uma dezena de médicos e farmacêuticos foram detidos esta terça-feira, numa megaoperação da Polícia Judiciária (PJ), batizada como “Operação Antídoto”, que visa o combate à fraude no Sistema Nacional de Saúde (SNS), por crimes de falsificação de documentos (receitas) e burlas.

De acordo com o Expresso, até ao momento, foram detidos cinco médicos, um proprietário de uma farmácia e cinco outros indivíduos, com idades compreendidas entre os 40 e 79 anos de idade, anunciou a PJ em comunicado.

A PJ informou que estão em curso, em vários pontos do país, “buscas em consultórios médicos, estabelecimentos de saúde, domiciliárias, não domiciliárias”. Há suspeitas da prática de crimes de corrupção, burla qualificada, falsificação de receitas e associação criminosa, com um prejuízo causado ao SNS de cerca de um milhão de euros.

Estão em causa “vários padrões de atuação, que consistem na emissão de receituário manual, utilizando as exceções existentes para a sua prescrição e que permitem a sua comparticipação em 100% pelo SNS, além de receitas desmaterializadas, de valores muito elevados e com inúmeras unidades prescritas”, lê-se na nota informativa.

Esta investigação é da responsabilidade da Unidade Nacional do Combate à Corrupção (UNCC) da PJ e teve a colaboração de várias entidades ligadas ao setor da Saúde, como o Infarmed, Administrações Regionais de Saúde e o Centro de Conferência de Faturas – organismo que faz o controlo do pagamento das receitas e que o governo reforçou para combater a corrupção no setor, segundo noticiou o Diário de Notícias (DN).

As diligências, esclareceu o Expresso, estão a ser acompanhadas por três procuradores do DIAP de Sintra, na presença de dois Juízes do Tribunal Judicial da Comarca de Sintra, estando a dar cumprimento a 30 mandados de busca e 11 mandados de detenção.

Um balanço feito em 2017 pela UNCC contabilizou que entre 2011 e esse ano, as várias burlas ao SNS causaram prejuízos ao Estado num montante superior a 300 milhões de euros, informou ainda o DN.

TP, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Não acontece nada, se tivesse os impostos em dia ainda era capaz de ir preso. Esta cáfila de ladrões até ir para a cadeia, mais depressa uma formiga come um leão…

  2. Fica-se abalado até aos alicerces…
    A dúvida instala-se…
    Ele são tantos a “gamar” que é caso para perguntar:- se isto fosse mesmo a sério será que metade de nós não estaria na cadeia enquanto que a outra metade estaria à espera de lá entrar?

  3. Isto é apenas o espelho da nossa sociedade. Todos roubam! É o pequeno favor numa consulta hospitalar, no despacho mais rápido do processo da câmara, do favor à filha do amigo no concurso para o estado central, câmara ou empresa pública,…
    Esta prática está totalmente enraizada na nossa cultura. Os políticos e outros apenas têm mais oportunidades e de maior dimensão.

  4. É contra esta corja de médicos gananciosos,e negociantes, que a Ordem e Sindicatos, se deveriam preocupar. Essa Gente, não está preocupada com os doentes ou seja lá o que for. As suas exigências,como se sabe, nada tem a ver com as condições dos hospitais, mas sim porque,querem continuar a ser a classe a quem todos beijem a mão. Já lá vai o tempo em que havia médicos a sério, e que mereciam o respeito de todos. Mas isso já foi. Hoje,existe quase e apenas uns negociantes de mortos e vivos, sem consideração pelas pessoas. Eles estão contra tudo o que lhes possa ir diminuindo o poder, nomeadamente, a aprovação pelo governo, dos prestadores de cuidados, em que o sindicato vem dizer, que bem melhor seria,que o dinheiro destinado a essas pessoas, fosse para eles. Mesmo acontece com as medicinas. Tem feito tudo para que não seja devidamente enquadrada no serviço N. de Saúde É por todos estes roubos/vigaristas e muito mais, que não há dinheiro que valha para a saúde, enquanto estes esquemas não forem todos resolvidos. O compadrio entre hospitais privados e publico, é um outro grave problema. Se fossem feitas inspecções sem qualquer aviso aos hospitais, iriam verificar , a quantidade de médicos e enfermeiros que estão nos gabinetes sem fazerem nada. Para mim, tudo isto, não é mais do que um esquema bem montado,para favorecer o sector privado, e há forças obscuras por detrás de todas estas greves, nomeadamente politicas.

  5. “Cada cavadela sai uma minhoca”, a corrupção em Portugal a larga escala, não é novidade. Digamos que é semelhante a um (cancro que evoluiu em métastases) corruindo todos os órgãos da nossa Sociedade. Saúde, Educação, Justiça, Orgãos Políticos, Empresas, Bancos, todos estes Orgãos são diariamente Noticia por as piores razões !!!!!………. Há que pensar em construir mais prisões, pois os ratos são muitos dentro do queijo !. Sem esta bicharada toda por erradicar, Portugal poderia ser um País exemplar !

  6. Mas… alguém leu a notícia como deve ser?!? Esta “mega operação” por todo o país reduz-se a 5 médicos e uma farmácia, provavelmente em Sintra… não desfazendo de outras situações pontuais, acho que generalizar e mesmo aumentar a coisa, como o fazem nesta notícia, é quase tão criminoso, quanto o acto em si… no fim de contas, isto ainda vai ser reduzido a umas aspirinas e uns xanax que foram passados à revelia de uma regra qualquer!
    Os media, com o seu sensacionalismo já tão habitual, sempre à caça do mediatismo em detrimento do que realmente importa: a verdade dos factos, acabam por não ser melhores do que os vilões que anunciam…
    Povo não te deixes enganar, pelo que brilha ou é popular… (esta foi profunda…).
    Temos de ler tudo e filtrar bem a coisa para encontrar meia verdade nestas notícias, fruto do péssimo jornalismo que se vê actualmente… nem protuguez sabem falar (e nem as calinadas do AO lhes vale).

RESPONDER

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …