Medicina pode deixar de ser opção para quem já tem outro curso

Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

A Ordem dos Médicos propôs hoje a suspensão dos 15% de vagas abertas nos cursos de medicina destinadas a já licenciados, como medida para travar o excesso de profissionais que se prevê vir a existir no país.

Durante uma audição na comissão parlamentar de Saúde, o bastonário José Manuel Silva apresentou dados de um estudo encomendado pela Ordem dos Médicos que estima que em 2025 possa haver até nove mil médicos desempregados.

Desse total, seis mil deles serão médicos especialistas, com o bastonário a reiterar que se estão a formar em Portugal médicos especialistas acima das necessidades.

O estudo, que a Lusa noticiou em setembro, indica que em dezembro de 2011 se encontravam afetos ao Serviço Nacional de Saúde, em Portugal Continental, 24.995 médicos, 58% do total de habilitados.

Para o bastonário, esta análise vem confirmar que os numerus clausus (vagas para cada curso) das faculdades de medicina estão acima das necessidades.

Por isso, sugeriu aos deputados que se suspendam os 15% de vagas que são abertas para pessoas já com outras licenciaturas.

“O Estado está a pagar dois cursos a uma pessoa enquanto alguns jovens não conseguem aceder a um”, referiu.

Ainda sobre o excesso de profissionais para que aponta o estudo, elaborado pela Universidade de Coimbra, o representante dos médicos disse haver atualmente uma pressão desnecessária para se aumentar a formação em medicina geral e familiar.

De acordo com os dados revelados aos deputados, com base na formação atual, haverá no futuro 1.400 especialistas a mais na medicina geral e familiar, uma especialidade que é considerada uma das mais carenciadas.

Recusando defender uma política baseada na emigração de profissionais formados em Portugal, José Manuel Silva insistiu na necessidade de limitar as vagas nos cursos de medicina.

Outro dos temas destacados foi o novo regulamento para o internato médico, que o bastonário considerou ter de aprovar de forma urgente.

Sobre este documento, José Manuel Silva propôs que se crie uma nota mínima de acesso às vagas de especialidade no exame de seriação, para contrariar que pessoas “sem as mínimas condições de virem a ser bons especialistas” acedam a essas vagas.

“O Estado português não tem de andar a pagar uma especialidade a quem tem resultados catastróficos no exame de seriação”, argumentou.

Outra reivindicação do bastonário é a reintrodução do exame de equivalência, a realizar em universidades, para os candidatos ao exercício da profissão que vêm de fora da União Europeia.

Sobre o diploma das convenções na área da saúde, assunto que levou José Manuel Silva ao Parlamento, o responsável voltou a manifestar a sua preocupação com a possível diminuição da concorrência e de encerramentos de serviços.

Para o bastonário, o novo regime das convenções, já publicado em Diário da República, vai ter a consequência contrária ao que são os seus pressupostos.

O ministro da Saúde afirmou já que este regime protege as mini e micro empresas da área das análises clínicas e medicina de reabilitação, ao conter uma cláusula que não sujeita a concurso público as que tenham “faturação reduzida”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Autoridade da Concorrência faz buscas em cinco empresas de vigilância privada

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta segunda-feira, que realizou diligências de busca e apreensão em cinco empresas do setor da vigilância privada, no distrito de Lisboa, "por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas do normal …

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …

Pinto Luz não se resigna a disputar "campeonato dos pequeninos"

O candidato à liderança social-democrata afirmou, esta segunda-feira, não se resignar a um partido que disputa o "campeonato dos pequeninos" ou é "uma segunda escolha do PS", pedindo a "quem não gosta deste PSD" que …

Militares portugueses já salvaram mais de 14 mil migrantes no Mediterrâneo

Marinha, Polícia Marítima e Unidade de Controlo de Costa da GNR, ao serviço da agência Frontex, no sul de Espanha e de Itália, já resgataram 14.151 migrantes no Mediterrâneo desde 2014. As equipas militares portuguesas, a …

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …