Medicamento para a doença de Stephen Hawking está mais próximo

codyerekson / Flickr

O físico britânico Stephen Hawking

Uma equipa de cientistas pode estar em vias de desenvolver um medicamento para tratar a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), a doença de que padece o famoso Stephen Hawking e que afecta o sistema nervoso central, provocando paralisia e atrofia muscular.

Investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, descobriram um dos mecanismos que possibilita o desenvolvimento desta doença grave, depois de observarem mudanças nas células nervosas de pessoas que têm uma mutação rara no gene SOD1.

A equipa científica, liderada por Nikolay Dohkolyan, descobriu como funciona o mecanismo de acumulação de proteínas nos neurónios, cuja morte provoca a paralisia total do corpo e pode levar à morte.

Observando a vida dos neurónios, em função da alteração no gene enunciado, os investigadores verificaram que as moléculas de SOD1 unem-se em cadeias de três linhas separadas da proteína e chegaram à causa da morte neuronal.

Estas cadeias, conhecidas como trímeros, provocam mudanças nas células nervosas que controlam o movimento do corpo, o que acaba por lhes provocar a morte.

Estes resultados, publicados pela revista científica PNAS, verificaram-se quando os investigadores injectaram trímeros em células nervosas saudáveis.

A investigação decorre agora em torno do desenvolvimento de um medicamento que impeça a formação dos trímeros ou que os destrua antes de que provoquem a morte celular.

Este novo medicamento, que deverá surgir em breve, pode também vir a tornar-se relevante para o tratamento de outras doenças neuro-degenerativas, nomeadamente as doenças de Alzheimer e de Parkinson.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Estado poderá recorrer a contratos a termo mais longos do que o privado

O Estado vai poder recorrer a contratos a prazo mais longos do que o privado. O diploma, aprovado no mês passado no Parlamento, prevê para o setor privado a redução da duração máxima dos contratos …

Bruno Fernandes critica horário tardio dos jogos do campeonato

No final da partida com o SC Braga, Bruno Fernandes falou aos jornalistas e aproveitou para criticar o horário tardio de alguns jogos do campeonato. A partida começou às 21h. Este domingo, 12 jogos depois, o …

Protesto em Hong Kong juntou mais de 1,7 milhões de manifestantes

Mais de 1,7 milhões de pessoas manifestaram-se no domingo, em Hong Kong, informou o movimento pró-democracia que tem liderado os grandes protestos contra a lei da extradição, desde o início de junho. Em conferência de imprensa, …

Medvedev entra no top 5 mundial do ténis. Pedro Sousa sobe 23 lugares

Medvedev, de 23 anos, que nunca tinha vencido um torneio de categoria Masters 1000, subiu três posições e figura pela primeira vez entre os cinco primeiros da tabela. O russo Daniil Medvedev, vencedor do torneio Masters …

Só 2% das escolas em Portugal têm desfibrilhadores

Apenas 129 dos 5.909 estabelecimentos de ensino em Portugal têm desfibrilhadores automáticos externos (DAE), o que representa 2,1%. Os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias são do INEM, que assegura ainda que nas comunidades escolares existem …

Cerca de oito mil pessoas retiradas da Grã Canária devido a incêndio

Cerca de oito mil pessoas foram retiradas das suas casas em várias cidades no norte da Grã Canária na sequência do incêndio florestal que lavra desde sábado naquela ilha espanhola. De acordo com a agência de …

Guerra aberta no PSD/Porto. Líder local desafiado a demitir-se

Hugo Neto escreveu mensagem dura contra Rui Rio e agora recebeu uma carta de militantes do Porto pedindo-lhe que se demita, acusado de falta de "caráter, lealdade, responsabilidade e espírito de serviço". "Expostos os motivos pessoais, …

SNMMP promete greve cirúrgica caso acordo com a Antram falhe

Caso as negociações entre o SNMMP e a Antram falhem, o sindicato poderá voltar a fazer greve. Rui Rio acusou o Governo de montar "um circo com fins eleitorais". Depois de no domingo o Sindicato Nacional …

Taxa das bebidas açucaradas subiu preços (mas não reduziu hábitos de consumo)

Apesar dos aumentos de preço impostos aos refrigerantes, devido à taxa introduzida pelo Governo em 2017, não foram registadas menos vendas. O objetivo da medida, que pretendia incentivar a redução do consumo de bebidas açucaradas, parece …

Caos, fronteiras fechadas e falta de combustível, comida e medicamentos. Eis os efeitos do Brexit sem acordo

Documentos oficiais divulgados este domingo pelo jornal Sunday Times alertam que uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo vai implicar um período de escassez de combustível, alimentos e medicamentos e o …