Mayorga retira queixa de violação contra Ronaldo. Processo ainda está no Federal

Alessandro Di Marco / EPA

A queixa apresentada por Kathryn Mayorga, que acusou Cristiano Ronaldo de violação, foi retirada no mês passado, avança a agência de notícias Bloomberg.

A ex-professora Kathryn Mayorga, de 35 anos, acusou no ano passado o jogador português de a ter violado, em 2009, num hotel de Las Vegas, nos Estados Unidos. O futebolista português, de 34 anos, sempre negou as acusações.

O pedido para retirar voluntariamente a queixa foi apresentado no mês passado num tribunal do Nevada, em Las Vegas. No pedido não é referido se que a queixosa chegou a algum acordo com o jogador da Juventus, segundo revelou a agência Bloomberg.

Leslie Stovall, advogado de Mayorga, e Peter Christiansen, advogado do português, recusaram comentar a retirada da queixa. Também as autoridades de Las Vegas não deram esclarecimentos sobre o caso.

Apesar de esta queixa ter sido retirada, documentos judiciais a que o Jornal de Notícias teve acesso mostram que, a 28 de janeiro de 2019, o caso deu entrada no US Ditrict Court do Nevada, um tribunal de âmbito federal. A 1 de março, o deu um prazo de mais 180 dias a Mayorga para notificar Cristinao Ronaldo do processo, depois de as tentativas de contacto terem falhado, por não ter sido possível saber a morada do jogador em Turim.

No mesmo documento, o tribunal diz que não vai avançar, por enquanto, com outras medidas de notificação, já que só a 28 de dezembro os advogados de Mayorga contactaram uma “Autoridade Central” italiana para tentar a notificação, como esta definido na Convenção de Haia, que define regras sobre o direito privado internacional. Até ao momento, tinha sido contratado apenas um “assistente judicial”, que não conseguiu encontrar Cristiano Ronaldo.

Em março, o The New York Times indicou que a Juventus, equipa campeã em Itália, não deveria participar num torneio internacional nos Estados Unidos, no verão, por receio de que Cristiano Ronaldo pudesse ser detido no âmbito da investigação deste processo.

Kathryn Mayorga apresentou queixa contra o avançado internacional português, a 27 de setembro de 2018, num tribunal do condado de Clarck, Las Vegas, no Estado norte-americano do Nevada.

A queixosa alegava que, em 2009, foi violada pelo jogador da Juventus num quarto de hotel em Las Vegas, ao qual terá subido, junto com outras pessoas, para apreciar a vista e a banheira de hidromassagem. A suposta vítima relatou que Cristiano Ronaldo a terá interpelado enquanto trocava de roupa.

Kathryn Mayorga conta ainda que na altura terá sido coagida a assinar um acordo de confidencialidade a troco de cerca de 325 mil euros (375 mil dólares), assentimento que os seus advogados consideram não ter valor legal.

O caso foi divulgado pela revista alemã Der Spiegel, em 28 de setembro de 2018, na primeira vez que Kathryn Mayorga falou sobre o caso – a história já tinha sido revelada em 2017, em documentos difundidos pela plataforma digital Football Leaks.

Os advogados de Ronaldo alegaram que os documentos que a revista alemã tem na sua posse foram “fabricados” por piratas informáticos, contestando as argumentações apresentadas pela defesa de Kathryn Mayorga.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …

OE2021. Uma morte anunciada da geringonça e o temor das coligações negativas

Já há confirmação de que a proposta do Orçamento do Estado para 2021 vai ser aprovada na generalidade, esta quarta-feira. O primeiro-ministro já só pensa na discussão na especialidade, na qual se avizinham os maiores …

Mulheres foram despidas em aeroporto do Catar para ver se tinham dado à luz recentemente

Várias passageiras australianas foram submetidas a um exame ginecológico após ter sido descoberto um bebé recém-nascido abandonada na casa de banho do Aeroporto Internacional de Hamad, em Doha, no Catar. O voo da Qatar Airways deveria …

Memória ou glorificação? Discurso escrito à mão por Hitler vendido na Alemanha por 34.000 euros

Um discurso que o ditador Adolf Hitler escreveu em 1939 foi vendido em leilão, na semana passada, na Alemanha, por 34.000 euros, noticia a agência noticiosa AP. De acordo com a revista norte-americana Vice, que cita …